conecte-se conosco


Mato Grosso

Parceria com penitenciária possibilita reforma de móveis do Hospital Regional de Rondonópolis

Publicado

O trabalho de reeducandos, que atuam na serralheira da Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa, em Rondonópolis, está beneficiando mais uma instituição pública do município, o Hospital Regional Irmã Elza Giovanella. Uma parceria firmada no mês de julho entre a direção da penitenciária e a unidade de saúde está possibilitando a reforma de móveis hospitalares como camas, macas e escadas de apoio, que estavam danificadas.

O trabalho dos reeducandos na serralheira é restaurar todos os móveis, enquanto que o hospital adquiriu os materiais necessários.

O diretor adjunto da penitenciária, Paulo Rufino, afirma que a atividade, além de possibilitar ocupação aos reeducandos, contribui com a população de uma forma geral, pois é o hospital que ganha móveis reformados e que podem atender adequadamente os pacientes.

“É uma maneira do Sistema Penitenciário retribuir em prestação de serviços à sociedade. Além dessa parceria com o hospital regional, temos outras atividades prestadas a escolas, creches e instituições filantrópicas, com serviços como limpeza, pintura, doação de hortaliças”, conta o agente penitenciário.

Móveis antes da reforma

“Com essa parceria serão disponibilizadas mais 30 camas, 10 macas e 30 escadinhas de acesso para os usuários do hospital”, explica a diretora da unidade de saúde, Caroline Dobes.

Leia mais:  Desmatamento em Mato Grosso cai 22% em setembro

A restauração dos móveis permite que o hospital economize com o serviço, pois a mão de obra não tem custo. Sem a parceria, cada maca seria restaurada a um custo de R$ 400 e, por meio da cooperação, cada item restaurado terá custo de R$ 53, totalizando economia de R$ 11 mil ao Governo do Estado.

Aos reeducandos é garantida a remição por dia trabalhado, conforme prevê a Lei de Execuções Penais. A cada três dias de trabalho, um é abatido na pena.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Ipem MT busca liberação de recursos com Inmetro para sede própria

Publicado

por

Uma sede própria para o Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (Ipem-MT) começou a ser construída no Centro Político e Administrativo, em Cuiabá, mas ainda não foi concluída.

Para finalizar a obra e melhorar o ambiente de trabalhos dos servidores do órgão, o presidente do Ipem-MT, Bento Bezerra, visitou o local nesta sexta-feira (13.12) com o Coordenador Geral da Rede Nacional de Metrologia do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), Márcio Paiva, que veio à capital para uma reunião do Conselho Administrativo do Ipem-MT.

“Para que o Ipem-MT continue crescendo a obra precisa ser retomada. Temos os mesmos objetivos do governador Mauro Mendes e retornar essa obra. Por isso, me sinto na obrigação de provocar o Inmetro para a conclusão deste prédio. Desta forma, trouxemos o coordenador do Instituto para conhecer e solicitamos uma Dotação Orçamentária na LDO de pelo menos R$ 2 milhões para sua retomada em 2020”, afirmou Bezerra.

Paiva reforçou que a parceria entre Inmetro e Ipem-MT é de muitos anos e que ambos estão imbuídos para a proteção da sociedade, garantindo relações harmônicas de consumo e incentivo à indústria. “Em relação à verba para a conclusão da obra, apesar de alguns entraves, a presidência do Instituto irá se empenhar para que seja finalizada e os servidores tenham um local adequado para realizar seus trabalhos”, disse.

Leia mais:  Escola Tiradentes presta homenagem aos seus professores

A finalização da construção depende desta verba do Inmetro e o espaço irá abrigar os 110 funcionários do Ipem-MT, além dos laboratórios. Como houve a paralisação, é necessária a realização de uma nova licitação que deverá ser feita pelo Governo de Mato Grosso.

Atualmente, os trabalhos do Ipem-MT ocorrem em um prédio cedido pela Junta Comercial de Mato Grosso há 20 anos, no Centro da capital.

Participaram da reunião ainda o chefe de Gabinete do Ipem, Renê Rodrigues, o assessor da presidência, Antônio Daltro, a diretora administrativa financeira, Priscila Gimenez, a diretora de Legislação e Auto, Elaine Barros, e a assessora da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Eulália Souza de Oliveira.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana