conecte-se conosco


Cidades

Obra do viaduto Murilo Domingos avança com a fase de fundação das estacas raízes

Publicado

A obra do viaduto Murilo Domingos, que está sendo levantado na Avenida Manoel José de Arruda, popularmente conhecida como Beira Rio, segue evoluindo segundo o programado. Depois de finalizar as etapas de topografia e montagem do canteiro de obras, a empresa responsável pela execução do trabalho avança, neste momento, com o processo de perfuração e fundação das estacas raízes.

Segundo o cronograma da Secretaria de Obras Públicas, das 96 estacas previstas no projeto 46 já foram concluídas. Dessa forma, a expectativa é de que, até o mês de março, a obra entre em uma nova fase. Paralelo a isso, a Secretaria de Serviços Urbanos efetuou a retirada de algumas árvores, conforme também estabelecido no projeto. Posteriormente, a atuação seguirá para os postes de iluminação pública instalados no canteiro central da via.

“Começamos as perfurações em janeiro e esperamos terminar já em março. Nesta semana, a Águas Cuiabá também faz o desvio de uma adutora de água que passa por baixo da rotatória. É importante destacar que em todo esse trabalho ainda contamos com a parceria da Secretaria de Mobilidade Urbana, que auxilia nos desvios necessário para garantir o tráfego na região”, comenta o secretário de Obras Públicas, Vanderlúcio Rodrigues.

Leia mais:  Prefeito lamenta o falecimento do jornalista Adeildo Lucena

O viaduto é batizado de Murilo Domingo em homenagem ao ex-prefeito de Várzea Grande e ex-deputado federal por Mato Grosso, falecido aos 78 anos. Além da atuação política e comercial, exerceu um fundamental papel no campo ambiental. Murilo foi uma das primeiras lideranças políticas a levantar discussões e a promover ações concretas de preservação do Rio Cuiabá, como a soltura de mais de 5 milhões de filhotes de peixes.

VIADUTO JOSÉ MARIA BARBOSA

Igualmente, na Avenida Profª Edna Maria Albuquerque Affi (Av. das Torres) uma estrutura semelhante está sendo edificada. No local, o trabalho se encontra em um estágio mais avançado, com os pilares de sustentação prontos e recebendo a construção das vigas transversais. De acordo com o planejamento, nas próximas semanas as etapas de infra e mesoestrutura devem ser concluídas, iniciando a fase de superestrutura.

A edificação leva o nome do ex-vereador por Cuiabá, José Maria Barbosa – Juca do Guaraná (Pai). Falecido em julho de 2018, Juca fez um mandato marcante na Câmara Municipal, na legislatura de 2008 a 2012. Em sua passagem pela política, prestou grande colaboração para o desenvolvimento do município, principalmente com ações voltadas para a área social.

Leia mais:  Siminina Digital forma mais 29 meninas com noções de informática e Lógica de Programação

AS OBRAS

As obras fazem parte do conjunto de intervenções de infraestrutura, visando melhorar a mobilidade urbana. Ambos os projetos estabelecem que as estruturas tenham 200 metros de extensão e 18 metros de largura. Para isso, o Município investe o valor total de R$ 30.333.656,42, sendo R$ 16.340.726,63 para o viaduto José Maria Barbosa – Juca do Guaraná e R$ 13.992.929,79 para o viaduto Murilo Domingos.

 

 

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Hoje é o último dia para pedir o auxílio emergencial

Publicado

por

Prazo para novos cadastros termina nesta quinta às 23h59

Para quem ainda não se cadastrou a fim de receber o auxílio emergencial de R$ 600, o prazo termina nesta quinta-feira (2), às 23h59, informou a Caixa Econômica Federal. O auxílio emergencial é um benefício financeiro destinado a trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos, desempregados e pessoas de baixa renda e tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do novo coronavírus.

Lançamento do aplicativo CAIXA|Auxílio Emergencial

Inicialmente proposto para vigorar por três meses, com o pagamento de três parcelas de R$ 600, o benefício foi prorrogado por mais dois meses, com o pagamento de mais duas parcelas. Pelas regras, até duas pessoas da mesma família podem receber o auxílio. Para as famílias em que a mulher seja a única responsável pelas despesas da casa, o valor pago mensalmente é de R$ 1.200.

Quem pode se cadastrar?

A Lei 13.982/2020, que instituiu o auxílio emergencial, foi aprovada pelo Congresso Nacional em abril e definiu os critérios para ser incluído no programa. Para ter acesso ao benefício, a pessoa deve cumprir, ao mesmo tempo, os seguintes requisitos:

Leia mais:  Prefeito lamenta o falecimento do jornalista Adeildo Lucena

– Ser maior de 18 anos de idade ou ser mãe adolescente

– Não ter emprego formal

– Não ser agente público, inclusive temporário, nem exercer mandato eletivo

– Não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal que não seja o Bolsa Família

– Ter renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135,00)

– Não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70

– Estar desempregado ou exercer atividades na condição de microempreendedor individual (MEI), ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) ou trabalhador informal inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Como se cadastrar

Quem estava no Cadastro Único até o dia 20 de março e que atende às regras do programa, recebe os pagamentos sem precisar se cadastrar no site da Caixa. Quem tem o Bolsa Família pode receber o auxílio emergencial, desde que ele seja mais vantajoso. Nesse período, o Bolsa Família de quem recebe o auxílio fica suspenso.

Leia mais:  Economia de Mato Grosso tem melhora e se aproxima do nível pré-crise

As pessoas que não estão inscritas no Bolsa Família nem no CadÚnico e preenchem os requisitos do programa podem se cadastrar no site auxilio.caixa.gov.br ou pelo APP CAIXA | Auxílio Emergencial, disponível nas lojas de aplicativos. Depois de fazer o cadastro, a pessoa pode acompanhar se vai receber o auxílio emergencial, consultando no próprio site ou aplicativo.

O Ministério da Cidadania informou, na semana passada, que já recebeu mais de 124 milhões de solicitações do auxílio emergencial, sendo que cerca de 65 milhões foram considerados elegíveis e 41,59 milhões foram apontados como inelegíveis, por não atenderem aos critérios do programa. Existem ainda quase 17 milhões de inscrições classificadas de inconclusivas – quando faltam informações para o processamento integral do pedido. Quem estiver nessa situação deve refazer o cadastro por meio do site ou aplicativo do programa.

Mais informações sobre o auxílio emergencial também podem ser obtidas na página do Ministério da Cidadania na internet.

Por Pedro Rafael Vilela – Repórter da Agência Brasil – Brasília

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana