conecte-se conosco


Cidades

Novos hábitos: A volta gradativa do comércio de Cuiabá e a adaptação de comerciantes e clientes as medidas de biossegurança

Publicado

A retomada gradativa das atividades econômicas é resultado da política de enfrentamento à pandemia aderida pelo Município

O comércio varejista de Cuiabá voltou a funcionar na última segunda-feira (27), mas com restrições. A rotina ganhou novos hábitos e comerciantes, funcionários e clientes estão se adaptando as medidas de biossegurança indicadas pela Prefeitura de Cuiabá e recomendadas pelas organizações de saúde.

No Centro de Cuiabá, o comerciante Paulo Salem, já nota a diferença do pré e pós quarentena. Seu Paulo trabalha no ramo na capital há 30 anos, com suas óticas e joalherias. Para ele, o prefeito agiu segundo as indicações da Organização Mundial de Saúde. “Quando ele fecho o comércio lá no comecinho, ele seguiu o que mandava a OMS. Se eu fosse prefeito eu faria a mesma coisa”, comentou.

Após quase uma semana de reabertura das lojas, ele avalia o novo comportamento dos clientes que, ainda de forma tímida, segundo ele, voltam a consumir e também explica como adaptou seu serviço às medidas de biossegurança exigidas pela Prefeitura de Cuiabá.

Leia mais:  Senado deve concluir votação da reforma da Previdência em 2 de outubro

“Por incrível que pareça, a comunidade parece que aprendeu, as pessoas estão preocupadas com a pandemia, estão usando máscaras. Nós colocamos cartazes avisando as pessoas que é necessário usar máscara para entrar na loja. Mandei fazer máscaras pra quem não tiver e coloquei um tapete com água sanitária na porta para já limpar os pés”, explicou seu Paulo Salem.

A retomada gradativa das atividades econômicas é resultado da política de enfrentamento à pandemia aderida pelo Município. A aplicação das medidas protetivas colocou a capital mato-grossense no grupo de cidades com números de casos confirmados e óbitos por conta do novo Coronavírus abaixo da incidência nacional. Dessa forma, Cuiabá se tornou apta para a aplicação do plano estratégico de reabertura do comércio.

“Esta retomada gradativa do comércio varejista é fruto do comprometimento de todos com o isolamento social desde o início. Apesar disso, não ficamos menos alertas e estamos em constante observação a qualquer alteração no cenário local, pois ainda estamos em meio a uma dura luta. A reabertura gradativa é uma medida que estava prevista no art. 38 do decreto nº 7.868 e visa alinha o desenvolvimento das atividades econômicas com as ações de prevenção ao contágio”, pontuou o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro.

Leia mais:  Dança, Movimento e Cultura é tema de palestra para professores de Arte e Educação Física

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Assistência Social recebe 500 cestas básicas da Aprosoja para doação a famílias cadastradas nos Cras

Publicado

A contribuição soma com os outros trabalhos desenvolvidos pelo Município, visando amenizar os impactos da Covid-19

A Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência recebeu a doação de 500 cestas básicas na tarde desta quarta-feira (05). Desta vez, os mantimentos vieram da ajuda solidária da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja-MT) e faz parte do Programa Agrosolidário, que veio para complementar e amenizar a situação da crise social e econômica provocada pela pandemia da Covid-19 no Brasil. Mais de duas mil cestas já foram entregues pela iniciativa.

As cestas básicas, compostas por alimentos não perecíveis, produtos de limpeza e de higiene pessoal serão distribuídas conforme demandas apresentadas pelas unidades dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

“Essa doação veio para somar com os nossos trabalhos, que têm como foco principal as famílias em situação de vulnerabilidade social. Serão mais 500 famílias beneficiadas e atendidas nesse momento de enfrentamento a pandemia do novo coronavírus”, disse a secretária-adjunta de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, Clausi Barbosa.

Leia mais:  MT registra casos suspeitos de coronavírus; Os seis casos estão em Lucas do Rio Verde, Araputanga, Cuiabá, Nova Xavantina, e Várzea Grande.

Para o diretor administrativo da Aprosoja, Lucas Beber, essas ajudas que estão sendo realizadas às famílias carentes não só da Capital como de todo Estado foi a forma de retribuir e mostrar para qual missão a Associação foi criada em Mato Grosso. “Nós, da Aprosoja, gostaríamos muito de ajudar as famílias que foram atingidas pela Covid-19 e, por sermos uma associação de produtores de soja e milho, pensamos em doar alimentos. E o sentimento é de gratidão, de saber que essas famílias terão um pouco amenizada essa situação que o mundo está vivendo”, complementa Lucas.

“Esperamos que mais parcerias como essa da Aprosoja sejam efetivadas. Quanto mais doações mais famílias poderão ser assistidas”, concluiu Clausi.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana