conecte-se conosco


Carros e Motos

Novo BMW Série 3 entra em pré-venda no Brasil, com entregas agendadas para março

Publicado


Salto entre a antiga geração e o novo BMW Série 3 deve ser o maior atrativo para os fãs da marca
Divulgação

Salto entre a antiga geração e o novo BMW Série 3 deve ser o maior atrativo para os fãs da marca

Apresentado no Automóvel, no São Paulo Expo, em novembro último, o novo BMW Série 3 começa a ser vendido no Brasil. A marca abre a pré-venda do sedã na versão 330i M Sport, a mais cara da linha por enquanto, tabelada a R$ 269.950, com entregas esperadas para março. A fabricante ainda confirma que irá vender o sedã na versão 330i Sport por R$ 219.950, mas apenas em junho.

LEIA MAIS: BMW X5: novo SUV inicia pré-venda no Brasil com uma série de novidades

Segundo afirma Roberto Carvalho, diretor comercial da BMW do Brasil: “somos um dos primeiros mercados globais a oferecer o novo BMW Série 3 e ele chega com mais tecnologia e ainda maior prazer de dirigir. Com desenvolvimento de tecnologias de conectividade no Brasil, feitas pela nossa engenharia local, tenho certeza que vamos emocionar ainda mais nossos clientes”.

Equipamentos do novo BMW Série 3


Novo BMW Série 3 traz mais equipamentos, adequando-se à nova geração de tecnologia e conectividade da marca alemã
Divulgação

Novo BMW Série 3 traz mais equipamentos, adequando-se à nova geração de tecnologia e conectividade da marca alemã

O novo Série 3 é vendido com o motor 2.0 turbo, de quatro cilindros, na versão 320i Sport de 184 cv e 30,6 kgfm, enquanto o 330i M Sport conta com 258 cv e 40,7 kgfm. Há, ainda, a versão M340i, com o 3.0 turbo de seis cilindros, que produz 387 cv, mas esta ainda não foi confirmada para o Brasil. Todos eles utilizam câmbio automática Steptronic, de 8 marchas e tração traseira.

Leia mais:  Quiz automotivo: responda 10 perguntas sobre a indústria automotiva brasileira

LEIA MAIS: BMW Série 7 2020 é revelado  por completo, após vazamento de imagens

De série, o 330i vem equipado com seis airbags, faróis full-LED, luzes de neblina em LED, controle de estabilidade e tração, pneus run-flat, ar-condicionado digital automático de três zonas, bancos dianteiros esportivos com ajuste elétrico e apoio lombar, teto solar elétrico, abertura do porta-malas por sensor, sistema de som HiFi, rodas de liga leve de 18 polegadas e central multimídia ConnectedDrive com conexão 4G através de um cartão SIM.

LEIA MAIS: BMW X7 é revelado por completo. Mas não estará no Salão do Automóvel

O pacote M Sport ainda adiciona sistema de som da Harman-Kardon, head-up display colorido, assistente de farol alto, fechamento automático do porta-malas, freios e suspensão M Sport, spoilers e saias laterais exclusivas, volante M de couro, rodas de liga leve de 19 polegadas e o painel de instrumentos digital de 12,3 polegadas.

LEIA MAIS: BMW Série 3 estreia nova geração no Salão do Automóvel de 2018

Um dos destaques do novo BMW Série 3 é a adição de um assistente pessoal que responde por comandos de voz. O usuário pode pedir informações sobre o carro e dar comandos como mudar a temperatura do ar-condicionado. A BMW diz que o sistema foi adaptado para funcionar em português. A central multimídia agora está sempre conectada à internet, permitindo obter informações de trânsito em tempo real, enviar dados de manutenção do veículo para a central da marca e outros.

Leia mais:  Veja os 5 melhores carros para motoristas de aplicativo

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Conheça as 5 melhores centrais multimídia do Brasil

Publicado

por

As centrais multimídia surgiram em 1987 no inovador Buick Riviera, nos Estados Unidos. No vídeo acima, o proprietário de uma conservadíssima unidade mostra todas as funcionalidades disponíveis naquela época. Vários detalhes chamam atenção, como o design primitivo que remete aos filmes de ficção científica da década, a interface bem confusa e a infinidade de recursos. Tinha até computador de bordo com consumo e autonomia!

LEIA MAIS: Conheça 5 micos de mercado que não compraríamos

Os anos passaram, as fabricantes se aprimoraram e as centrais multimídia passaram de um mero detalhe tecnológico para critério de compra. Não é difícil encontrar uma pessoa que tenha abandonando uma aquisição em potencial por não ter curtido o sistema multimídia de um determinado modelo. Quanto mais recursos, melhor!

Partindo disso, a reportagem do IG Carros elege as cinco centrais multimídia mais legais disponíveis do Brasil em diversas categorias. Acompanhe a lista!

1 – App-Connect

App Connect arrow-options
Divulgação

O App Connect se destaca pelo processamento e rapidez dos comandos, que podem ser controlados pelo volante

A Volkswagen deu um verdadeiro show ao lançar o sistema App-Connect. É realmente uma pena que seja tão caro e apenas apareça em carros acima de R$ 80 mil. Bonita, sofisticada e intuitiva, destacamos a facilidade para utilizar os recursos nativos e de pareamento. Em modelos como Jetta e T-Cross, por exemplo, é possível até escolher o modo de condução, além dos espelhamentos Apple CarPlay, Android Auto e Mirror Link.

Leia mais:  5 carros que estão para mudar, ou sair de linha, com descontos de até R$ 10 mil

Disponível nos modelos: Polo, Virtus, Jetta, Golf GTI, Tiguan, Amarok e Passat

2 – Media NAV

Media Nav arrow-options
Divulgação

Sem vaidades, mas usual. O Media Nav aposta na simplicidade para conquistar o cliente

O Media NAV não tem uma interface bonita, mas também não se propõe a ser muito sofisticada. As animações são simples ou inexistentes, mas o processamento é rápido. Além de câmera de ré e GPS nativo para o Captur, destacamos um mini-game que ajuda o motorista a dirigir de forma mais econômica. Todas as funcionalidades são facilitadas pelo menu de fácil acesso.

LEIA MAIS: Conheça os 5 carros mais procurados para compra na internet

Disponível nos modelos: Kwid, Sandero, Logan, Duster, Oroch, Captur e Zoe

3 – Sync 3

Sync 3 arrow-options
Divulgação

Antes disponível nas linhas Freestyle de EcoSport e Ka, a Ford passou a optar pelo sistema Sync 2.5

O Sync 3 é um daqueles sistemas de multimídia que adoram conversar. Apesar de irritante, a voz robótica desnecessária pode ser desativada nas configurações, revelando uma central multimídia muito interessante. Ela também conta com espelhamento de smartphones por Android Auto e Apple CarPlay, além de GPS nativo e sistema de som da Sony no EcoSport. É uma pena que o sistema tenha sido removido da linha 2020 de Ka e EcoSport Freestyle

Leia mais:  Veja os 5 melhores carros para motoristas de aplicativo

Disponível nos modelos: EcoSport, Fusion, Ranger, Edge, Mustang

4 – MyLink 2

MyLink 2 arrow-options
Divulgação

Lançado com o Onix em meados de 2012, o MyLink foi a primeira central popular do Brasil

O primeiro entre todos os sistemas de conectividade do Brasil. O MyLink também tenta ser básico, mas oferece uma interface intuitiva e comandos interessantes. Também é possível utilizar o espelhamento de smartphones com Android e iOS. A partir do Onix LTZ, a Chevrolet também oferece o assistente pessoal OnStar, que pode marcar um horário no barbeiro ou informar o resultado do jogo do seu time. 

LEIA MAIS: Conheça 5 SUVs seminovos que valem a pena por até R$ 60 mil

Disponível nos modelos: Onix, Prisma, Cobalt, Cruze, Tracker, Equinox, Trailblazer, Bolt e S10

5 – BlueMedia

Blue Media arrow-options
Divulgação

Além de pareamento com o Apple CarPlay e Android Auto, o Blue Media ainda conta com TV Digital

Eis o primeiro sistema multimídia a contar com TV Digital (nas versões mais caras, claro). A imagem na central multimídia some com o carro em movimento, voltando a aparecer apenas em paradas no semáforo ou com o freio de estacionamento acionado. Um bom sistema para quem curte assistir TV, além de conectar o Smartphone pelo Android Auto e Apple CarPlay.

Disponível nos modelos: HB20, HB20S, Creta, Elantra, Santa Fe

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana