conecte-se conosco


Mato Grosso

Novos espaços e revitalizações melhoram ambiente laboral em penitenciária

Publicado

A Penitenciária Major Eldo de Sá Corrêa, em Rondonópolis, ganhou a revitalização e construção de espaços para melhorar a segurança e desenvolvimento das atividades para servidores e também aos reeducandos reclusos na unidade. Com investimento de aproximadamente R$ 300 mil foram executadas reformas do corpo da guarda, humanização de ante alas dos raios 1 e 2, alojamento noturno para agentes e líderes de plantões, espaço para revisoria e descanso, consultório médico, raio 3, sala do projeto LGBT, revitalização do refeitório dos servidores e espaço de convivência para visitantes e advogados e ampliação da horta.

A unidade ganhou também mais um canil na área externa, local para acondicionamento de lixo hospitalar, almoxarifado, substituição da rede de água e pintura do anexo da penitenciária, reforma das torres de vigilância e instalação de novas câmeras de segurança e pintura externa da penitenciária. Todas as reformas e construções foram executadas com recursos da cantina da unidade, que comercializa produtos permitidos por lei aos presos.

  

Canil na área externa

A entrega das obras foi realizada nesta quinta-feira (06.12) com a presença do secretário de Justiça e Direitos Humanos, Fausto Freitas, representantes da OAB-MT, da prefeitura de Rondonópolis e servidores do Sistema Penitenciário.

Leia mais:  Sefaz realiza leilão online de mercadorias apreendidas

     

Espaço da revisoria: antes e depois 

“Garantindo espaços mais humanizados temos melhores condições de lidar com nosso público e também melhor estrutura de trabalho para nossas equipes, garantindo mais segurança inclusive”, destacou o diretor da penitenciária regional, Ailton Ferreira, acrescentando que a unidade conta agira com dois canis, um interno e outro externo, além do acréscimo de itens de segurança como mais iluminação e monitoramento por câmeras.

Todas as obras foram feitas com mão de obras dos reeducandos. Um grupo deles passou por qualificação do Senai em pintura predial e outros tem experiência com instalações elétricas, o que gera menos gastos com esse tipo de serviço.

O secretário de Justiça, Fausto Freitas, parabenizou a direção pela administração da penitenciária e enfatizou a preocupação em garantir espaços de qualidade para que os servidores possam desempenhar bem seu trabalho, além da organização de projetos de ressocialização para ocupar a população reclusa.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Servidor é preso por roubar pneus novos utilizados em caminhões e retroescavadeiras

Publicado

Foram desviados pelo menos 12 pneus novos utilizados em caminhões e retroescavadeiras, causando um prejuízo de aproximadamente R$ 35 mil.

Um servidor público suspeito de desviar pneus de veículos da prefeitura de Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá, prestou esclarecimentos na delegacia do município. Segundo a Polícia Civil, ele deve responder pelo crime de peculato.

As investigações começaram no dia 22 de março, quando o prefeito Adilson Gonçalves de Macedo registrou um boletim de ocorrência denunciando o suposto desvio.

O delegado Wilyney Santana Borges disse que várias buscas foram realizadas, até que o suspeito acabou confessando o crime. Em depoimento, ele contou que os pneus foram repassados para um comerciante como parte do pagamento na aquisição de um carro dele de luxo.

Os pneus desviados eram de veículos da Secretaria Municipal de Urbanismo.

De acordo com a polícia, nas investigações, foi apurado que pneus adquiridos para serem utilizados nas automóveis da secretaria foram desviados nos meses de novembro e dezembro de 2020, por um servidor  que exercia funções no setor de frotas da Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

Leia mais:  Em busca de recursos e parcerias, secretário Silvano Amaral vai à Brasília

Segundo o delegado, os indícios apontados no inquérito indicam que foi possível constatar o desvio de pelo menos 12 pneus novos utilizados em caminhões e retroescavadeiras, causando um prejuízo de aproximadamente R$ 35 mil.

A Polícia Civil informou que o investigado pela venda dos pneus deverá responder ação penal pelo crime de peculato, vez que na época dos desvios, exercia o cargo de funcionário público. Já o comerciante que recebeu os pneus desviados, em troca de pagamento, responderá pelo crime de receptação.

A delegacia de Barra do Garças continua as investigações para saber se havia a conivência ou participação de outros servidores municipais, envolvidos no caso dos pneus desviados.

Por G1 MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana