conecte-se conosco


Polícia

Núcleo de Violência doméstica de Sorriso prendeu 27 agressores

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Desde o ano de 2018, todos os casos de violência contra a mulher, no município de Sorriso (420 km ao Norte), são atendidos pelo Núcleo de Atendimento da Violência Doméstica e Familiar da Delegacia da Polícia Civil,  que também atua em feminicídios.

De janeiro a julho de 2019, foram presos 27 agressores ligados à violência doméstica. Conforme dados do Tribunal de Justiça, mais mil mulheres no município têm medidas protetivas no município.

“Todas essas mulheres passaram pela Delegacia, pois é na Delegacia que é feito o pedido da medida protetiva”, pontua o delegado de Sorriso, André Eduardo Ribeiro.

Na última sexta-feira (12), a Polícia Civil, participou do evento de combate a violência doméstica, ocorrido na cidade, em razão do crescimento de casos, que foi organizado pela Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar no âmbito do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (CEMULHER) do Tribunal de Justiça.

O delegado André Eduardo Ribeiro falou do funcionamento do núcleo, que tem atualmente dois investigadores e dois escrivães que trabalham com exclusividade no atendimento das vítimas.

Leia mais:  Polícia Civil prende 7 de associação criminosa de roubos a residência

“Depois da criação desse núcleo sentimos que as mulheres se encorajaram mais em denunciar seus agressores. Elas estão procurando a Polícia, as instituições de amparo para denunciar. Então, o número consequentemente aumentou, mas percebemos que é porque há um cuidado melhor no atendimento da mulher vítima de violência doméstica”, disse.

No município,  neste ano, foram registrados cinco de mortes de mulheres. Todas tiveram as autorias esclarecidas. Durante a investigação, a maioria das mortes não foi tipificada no crime de feminicídio, pois estava fora do contexto de gênero, ou seja, as vítimas foram mortas por envolvimento em tráfico de drogas ou crime organizado.

Em junho de 2019 foram confeccionadas 42 medidas protetivas às vítimas, que também são assistidas por psicólogos do município e quando desejam seguem para casa de amparo.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Polícias Civil e Militar prendem 6 pessoas em operação de combate a criminalidade

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

Uma operação com objetivo de reforçar o combate a criminalidade em Guarantã do Norte (715 km ao Norte de Cuiabá), foi deflagrada pela Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar, na sexta-feira (18.10), no município. A operação denominada “Calefação” resultou em seis pessoas presas, além da apreensão de porções de entorpecentes, cigarros contrabandeados e outros produtos de origem ilícita.

O trabalho integrado tinha como objetivo a desarticulação de uma associação criminosa atuante no comércio de entorpecentes e outros crimes, que vinha atuando no município e região.

Um dos suspeitos, O.J.P., foi surpreendido pelos policiais civis e militares quando trafegava pela Rodovia BR-163, em um veículo Saveiro. Ao perceber a presença das equipes, o criminoso tentou empreender fuga, porém foi alcançado pelos policiais. Na ocasião, um outro suspeito que estava com ele conseguiu escapar do cerco policial.

No interior do veículo Saveiro foram apreendidos dois tijolos pesando aproximadamente 1,5 quilo de pasta base de cocaína. O.J.P. foi conduzido à Delegacia de Polícia de Guarantã do Norte, interrogado e autuado em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Leia mais:  Policiais prendem homem com 23 pacotes de droga em bairro de Várzea Grande

Em outro ponto da cidade, uma tabacaria situada no bairro Jardim Vitória, foi realizada a abordagem de vários menores de idade, além de serem encontrados produtos oriundos de contrabando.

O proprietário do estabelecimento foi detido para esclarecimentos. No local, também foi localizada uma mulher, monitorada por tornozeleira eletrônica, porém que estava com o aparelho desligado.

Em outro bar no bairro Santa Marta, os policiais apreenderam vários maços de cigarros de origem estrangeira e de venda proibida no Brasil. No endereço, outras duas pessoas foram detidas por desacato e por fornecer bebida alcoólica para menores de idade, respectivamente.

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana