conecte-se conosco


Esportes

Para promover novo uniforme, Sport leva torcedores ao treinamento; assista

Publicado


Uniforme três do Sport Recife foi lançado na última quinta-feira (07)
reprodução/ twitter Sport

Uniforme três do Sport Recife foi lançado na última quinta-feira (07)

Na semana passada, o Sport Club do Recife e a Under Armour anunciaram o novo uniforme 03 do rubro-negro pernambucano. E para marcar o lançamento, uma ação foi realizada com 15 torcedores fanáticos pela equipe que tiveram a oportunidade de treinar ao lado dos atletas profissionais.

Leia também:  Goleiro herói do São Paulo na Copinha já planeja estrear pelo time profissional

A terceira camisa do uniforme do Sport traz listras diagonais pretas e cinzas e o Leão destacado ao centro, chega como parte da campanha indomável, lançada em 2018 para os dois primeiros lançamentos da Under Armour para o Sport.

Como parte da ação, uma caixa misteriosa foi colocada à venda na semana que antecedeu o lançamento da camisa na loja oficial do clube, desafiando os torcedores a comprarem o item “às escuras”, sem saber o que vinha dentro.

As caixas foram esgotadas em menos de três horas e os 15 torcedores foram convocados para uma ação surpresa. Ao chegarem à loja do clube no dia combinado, foram encaminhados ao Centro de Treinamento, onde tiveram a oportunidade de vivenciar um dia de treino físico pesado com os atletas do time.

Leia mais:  Esposa de Felipe Melo encontra caco de vidro no corpo do jogador após ataques

Leia também:  Torcedores fazem piada com morte de Emiliano Sala e são presos na Inglaterra

Depois do treinamento todos os torcedores abriram as caixas surpresas e vestiram o novo uniforme. “A Under Armour é uma marca de alta performance que visa tornar os atletas sempre melhores através da determinação e do esforço”, destaca Audrio Magalhaes, gerente de marketing esportivo da Under Armour Brasil.

“Nos primeiros dois lançamentos contamos a história de torcedores indomáveis que haviam mostrado seu amor pelo Sport em situações inusitadas. Dessa vez, desafiamos os torcedores a mostrar na prática que trazem o DNA aguerrido da marca e do clube para honrar a armadura rubro-negra e que para alcançar as vitórias é preciso ralar, treinar duro e estar sempre preparado”.

A ação foi registrada e você pode assistir a um pequeno trecho abaixo.

O elenco profissional do Sport estrou a nova camisa 3 em campo no último domingo, dia 10 de fevereiro, na vitória de 3×0 sobre o Petrolina, na Ilha do Retiro, pelo Campeonato Pernambucano.

Leia mais:  Torcedores contratam mulher nua para invadir o gramado durante partida; assista

Leia também:  Flamengo continuará pagando salários das vítimas do incêndio no alojamento

O novo uniforme está disponível para venda na  loja oficial do clube (física e on-line), nas principais lojas esportivas do mercado e também no site da Under Armour. A camisa está disponível nos modelos infantil (R$199), feminina (R$229), masculina versão oficial (R$249,90) e masculina versão performance (R$349,90).

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Aos 44 anos, Anderson Silva luta pelo espetáculo – e que mal há nisso?

Publicado

por


Anderson Silva agachado
Divulgação

Anderson Silva, lutador brasileiro do UFC

Onde você estava aos 44 anos? Onde estará? Com essa idade recém-completada, Anderson Silva mostrou à imprensa presente no seu treino dessa quarta-feira (17), no Rio de Janeiro, que ainda tem ‘lenha para queimar’. E nós, da Ag. Fight, pudemos acompanhar de perto um treino leve do ex-campeão dos pesos-médios (84 kg).

Clique aqui e leia mais colunas da Ag. Fight

Com o característico bom humor, Anderson Silva já chegou à Escola de Boxe Cesário Bezerra fazendo brincadeiras com os parceiros de treino.

Após se aquecer no tatame, ‘Spider’ recebeu instruções e testou algumas posições com o mestre de jiu-jitsu Ricardo de la Riva. Depois disso, foi se experimentar contra os colegas.

Ao som de música instrumental que remetia a trilhas sonoras de filmes épicos, Anderson mostrou que continua afiado no jiu-jitsu.

Apesar de a arte suave não ser a sua especialidade, durante o ‘rola’ ele foi claramente superior aos parceiros, apesar de não deixar as brincadeiras de lado. “Tem uma parada aqui”, falou, apontando para o rosto do colega. Desprevenido, o companheiro de treino abaixou a guarda
e deixou o pescoço à mostra para o ‘Spider’ encaixar um ‘mata-leão’.

Leia também: Conor McGregor erra ainda mais ao não aprender com os erros

Leia mais:  Torcedores contratam mulher nua para invadir o gramado durante partida; assista

A provocação aos oponentes, aliás, foi uma constante durante o trabalho. Muito criticado por parte dos fãs e da imprensa por fazer uso exagerado desse artifício em algumas de suas lutas, no treino dessa quarta, Anderson não poupou seus parceiros de suas brincadeiras – mesmo diante de um grande número de jornalistas atentos a cada movimento do lutador.

“Vem tranquilo”, provocou o atleta do UFC, em referência a um ‘meme’ que recentemente viralizou nos aplicativos de mensagem e nas redes sociais.

Após o ‘rola’ do jiu-jitsu, o ‘Spider’ descansou um pouco, antes de mostrar a sua maior especialidade: o chute. A idade não parece ter afetado a potência e a precisão do golpe do campeão do Ultimate de 2006 a 2013, mas o passar dos anos fez com que ele adaptasse o seu
treinamento.

“O que eu faço é me expor menos. Tem coisas que a gente não tem mais como fazer. Antigamente, eu fazia esse treino e a gente saía no soco ali, um cortava o outro, machucava o braço, e no outro dia eu estava zerado. Hoje em dia, tenho que ter um pouco mais de cuidado e toda a equipe tem essa consciência”, relatou Anderson após o treino.

Agendado para voltar ao octógono no próximo dia 11 de maio, no Rio de Janeiro, contra o pouco conhecido Jared Cannonier, o ex-campeão dos médios parece ter consciência de que o final da carreira está próximo, mesmo persistindo no discurso pouco plausível de que pode disputar o cinturão nas “três ou quatro lutas” que ainda restam em seu contrato.

Leia mais:  Corinthians sofre, mas vence Ferroviária nos pênaltis e avança à semifinal

“Eu acho que todo lutador que está no UFC pensa no título. Já tive toda essa experiência (…), então nada disso é novo. Tudo o que vier agora a gente absorve como conhecimento. Então, o objetivo é estar bem, ir lá fazer o que eu amo”, concluiu.

O que muitas vezes não fica suficientemente claro aos fãs – e até aos jornalistas, que insistem em cobrar do Spider os resultados dos velhos tempos – é que é justamente o clima de brincadeira, bom humor e show que dá sentido à carreira de Anderson hoje em dia.

Leia também: Doping de campeões mancha esporte, mas enaltece esforço do UFC

Aos 44 anos, sem os mesmos reflexos de antes e ultrapassado por muita gente mais nova e no auge, não haveria qualquer razão para que o ex-campeão entrasse no octógono se não fosse a sua vocação para o espetáculo.

E quem for ao UFC 237, no Rio de Janeiro, terá a chance de assistir à luta que, muito provavelmente, será o fechar das cortinas do ‘Spider’ Anderson Silva no Brasil.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana