conecte-se conosco


Cidades

Novo Pronto Socorro entra na reta final de ajustes para sua inauguração

Publicado

A Comissão Técnica criada especialmente para a implantação do Hospital Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (HPSMC) – Dr. Leoni Palma Carvalho, reuniu-se na manhã desta quarta-feira (05) com o prefeito Emanuel Pinheiro para que cada equipe estratégica apresentasse o andamento de suas ações. De acordo com o gestor, os próximos 15 dias serão de ajustes, fechamentos e adequações para a abertura da unidade hospitalar.

“Eu estou muito feliz, pois todas as áreas cumpriram o prazo. As matrizes estão trabalhando em um ritmo intenso, frenético. A bem da verdade, estamos fazendo em quatro meses o que se faria normalmente em 18 meses. Estamos mostrando determinação, garra, comprometimento, um foco fora de série, que está impressionando técnicos do Brasil inteiro, inclusive o Governo Federal”, comemorou Pinheiro.

O prefeito comentou que continuará diariamente vistoriando a obra, a chegada de equipamentos e a instalação. “Vou continuar estabelecendo metas e prazos para todas as matrizes. O trabalho que já estava intenso terá o ritmo ainda maior, inclusive na cobrança dos prazos e metas. Não teremos fim de semana, feriado, não vamos parar. A saúde de Cuiabá não pode esperar”.

Leia mais:  Falta de abastecimento de água inviabiliza atendimento de pacientes na Policlínica do Verdão

Ele disse ainda que a data combinada com o Palácio do Planalto para a vinda do presidente Michel Temer, estabelecida na reunião que aconteceu na última semana e que foi coordenada pelo ministro Carlos Marun, ficou entre 26 e 29 de dezembro. O prefeito enfatizou a satisfação por Cuiabá ter sido uma das poucas cidades que cumpriram o prazo de entrega da documentação para ter acesso ao recurso do Governo Federal. “Muitas cidades grandes e de médio porte e até mesmo capitais perderam o direito de serem contemplados no programa “Desafio Chave de Ouro” porque não cumpriram prazos, não tinham projetos ou os projetos foram indeferidos. Cuiabá foi uma referência. Entregamos a tempo todo o trabalho técnico, que teve a aprovação unânime dos técnicos do Ministério da Saúde e que não sofreu um questionamento sequer. Nenhuma inconsistência foi detectada no nosso projeto tanto que os recursos para os equipamentos já foram passados. Estamos agora focados em estar com o Pronto Socorro finalizado e equipado para a inauguração no fim deste mês, em benefício da população cuiabana e mato-grossense”, revelou.

Leia mais:  'Show surpresa' da cantora Marília Mendonça em Cuiabá com entrada gratuita é confirmado

Emanuel fez questão de ressaltar novamente seu contentamento em relação ao processo de licitação dos equipamentos, que teve um resultado altamente satisfatório. “Nossa licitação foi um exemplo de transparência, lisura, seriedade e de livre concorrência. Mais de 150 empresas e indústrias do Brasil inteiro participaram do certame e cerca de 50 ganharam. Isso sem nenhuma discussão judicial, sem impugnação, o que mostrou toda a lisura do processo”, finalizou.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Produtores debatem alternativas para comercialização durante seminário

Publicado

por

Em busca de soluções para a produção e comercialização de Frutas, Verduras e Legumes (FLV), mais de 200 produtores rurais se reuniram no 3º Seminário de Agricultura Familiar de Cuiabá, na última sexta-feira (7). Na pauta dos especialistas, alterações mercadológicas e acesso a programas governamentais, chamaram a atenção dos trabalhadores, que, com auxílio da Secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, vêm ampliando suas atuações.

Promovido pela Pasta, em parceria com entidades de pesquisa, o encontro está em consonância com as principais demandas do setor, acompanhando seus processos de inclusão e transformação.

É o que explica a presidente da Associação de Agricultores Familiares da Comunidade São Gerônimo, Rosineide Belarmino dos Santos. À frente do grupo desde 2011, ela lembra que não havia engajamento em nenhum projeto do governo. Situação que vem mudando desde a última década, resultando em aumento nas vendas e, conseqüentemente, melhoria na qualidade de vida dos moradores.

O fortalecimento desta e de outras associações também é responsável por uma mudança no quadro demográfico da zona rural, uma vez que as famílias têm se interessado mais em produzir. “Muita gente estava perdendo essa vontade, tanto é, que a zona rural hoje é envelhecida. Mas é um cenário que vem se modificando aos poucos, porque o jovem, que antes se mudaria para a cidade em busca de trabalho, começa a perceber oportunidades em sua comunidade também”, diz.

Leia mais:  Pontos de ônibus da Praça Maria Taquara começam a ser retirados

Considerando estes fatores, o engenheiro agrônomo Lucas Freire preparou sua palestra sobre “Cadeia de Frutas, Verduras e Legumes (FLV) em Cuiabá”, que introduziu os produtores a possibilidade de acesso a diferentes canais de venda. De acordo com ele, este ainda é um dos pontos nos quais o setor mostra dificuldades. Assim, para a resolução do gargalo, a palavra chave é “adaptação”, exigida pelas constantes mudanças de comportamento do mercado.

Extensionista da Empaer-MT, Lucas explica que o consumo de FLV é continuo e crescente em todo o mundo, em decorrência do aumento populacional. Característica que exige atenção dos agricultores. “Preparei uma prospecção de futuro, sobre como o consumidor tem se comportado e quais são as tendências de mercado. Este é o negócio deles e para que seja valorizado, é preciso aproveitar o momento, e estar antenado.”

 

Comparativo

Ao abrir o Seminário, o titular da Secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Gilberto Gomes, apresentou um diagnóstico elaborado a partir das demandas apresentadas no encontro de 2017. Ele reforçou a importância da agricultura familiar para a economia local, uma vez que atividade estimula a inclusão social, geração de emprego e renda. Diante disso, é importante reforçar a realização das feiras livres. Diretamente ligada ao setor, elas concentram mais 1000 feirantes distribuídos em mais de 50 espaços espalhados pela Capital.

Leia mais:  Dia Internacional de Combate à Corrupção será lembrado com visitas técnicas na UFMT

“O olhar direcionado a este nicho demonstra que a Prefeitura tem responsabilidade, o que possibilita que a Secretaria preste assistência técnica lá na ponta, colocando em diálogo os produtores e as entidades de pesquisa. A agricultura familiar de Cuiabá tem para onde crescer, tanto por meio da execução de projetos mais simples, quanto de mais elaborados, como o estudo da bacia leiteira que estamos executando agora. Isso demonstra que estamos no caminho certo”, afirma.

Para Rosineide, além de dar visibilidade ao setor, o Seminário difunde informação entre os trabalhadores. “Às vezes as pessoas da minha comunidade desconhecem facilidades que já foram adotadas na comunidade do vizinho. Não sabem o que se passa lá, se eles recebem recursos destinados. Então esse encontro faz com que sociedade veja que a agricultura familiar é atuante, proporcionando também que nós próprios saibamos os acontecimentos na nossa região.”

O encontro também contou com apoio do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cuiabá, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e Empaer-MT.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana