conecte-se conosco


Mato Grosso

Parceria com Rota do Oeste visa ampliar monitoramento de câmeras OCR

Publicado

Uma parceria com a Rota do Oeste visa acrescentar cerca de 60 pontos de câmeras OCR (leitores ópticos de caracteres) ao monitoramento do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT).

Durante reunião entre representantes da empresa e do órgão, na sede da Secretaria, foram abordados os detalhes necessários para a implantação de um projeto-piloto e, posteriormente, o definitivo. O objetivo é fortalecer o combate ao roubo e furto de veículos no Estado, por meio da identificação de placas e outros caracteres que servem como elementos de investigação.

Com a parceria, as imagens registradas pelos equipamentos dos veículos que trafegam diariamente nos trechos administrados pela Rota do Oeste serão acompanhadas em tempo real pelo Centro Integrado da Sesp. Caso apontem alguma irregularidade, um alerta será emitido ao Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), que vai direcionar a demanda às forças policiais.

Inicialmente, a expectativa é que o projeto-piloto seja desenvolvido em duas praças de pedágio da Rota do Oeste, fase em que serão analisados aspectos técnicos de processamento dos dados e atendimento da demanda. A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) já autorizou esta etapa e a empresa enviará os dados necessários à Sesp para a realização dos testes. Posteriormente, a iniciativa contemplará as nove praças de pedágio, com seis a sete faixas cada, sendo que cada faixa possui uma câmera OCR.

Leia mais:  Sinfra informa que tráfego em pontes da MT-020 será interrompido para realização de obras

O secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, acredita que os resultados refletirão consideravelmente no aumento da apreensão e recuperação de veículos roubados e furtados. “Tenho certeza que esta parceria trará resultados importantes para a segurança pública e também será de suma importância para que os motoristas se sintam mais seguros ao transitar por Mato Grosso”.

As praças de pedágio da Rota do Oeste estão localizadas na BR-163, desde a divisa de Mato Grosso do Sul com Mato Grosso até o km 850 em Sinop, no Norte do Estado. Segundo dados da empresa, diariamente, 70 mil veículos passam pela BR-163, dos quais 68% são caminhões.

“Para nós, é importante participar não só como uma empresa que quer ver o Estado crescer e quer contribuir com a segurança, mas também porque é algo que vai melhorar a segurança na rodovia, para os usuários”, frisou o presidente da empresa, Diogo Santiago.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Seduc esclarece comunidade sobre mudanças em escolas do Grande Cristo Rei

Publicado


A secretaria de Estado de Educação esclarece que o redimensionamento da Educação Básica é uma ação de planejamento da rede pública estadual e municipal. É feito com base nas necessidades e particularidades de cada município.

Em Várzea Grande, a Seduc vai ceder o prédio da Escola Heroclito Leôncio Monteiro, no bairro Cristo Rei, para o município de Várzea Grande. O redimensionamento, neste caso, também envolve a Escola Estadual Dom Bosco, localizada na mesma região. Para tirar dúvidas da comunidade escolar e explicar como será essa etapa do redimensionamento, a Seduc realizou uma reunião na unidade nesta terça-feira (21.09).

Hoje, a Escola Heroclito Leôncio Monteiro possui 492 estudantes matriculados, sendo 241 nos anos iniciais do Ensino Fundamental e 251 nos anos finais do Ensino Fundamental.

A Escola Dom Bosco atende 639 alunos, sendo 291 nos anos iniciais do Ensino Fundamental e 348 nos anos finais.

Planejamento para 2022

Recebendo o prédio da Escola Heroclito, a partir de 2022, o planejamento da secretaria municipal de Educação é atender estudantes do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental e vai abrir matrículas para crianças de 4 e 5 anos.

Leia mais:  Fila para doação de ‘ossinho’ em Cuiabá é destaque na imprensa nacional

Além dos 241 alunos dos anos iniciais que já estão na escola, vai receber os 291 da Escola Dom Bosco.

A Escola Dom Bosco continuará atendendo os 348 estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental e receberá os 251 dos anos finais da Heroclito.

Entenda o redimensionamento

O redimensionamento cumpre a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB – 9.394/96), que passou a ser estruturada por etapas e modalidades de ensino, englobando a Educação Infantil, o Ensino Fundamental obrigatório de nove anos e o Ensino Médio.

Trata-se da organização dos alunos que estão na mesma etapa/modalidade em uma única unidade escolar, otimizando, assim, o espaço existente, ampliando o número de vagas, buscando garantir o acesso à educação básica.

O reordenamento das estruturas físicas de educação inclui a cessão de uso de escolas aos municípios, transferência de alunos para outras unidades e entrega dos prédios alugados pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc). Nos casos da cessão aos municípios, o Governo dará todo suporte, inclusive financeiro, com as reformas necessárias.

Leia mais:  Telemetria é implantada em 300 autoescolas de Mato Grosso

Profissionais

O profissional pedagogo pode escolher se permanece na escola que for cedida ao município ou se quer ser atribuído para outra unidade da rede estadual. Vale destacar que o profissional que permanecer na unidade, o Estado fará um termo de cooperação com o município. Esse profissional não terá nenhum prejuízo em sua carreira, continua com o mesmo subsídio e pode participar dos processos seletivos da Seduc.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana