conecte-se conosco


Mato Grosso

Onze pessoas são presas e 28 carros e motos recolhidos em operação neste domingo

Publicado

Nove pessoas foram presas por dirigirem bêbadas e outras duas por desacatar e desobedecer autoridade na 14ª Operação Lei Seca, iniciada às 5h45 deste domingo (14), na Avenida Dr. Paraná, no bairro Alameda, em Várzea Grande.

A ação conjunta foi coordenada pelo Gabinete de Gestão Integrada (GGI) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) e teve a participação do Batalhão de Trânsito, Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Judiciária Civil, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Detran e Guarda Municipal de Várzea Grande.

Em quatro horas de operação, foram realizados 149 testes de alcoolemia e 55 autos de infração de trânsito foram aplicados. Dezessete carteiras de habilitação foram recolhidas e 11 documentos dos veículos. Também foram removidos 20 carros e 8 motos. A operação se encerrou às 9h45.

Para o coordenador do GGI, tenente-coronel Gibson Almeida Costa Júnior, a operação foi positiva, pois além da parte repressiva há o efeito pedagógico. “Isso faz com que os condutores percebam a ação do Estado e não dirijam sob efeito de álcool, buscando outra forma alternativa de deslocamento. As ações de fiscalização contribuem para que o número de acidentes diminua consideravelmente”.

Leia mais:  PM inicia curso de qualificação voltado a cabos e sargentos

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

"Se Mato Grosso for ajudado, ajudaremos o Brasil" diz governador para ministro

Publicado

por

O governador Mauro Mendes afirmou ao ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes, que Mato Grosso pode ajudar muito o Brasil, se o Governo Federal realizar investimentos em logística no Estado.

“O que for feito em infraestrutura para esse Estado, ele vai devolver em forma de arrecadação, exportação e balança comercial. Nos ajude que nós vamos ajudar o Brasil”, disse o governador, acrescentando que a ampliação da malha ferroviária e a viabilização de rodovias importantes para o Estado irão promover uma revolução para todas as regiões do Estado.

Na cidade de Água Boa, durante audiência pública, realizada no fim da tarde de sexta-feira (14.06), sobre a implantação da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico), o governador apresentou números que confirmam que com investimentos por parte do governo federal nas rodovias federais e na malha ferroviária, o Estado poderá contribuir ainda mais para o crescimento da economia brasileira.

Entre as reivindicações apresentadas pelo governador ao ministro, está pavimentação da BR-158, em seu trajeto original. “Como brasileiro, me deixa muito indignado essa história da BR-158. Como é que pode uma estrada que existe a quanto tempo, 50, 60 ou mais de 100 anos e agora, não podemos ter a estrada pavimentada”, disse, lembrando que nesses cinco meses completos como governador já recebeu no Palácio Paiaguás muitas etnias indígenas e todas querem o mesmo que todos os cidadãos do Estado, “educação, saúde, internet e estrada pavimentada”.

Leia mais:  PM inicia curso de qualificação voltado a cabos e sargentos

“A ligação das outras cidades com a BR-158 é uma responsabilidade nossa, enquanto Estado, e nós vamos fazer as ligações. Mas, não podemos permitir que umas poucas pessoas, ligadas a ONGs internacionais que defendem produtores americanos, que defendem outros interesses e não os nossos, imponham essa derrota ao povo desse Estado”, ressaltou.

Outra reivindicação é relacionada a duplicação das BRs 163 e 364, além da pavimentação da BR-174. 

“Esse tema da logística é um dos mais importantes para Mato Grosso, no momento. Nenhuma região do Brasil, ou melhor, nenhuma região do planeta, tem hoje as condições que esse estado tem de crescer nos próximos anos, produzindo alimentos para alimentar o Brasil e o mundo, e o mais importante, preservando o meio ambiente. Nenhuma região produtora do planeta tem a capacidade de dobrar a produção de alimentos preservando a meio ambiente. Por isso, precisamos de estradas, de logística e que o governo federal reconheça isso e a importância de Mato Grosso para a economia nacional”, destacou.

O ministro Tarcísio afirmou ao governador que Mato Grosso é prioridade para o Governo Bolsonaro, pela pujança e potencial. “A gente quando vem para cá e vê o que viu aqui, é tomado pelo senso de urgência e muitas coisas estão sendo planejadas. Eu acho que é o Estado que vai seguramente receber a maior quantidade de investimentos”, afirmou.

Leia mais:  Samu reativa projeto para prevenir trotes em MT

Sobre a Fico, o ministro afirmou que no próximo ano a ferrovia irá sair do papel e a obra terá início. “Vamos concluir essa obra até o fim da gestão Bolsonaro”, garantiu. Ele também se comprometeu a realizar um estudo pela viabilidade da concessão da BR-158.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana