conecte-se conosco


Polícia

‘Operação Natal Feliz’ da PM e Bombeiros ganha adesão em diferentes regiões do Estado

Publicado

A ‘Operação Natal Feliz’, da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso, desenvolvida com a finalidade de arrecadar brinquedos e alimentos, ganha força e adesão de pessoas, grupos e segmentos sociais em diferentes regiões do Estado.

Além da mobilização interna, entre os policiais e suas famílias, crianças e adultos encamparam a proposta de solidariedade e amor ao próximo.

No município de Jangada (a 80 km de Cuiabá), por exemplo, o padre Luiz, da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, aderiu a campanha ao lado dos alunos do projeto ‘PM Mirim’. Ele passou a fazer chamamentos durantes as celebrações religiosas.

Em Poconé (a 104 km de Cuiabá) a PM ganhou o reforço da pequena Maria. A menina disse aos pais que queria doar parte de seus brinquedos à campanha. A entrega, pela própria Maria, ocorreu na unidade local da PM.

Movimento similar se estende pelos quartéis, entre os policiais e seus familiares, e em outros setores da sociedade. Em todas as unidades da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros há postos de arrecadação.

Leia mais:  PC de MT sede 5º encontro nacional dos coordenadores de operações especiais

As doações poderão ser feitas até a próxima quarta-feira (18.12). Depois, policiais militares e bombeiros estarão levando os brinquedos e alimentos às comunidades e famílias em todos os municípios.

A ‘Operação Natal Feliz’, realizada com o apoio do Governo do Estado, tem com madrinha a primeira dama Virgínia Mendes.

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Jovem para carro em oficina, desce vomitando sangue e morre

Publicado

Um homem de 27 anos, identificado como Thiago Vinicius de Jesus, morreu na tarde desta terça-feira (22) após passar mal na porta de uma oficina na avenida Miguel Sutil, em Cuiabá. De acordo com testemunhas, a vítima parou o carro e saiu vomitando sangue. Uma testemunha ainda afirmou que Thiago segurava um copo sujo de sangue. A polícia investiga a suspeita de envenenamento.

Segundo informações da Polícia Civil, Thiago estava dirigindo e, por volta das 17h30, parou em frente a uma oficina e começou a vomitar sangue. As pessoas que estavam por perto acharam que ele estava baleado e deitaram o homem no chão.

Logo ligaram para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que orientou os populares a realizar manobras de reanimação na vítima. Mesmo com a chegada dos profissionais de saúde no local, Thiago não resistiu e morreu.

A hipótese de que ele tinha sido baleado foi descartada pela equipe médica que atendeu a ocorrência.

Durante necropsia, não foi localizado nenhum sinal de violência externa. Peritos coletaram material para exame toxicológico para apurar a suspeita de envenenamento. Também será realizado o exame histopatológico (análise laboratorial dos órgãos e tecidos para verificar se havia alguma doença preexistente).

Leia mais:  Polícia Civil elucida latrocínio em Campos de Júlio com prisão de dois envolvidos

Polícia Civil aguarda resultado dos laudos para dar andamento às investigações.

PASSAGEM CRIMINAL

Thiago usava tornozeleira eletrônica. De acordo com informações do site do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, ele não tinha nenhuma condenação e respondia a apenas um processo. Ele foi denunciado por tráfico em dezembro do ano passado. Em setembro de 2019, ele foi preso por policiais militares com cerca de 400 gramas de maconha.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana