conecte-se conosco


Política

Ouvidoria da ALMT passa a contar com assistente social

Publicado

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

A partir desta semana, o cidadão que busca os serviços da Ouvidoria Pública da ALMT, por meio da Defensoria Pública, terá à disposição o atendimento de uma assistente social. Inicialmente, o serviço contará com uma profissional e o atendimento será feito todas as quartas-feiras, com previsão de ser ampliado para três dias semanais.

De acordo com a ouvidora-geral da ALMT, Uecileny Rodrigues Vieira, a chegada da assistente social é parte dos esforços com o objetivo de melhor atender ao cidadão. “Percebíamos que, mesmo já tendo diversos serviços oferecidos, ainda havia demanda para que pudéssemos atender melhor ao cidadão hipossuficiente [carente]. A chegada de uma assistente social reforça esse nosso desejo de ampliar e melhorar o atendimento”, disse a ouvidora.

A presença de uma assistente social foi possível graças à ampliação da parceria que levou o defensor-geral Clodoaldo Queiroz a designar a profissional Amanda Fontenelli. Segundo ela, o trabalho que será desenvolvido pode ser dividido em três frentes.

A primeira frente de trabalho é política e consiste em buscar parceria com os demais Poderes para melhorar, simplificar e diminuir o tempo de espera do cidadão para ter acesso aos serviços públicos. A primeira atividade realizada aconteceu na terça-feira (19), quando a equipe esteve reunida com a Secretaria de Estado de Habitação para tratar de demandas. 

Leia mais:  Qualidade de ensino é tema de projeto de lei do deputado Elizeu Nascimento

A segunda frente de trabalho desenvolvida pela assistente social é voltada para a Ouvidoria da ALMT. Amanda Fontenelli explica que haverá o aconselhamento no atendimento das demandas que chegam ao setor. “Quando o defensor público percebe que o cidadão necessita de um atendimento ampliado, então entramos para orientar o trabalho que pode ser desenvolvido".

A terceira, e principal frente de trabalho, será o atendimento direto ao público que necessita ter acesso a serviços gratuitos e no encaminhamento para que sejam adotadas medidas judiciais para garantir direitos.  

Entre os casos que poderão ser atendidos estão acesso a medicação na farmácia de alto custo ou para possível judicialização da demanda; translado para paciente e acompanhante para tratamento em outro estado; auxílio à família de portador de transtornos mentais para integrar o paciente na rede de atendimento; encaminhamento do familiar para busca gratuita de urna funerária (caixão), em casos de morte de cidadão carente.

Comentários Facebook
publicidade

Política

Dupla é pega com droga em casa identificada como ponto de venda

Publicado

por

Policiais militares de Sinop (a 500 km de Cuiabá) prenderam nesta quinta-feira (02.06), dois homens por tráfico de droga, no bairro Menino Jesus I.

Conforme o boletim de ocorrência, a denúncia apontava uma casa usada como ponto de venda de entorpecente, além de dois homens como traficantes.

Em monitoramento, a informação foi confirmada devido o fluxo de pessoas no imóvel. Devido à situação, foi iniciado o procedimento de abordagem e a dupla denunciada foi encontrada. Eles carregavam porções de maconha e de pasta base de cocaína prontas para venda.

Na vistoria na casa, foram apreendidos porções de pasta base de cocaína, uma balança, vários frascos de perfume que segundo um dos suspeitos  foram usadas como moeda de troca, além de seis munições de calibre 38, uma maquina de cartão de crédito e dinheiro.

Os dois homens confirmaram que teriam pegado a droga de uma organização criminosa e seriam os responsáveis pela venda no bairro.

Comentários Facebook
Leia mais:  Projeto do Executivo de descontos a contribuintes para pagamento à vista é aprovado no Legislativo
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana