conecte-se conosco


Política

Obra inacabada de UBS deixa mais de 3 mil famílias sem atendimento médico

Publicado

Iniciada em 2017, a obra de construção da Unidade Básica de Saúde do bairro Santa Terezinha, em Cuiabá, já passou por várias paralisações, sendo a última ultrapassando período de quatro meses, segundo o presidente do bairro, Márcio Neris. Com o trabalho inacabado, mais de 3 mil famílias estão sem atendimento médico na região.
O lugar mais próximo para obter qualquer cuidado básico de saúde, o cidadão tem que deslocar até o bairro Parque Cuiabá, há mais de 4 km de distância. Situação considerada pelo presidente do “uma falta de respeito com os moradores”.
A convite do presidente, o vereador Abilio Junior (PSC) esteve essa semana no local e deparou com a obra em fase final de acabamento, sendo alvo de depredação e ainda oferecendo risco à população, especialmente às crianças.
“Da parte interna, o que a gente observa que falta muito pouco para ser concluída. O que a gente não consegue entender por que é que não termina a obra. Agora, na parte de fora do prédio, a nossa revolta é ainda maior, porque tem um buraco enorme, alagado, com mais de 1 metro de profundidade, que oferece muito perigo às pessoas, principalmente crianças, que podem brincar por aqui, cair, machucar e até mesmo correr risco de afogamento. Isso é muito grave e preocupante”, salientou Abilio, que registrou imagens que apontam a profundidade do buraco deixado pelos trabalhadores da obra.
Diante da situação, Abilio se comprometeu com o presidente de cobrar diretamente da Secretaria de Saúde, providencias imediata para a conclusão da obra. “Não podemos deixar que os moradores fiquem prejudicados, sem atendimento, tendo que deslocar a outro bairro para conseguir uma consulta médica. Vamos lutar para que a obra seja entregue efetivamente à comunidade”, frisou.
O presidente salientou sobre a importância da ação de fiscalização do vereador. “A gente tem esperança de que a obra seja concluída. Espero que com o apoio do vereador, com essa cobrança dele, a Prefeitura termine logo essa obra tão importante pra gente”, disse Neris.

Leia mais:  Deputados aprovam substitutivo integral ao projeto da Verba Indenizatória

Fotos Relacionadas
Imprimir Voltar Compartilhar:  

Comentários Facebook
publicidade

Política

Vereador em MT diz “ciência biológica da saúde” as máscaras ajudam a combater coronavírus; Olhe vídeo

Publicado

por

O vereador por cinco mandatos Chico Curvo que também se diz pré candidato a prefeito, disse na tribuna da câmara que a máscara combate o coronavírus.

O vereador disse que teria conversado com Dr. Miguel que é médico e vereador em Várzea Grande “Chico diz que segundo a ciência biológica da saúde as máscaras combatem coronavírus na sessão de hoje (30). Será que o vereador não quis dizer ao contrário, que a máscara ajuda a reduzir a propagação do vírus.

 

Uma série de pesquisas científicas demonstrou que o uso de máscaras faciais durante surtos de doenças virais como a causada pelo coronavírus 2019 (COVID-19) só demonstrou ser eficaz para proteger os profissionais de saúde e reduzir o risco de pacientes doentes espalharem a doença.

Os estudos não demonstraram um benefício claro do uso de máscaras para pessoas saudáveis. Algumas pesquisas mostram que as pessoas podem ser infectadas tocando em uma máscara contaminada que estavam usando ou removendo-a incorretamente.
Em um surto como o COVID-19, as seguintes medidas podem ajudar as pessoas a reduzir suas chances de serem infectadas:

Leia mais:  Mendes se reúne com Educação: "Estamos dispostos a dialogar"

• Lave as mãos com frequência ou use um desinfetante para as mãos à base de álcool. Sempre lave com água e sabão quando as mãos estiverem visivelmente sujas.

• Evite tocar o nariz ou a boca, que são vias comuns de infecção.

• Evite multidões e limite suas visitas a espaços fechados com pessoas.

• Evite o aperto de mão e outras formas de contato físico.

• Mantenha uma distância de pelo menos um metro (3 pés) de qualquer pessoa que tenha sintomas respiratórios (por exemplo, tosse ou espirro).

Se a pessoa tiver sintomas como tosse, espirros ou dificuldade para respirar, as recomendações são:

• Usar uma máscara facial, se a pessoa estiver infectada, para evitar a propagação da doença.

• Se não usar máscara, mas estiver tossindo e espirrando, é fundamental cobrir o nariz e a boca com o cotovelo dobrado ou com um lenço de papel – em seguida, jogar fora o lenço e higienizar as mãos.

“Este é um novo vírus”, disse Barbosa, referindo-se ao COVID-19, “então ainda estamos coletando informações sobre ele. Mas as evidências já disponíveis mostram que é semelhante o suficiente a outros vírus e estamos bastante confiantes de que essas recomendações são boas dicas para reduzir as chances de infecção”.

Leia mais:  Prefeitura de Cuiabá publica edital de retificação da convocação para o cargo de Professor

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana