conecte-se conosco


Entretenimento

“O Rei Leão” aposta em nostalgia para conquistar em versão realista

Publicado

Desde seu lançamento em 1994, “O Rei Leão” é considerado um dos maiores clássicos da Disney. Nos últimos anos, o estúdio tem apostando na versão de carne e osso de seus clássicos, o que parecia ser um problema para um filme só com animais.

o rei leao arrow-options
Divulgação/Disney

“O Rei Leão”

A tecnologia, no entanto, ajudou, e na próxima quinta-feira (18) chega ao cinema a nova versão de “ O Rei Leão ”, considerada “live-action”. Sai o desenho e entra uma tecnologia nova, aprimorada pelo diretor Jon Favreau em sua adaptação anterior, “Mogli: o Menino Lobo”. Saem as versões bonitinhas dos bichos, entram versões realistas, que poderiam passar por animais reais da savana africana. Não fosse, claro, o fato de que eles cantam e dançam.

Leia também: Donald Glover se veste de Simba para promover “O Rei Leão” na TV americana

A nova versão do filme é uma cópia fiel do original, e brinca com o conceito de realidade e imaginação para tentar oferecer algo novo, 25 anos após Timão, Pumba e companhia conquistaram o coração de crianças e adultos.

É justamente nessa conquista que o longa se firma, mudando muito pouco do original. A fotografia, os diálogos, os personagens, o ritmo, as músicas e boa parte das piadas são as mesmas, garantindo a fidelidade de quem já gostava do desenho.

Rei Leão 2.0

o rei leao arrow-options
Divulgação/Disney

“O Rei Leão”

Scar perde a juba negra e os olhos verdes, e também o humor ácido e irônico, para se tornar um leão frio e calculista, incapaz de amar alguém, e preocupado somente com poder. Das transformações realistas, a do vilão é que mais aproxima o longa de um live-action real, ou de como seria o vilão caso fosse humano. A voz de Chiwetel Ejiofor cai como uma luva e evidencia ainda mais o tom sombrio do personagem.  

Leia mais:  “Western Stars”, novo álbum de Bruce Springsteen, já nasce como um clássico

O filme, em geral, se arrisca pouco, mas nos pequenos momentos que deixa de ter o original como referência tem impacto positivo. A fotografia segue os passos da animação, mas algumas cenas de perspectiva mudam o ritmo e divertem, como quando vemos o desespero de Timão falando com Simba depois que ele e Pumba são atacados por Nala.

Os dois amigos que seguem o lema de Hakuna Matata estão ainda mais divertidos. Algumas piadas foram mantidas, e as atualizadas tem o efeito desejado e mostram a sintonia do javali e do suricato, vividos na versão em inglês por Seth Rogen e Billy Eichner, nascidos para esses papeis.

O elenco, inclusive, é um dos pontos mais altos, até mesmo Beyoncé, que gerou tanta expectativa quanto dúvida. Existe um curto momento onde Nala fica escondida na estrela internacional, mas passa logo e a leoa volta aos holofotes. Donad Glover domina Simba e consegue trazer algo novo para as músicas, bem como as crianças JD McCrary e Shahadi Wright Joseph, que fazem a versão filhote dos leões. Para completar, Zazu se torna um personagem essencial e divertido, perdendo a característica de “tio chato” para virar um divertido conselheiro da realeza.

O real, no entanto, impacta na “mágica” que a animação pode oferecer. Assistir um desenho com leões abre inúmeras possibilidades para as pessoas darem asas a imaginação. A computação gráfica extremamente real tira essa possibilidade. Não dá, num filme “real”, para que Simba tenha juba de folhas, ou que fumaças verdes surjam do chão enquanto Scar canta, ou que a cara de Pumba exprima todo o pânico de estar prestes a ser comido.

Leia mais:  Val Marchiori zomba de Andréa de Nóbrega em “A Fazenda”: “Encrenqueira”

O longa parece uma armadilha. Quem foi impactado pelo original vai se emocionar, cantar e adorar a nova versão. Mas, no final das contas, ela não tem absolutamente nada que já não tenha sido apresentado antes, com a exceção de uma música da Beyoncé , bonita porém deslocada, claramente “encaixada” para concorrer a um possível Oscar.

Leia também: Diretor de “O Rei Leão” afirma que não sabe categorizar o novo filme

Parece desperdício de tempo e inúmeros talentos desenvolver uma tecnologia tão real e interessante, para fazer o mesmo filme lançado há 25 anos. Diferente dos live-actions de verdade, que colocam pessoas por trás dos riscos feitos anos antes, “ O Rei Leão ” conta apenas com o amor incondicional dos fãs. Deve ser o ciclo sem fim mesmo.

Ficha técnica

Nome original: The Lion King

Gênero: animação, Aventura, drama

Ano de produção: 2019

Duração: 1h58min

Classificação etária: livre

Direção: Jon Favreau

Roteiro: Jeff NathansonBrenda Chapman

Elenco: Donald Glover , Beyoncé , James Earl Jones , Alfre Woodard , John Oliver , Seth Rogen , Billy EichnerChiwetel Ejiofor

Data de estreia: 18/07/2019

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Cinemas de Cuiabá suspendem sessões por tempo indeterminado

Publicado

por

Os quatro cinemas de Cuiabá suspenderam as sessões, por tempo indeterminado, a partir desta quinta-feira (19) na capital mato-grossense por causa da pandemia do coronavírus. A medida foi adotada pelo Cinépolis, do Shopping Estação e Três Américas, CineAraújo, do Shopping Pantanal, e Cinemark, do Shopping Goiabeiras.

Segundo a direção desses cinemas, a medida atende à recomendação de autoridades sanitárias. Dessa forma, se tornou inevitável o fechamento provisório das salas de cinema no país a partir desta quinta-feira.

Além dos cinemas, os shoppings, que antes funcionavam a partir das 10h, passarão a abrir ao meio-dia durante a semana. Os locais vão funcionar até as 20h. O horário vale tanto para as lojas quanto para a praça de alimentação e cinema.

Nos domingos e feriados as praças de Alimentação abrem das 12h às 20h, e demais lojas, das 14h às 20h. As medidas atendem a recomendações do poder público para a redução de circulação de pessoas.

Comentários Facebook
Leia mais:  “Western Stars”, novo álbum de Bruce Springsteen, já nasce como um clássico
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana