conecte-se conosco


Mato Grosso

Novo Complexo da Salgadeira já recebeu mais 30 mil visitantes

Publicado

O complexo turístico da Salgadeira já recebeu mais de 30 mil pessoas desde a revitalização entregue pelo Governo do Estado em junho deste ano. Localizada na Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), a estrutura conta com paisagismo, cachoeiras para banho e visitação, mirante, brinquedoteca, restaurante, Centro de Atendimento ao Turista, posto policial, auditório, administração, um mini museu e lojas de artesanato regional.

Atualmente uma empresa de concessão é responsável pela manutenção e administração da área. Uma das preocupações foi garantir a acessibilidade e serviço de qualidade aos visitantes.

“Já recebemos turistas de todos os cantos do Brasil e também de outros países como Alemanha, Estados Unidos e Chile. Este é um espaço para toda a família e garantimos a diversão e tranquilidade de todos os visitantes, inclusive, aqueles com dificuldade de locomoção – para isso, temos um socorrista e um equipamento que facilita a entrada na água”, explicou o representante da empresa de concessão, Bruno Souza.

O banho nas cachoeiras é controlado por pulseira e cada turista pode permanecer na água pelo período de uma hora. Duas cachoeiras estão liberadas para banho com capacidade de até 63 pessoas, sendo mais de 20 em cada uma.

Leia mais:  Escola ganha decoração de natal sustentável criada nas aulas do Prinart

Para os próximos meses, a empresa administradora pretende realizar passeios no formato de trilha, construir uma mini pousada e permitir o acesso com guia a outras duas cachoeiras maiores que atualmente estão interditadas e aguardam a liberação após estudo técnico e ambiental. 

O casal Izaias Pereira e Adrielle Pereira, fez questão de trazer o filho de 3 anos para conhecer a Salgadeira. Eles moram em Lucas do Rio Verde, município localizado a 354 quilômetros de Cuiabá.

“Viemos várias vezes quando a estrutura era antiga e posso dizer que hoje está bem melhor, com mais opções de lazer e também de segurança. O difícil foi convencer o João Vitor [filho] a sair da água”, contou Izaias.

Serviço

O complexo funciona de terça a domingo das 8h às 18h. A entrada é gratuita e é cobrada a taxa de estacionamento para moto (R$ 5), veículo de passeio (R$ 10), ônibus (R$ 20) e van (R$ 20).

O restaurante oferece porções e pratos a la carte com preços entre e 35R$ a R$90,  e que servem até quatro pessoas. No cardápio há opções de peixe, Maria Isabel (arroz com carne seca), arroz com costelinha, galinhada, etc.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Servidor é preso por roubar pneus novos utilizados em caminhões e retroescavadeiras

Publicado

Foram desviados pelo menos 12 pneus novos utilizados em caminhões e retroescavadeiras, causando um prejuízo de aproximadamente R$ 35 mil.

Um servidor público suspeito de desviar pneus de veículos da prefeitura de Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá, prestou esclarecimentos na delegacia do município. Segundo a Polícia Civil, ele deve responder pelo crime de peculato.

As investigações começaram no dia 22 de março, quando o prefeito Adilson Gonçalves de Macedo registrou um boletim de ocorrência denunciando o suposto desvio.

O delegado Wilyney Santana Borges disse que várias buscas foram realizadas, até que o suspeito acabou confessando o crime. Em depoimento, ele contou que os pneus foram repassados para um comerciante como parte do pagamento na aquisição de um carro dele de luxo.

Os pneus desviados eram de veículos da Secretaria Municipal de Urbanismo.

De acordo com a polícia, nas investigações, foi apurado que pneus adquiridos para serem utilizados nas automóveis da secretaria foram desviados nos meses de novembro e dezembro de 2020, por um servidor  que exercia funções no setor de frotas da Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

Leia mais:  Veículos são recuperados por PM de General Carneiro

Segundo o delegado, os indícios apontados no inquérito indicam que foi possível constatar o desvio de pelo menos 12 pneus novos utilizados em caminhões e retroescavadeiras, causando um prejuízo de aproximadamente R$ 35 mil.

A Polícia Civil informou que o investigado pela venda dos pneus deverá responder ação penal pelo crime de peculato, vez que na época dos desvios, exercia o cargo de funcionário público. Já o comerciante que recebeu os pneus desviados, em troca de pagamento, responderá pelo crime de receptação.

A delegacia de Barra do Garças continua as investigações para saber se havia a conivência ou participação de outros servidores municipais, envolvidos no caso dos pneus desviados.

Por G1 MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana