conecte-se conosco


Entretenimento

“O Sétimo Guardião” parece mesmo ter sido escrita por amadores

Publicado

Um problema judicial quase impediu “O Sétimo Guardião” de entrar no ar e acabou adiando a novela de Aguinaldo Silva
, que deveria ter estreado antes de “Segundo Sol”. Na ocasião, um dos alunos da Masterclass de roteiro que o autor oferece entrou na justiça pedindo os direitos sobre a obra, que teve a sinopse produzida com a ajuda dos participantes das aulas.


Bruno Gagliasso aparece contemplativo enquanto ouvimos a voz em sua cabeça em
Reprodução

Bruno Gagliasso aparece contemplativo enquanto ouvimos a voz em sua cabeça em “o Sétimo Guardião”

Para evitar maiores problemas, alguns alunos
foram creditados na abertura do folhetim que completa duas semanas no ar. Foi bom, por que pelo que “ O Sétimo Guardião
” apresentou até agora, parece mesmo uma novela feita por estudantes e amadores.

Leia também: “O Sétimo Guardião” tem estreia fraca e não impressiona

Um recurso muito usado em novelas, mas que deveria ser abandonado, é o do personagem falando sozinho. Não que falar consigo mesmo seja um problema, mas é que a técnica é usada para explicar ações ou pensamentos de personagens, se tornando um recurso preguiçoso no roteiro se não usado com moderação.

Mas, a novela de Aguinaldo Silva leva esse recurso além e os personagens aparecem pensando em voz alta. De novo, a técnica não é nova nem “errada”, mas tem sido tão utilizada nessas semanas, que parece estranho ter tantos nomes no elenco quando eles não têm oportunidade de dialogar, exprimindo suas convicções em cenas contemplativas.

Leia mais:  Ex-BBB Tatiele Polyana sensualiza com lingerie em ensaio na web

A principal vítima dessa técnica até agora é Gabriel (Bruno Gagliasso) que passa a maior parte do tempo pensando ao invés de agir. Ele já foi mostrado contemplando seu amor por Luz (Marina Ruy Barbosa) enquanto se preparava para deixar Serro Azul. Enquanto seus belos olhos são mostrados em close, ele pensa: “Eu acho que eu estou me apaixonando pro uma moça que tem poderes que eu não tenho ideia quais são”.


Para evitar maiores problemas,
Reprodução

Para evitar maiores problemas, “O Sétimo Guardião” deu os devidos créditos aos alunos do autor

Leia também: Caliente! Delegado Machado e os personagens de novela que têm fetiches bizarros

Mas ele também fala sozinho sim, e teve o seguinte diálogo (sem respostas) em cena anterior a citada acima: “Um gato que tem poderes? Não é possível! Será que é você que está me prendendo aqui? Você está sempre onde eu estou. Está sempre me vigiando. Ou será que você está me protegendo?”.

O problema, porém, é que, além de falas que parecem ter saído da boca de pré-adolescentes criativos, quando há, de fato, um diálogo, ele parece saído de uma novela dos anos 1950. Nos próximos dias Luz, que até outro dia nunca tinha beijando na boca, vai decidir perder a virgindade com Gabriel. Em um arroubo de desejo, ela entra no quarto do rapaz e pede que ele “lhe tome nos braços e lhe faça sua”. Quem ainda diz coisas desse tipo em pleno 2018?

Leia mais:  Fogo no parquinho! Oito vezes que Tiago Leifert interferiu para agitar o “BBB”

Mesmo com toda essa fachada de “realismo mágico”, o que o folhetim apresentou até agora foi uma trama bem clássica: mocinha e mocinho que se apaixonam ao primeiro olhar e tem seu amor interrompido por uma série de empecilhos, incluindo um jovem apaixonado pela mocinha que, por sua vez, tem uma menina apaixonada por ele.

Leia também: “O Sétimo Guardião” marca retorno de Luiza Tomé e Isabela Garcia à Globo

Até agora, nada em “ O Sétimo Guardião
” parece diferente, apesar o novelão clássico, cansativo e manjado, no qual os alunos de Aguinaldo aparentemente se inspiraram.

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

“Foram noites sem dormir”, diz Chay Suede sobre cena de Amor de Mãe

Publicado

 

 

Chay Suede foi o nome do capítulo de Amor de Mãe dessa terça (6/4). Desde o início da noite, o ator brilhou nas cenas em que Danilo descobre as mentiras de Thelma (Adriana Esteves) e terminou deixando o telespectador arrepiado com o encontro entre ele e Lurdes (Regina Casé). Não à toa, Chay foi elogiadíssimo nas redes sociais. A emoção, aliás, continua no capítulo desta quarta (7/4). “Podem preparar o lencinho porque ainda tem muita cena emocionante até o final”, avisa o ator, que considera a cena de ontem uma das mais difíceis de fazer. “Essa novela foi marcante para mim do início ao fim, mas o encontro deles tem um lugar especial na minha vida. Foram noites sem dormir para gravar”.

Chay também não tem dúvida sobre a sua personagem preferida em Amor de Mãe: “Dona Lurdes, claro. Não só em Amor de Mãe, mas de todas as novelas que eu já vi na vida”. Sem contar como vai ficar a relação entre Danilo e Thelma, o ator afirma que é impossível entender e perdoar tudo que ela fez. “Ela deu ré e matou a mãe biológica da esposa do filho. Depois, mandou matar a esposa do filho atropelada. Matou a melhor amiga asfixiada numa garagem e atirou e manteve em cárcere privado a outra melhor amiga. Acho que não dá, né”.

Comentários Facebook
Leia mais:  Cantora americana chama Pabllo Vittar de “vagabunda” e a acusa de plágio
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana