conecte-se conosco


Entretenimento

Nova novela de Aguinaldo Silva tem cara de Walcyr Carrasco

Publicado

Depois de certa polêmica e um adiamento, a nova novela de Aguinaldo Silva, “ O Sétimo Guardião ” estreia na próxima segunda-feira (12) no horário nobre da
Rede Globo
. O folhetim marca o retorno de Silva ao realismo fantástico, depois de sucessos como “Porto dos Milagres” e “A Indomada”.



Divulgação

“O Sétimo Guardião” estreia na próxima segunda-feira (12) com semelhanças a “O Outro Lado do Paraíso”

Agora, Aguinaldo Silva se dedica a “O Sétimo Guardião”, que já teve que ser adiada por conta de problemas na justiça e acusação de plágio e briga por direitos autorais. Mas, a novela que tem Marina Ruy Barbosa e Bruno Gagliasso como protagonistas guarda algumas semelhanças com “O Outro Lado do Paraíso”, sucesso do horário nobre assinado por Walcyr Carrasco.

Carrasco e Silva não morrem de amores um pelo outro e, apesar de ambos já terem emplacados diversos sucessos na emissora, já fizeram acusações sérias. Em 2011 Silva acusou o colega de Rede Globo de ter roubado sua história sobre o filho que vai estudar medicina e despreza a mãe. A história foi usada por Carrasco em “Morde e Assopra” e depois por Aguinaldo em “Fina Estampa”.

“O Sétimo Guardião” ainda não estreou, portanto não há como saber os rumos que o folhetim levará, mas é fato que ele tem algumas semelhanças com o sucesso de Carrasco que foi ao ar entre 2017 e 2018 e chegou a dar 48 pontos de audiência. Por isso, separamos os principais aspectos que lembram “O Outro Lado do Paraíso”.

Leia mais:  Pamela Anderson diz que movimento feminista é “uma chatice” e detona #MeToo

Leia também: Leão Lobo e outras polêmicas envolvendo Aguinaldo Silva

  • Misticismo

As semelhanças entre a novela de Aguinaldo Silva e de Walcyr Carrasco
Divulgação

As semelhanças entre a novela de Aguinaldo Silva e de Walcyr Carrasco

As duas novelas se passam em uma cidade fictícia e tem o misticismo em sua trama central. Enquanto em “Paraíso” Mercedes (Fernanda Montenegro) tinha uma sensibilidade para falar com os anjos e fazer previsões do futuro, a Serro Azul de “Guardião” é casa de um grande segredo, guardado a sete chaves por sete pessoas.

  • Protagonistas estreantes no horário nobre

As semelhanças entre a novela de Aguinaldo Silva e de Walcyr Carrasco
Divulgação

As semelhanças entre a novela de Aguinaldo Silva e de Walcyr Carrasco

Tanto Marina Ruy Barbosa quanto Bianca Bin já tiveram sua cota de protagonistas às 18h e 19h horas. Mas, Bin nunca tinha levado uma novela das 21h como protagonista e acabou convencendo como Clara. A personagem boazinha e sem graça faz um retorno triunfal em busca de vingança e conseguiu cair nas graças do público. Luz (Barbosa) vive com o avô na cidade (assim como Clara vivia) e verá sua vida se transformar com a chegada de Gabriel (Bruna Gagliasso). Coincidência ou não, as duas protagonistas adotaram franja para os papeis.

  • Veteranos em cena

As semelhanças entre a novela de Aguinaldo Silva e de Walcyr Carrasco
Divulgação

As semelhanças entre a novela de Aguinaldo Silva e de Walcyr Carrasco

“Paraíso” gastou nomes de artistas renomados na casa: Lima Duarte, Fernanda Montenegro, Marieta Severo, Laura Cardoso e Glória Pires abrilhantaram o folhetim. Agora, os nomes de Tony Ramos, Lilia Cabral, Marcos Caruso e Antônio Calloni estão no elenco da novela de Silva.

  • Vilãs de peso
Leia mais:  “Melhores do Ano” abre programação especial da Globo

As semelhanças entre a novela de Aguinaldo Silva e de Walcyr Carrasco
Divulgação

As semelhanças entre a novela de Aguinaldo Silva e de Walcyr Carrasco

Depois de anos em “A Grande Família”, Marieta Severo retornou as novelas como uma vilã da pior espécie. Esse papel agora é de Cabral, que tenta arranjar um casamento para o filho só para ficar rica, e não parar enquanto não conseguir o que quer.  

  • Retornos triunfais

As semelhanças entre a novela de Aguinaldo Silva e de Walcyr Carrasco
Divulgação

As semelhanças entre a novela de Aguinaldo Silva e de Walcyr Carrasco

Carolina Dieckmann diminuiu o ritmo de trabalho desde que se mudou para os EUA e sua última protagonista em novelas foi em 2012. Agora ela retorna como Afrodite, que se dedica aos filhos, mas começa a se questionar sobre seus sonhos e desejos. Quem ressurgiu em “Paraíso” foi Fernanda Rodrigues, que inicialmente faria uma pequena participação, depois de um tempo dedicada a carreira de apresentadora. Mas, seu retorno foi tão bem vindo que ela ganhou mais tempo no folhetim.

Leia também: Prostituta gaga, maníaco por sexo e o que já sabemos sobre “O Sétimo Guardião”

  • Os bordéis

As semelhanças entre a novela de Aguinaldo Silva e de Walcyr Carrasco
Divulgação

As semelhanças entre a novela de Aguinaldo Silva e de Walcyr Carrasco

Não é novidade colocar um bordel nas novelas, mas o padrão tem se repetido nos últimos folhetins. “Segundo Sol” também teve um prostíbulo, porém de luxo, enquanto o local retratado em “Paraíso” era mais colorido e frequentado pelos trabalhadores da cidade. Em “Guardião” o bordel é comandado por Ondina (Ana Beatriz Nogueira), que é também uma das guardiãs.

Embora tenha tido boa audiência, a novela de Carrasco foi, no geral, fraca e confusa em sua história. A esperança é que o folhetim de Aguinaldo Silva supere isso e traga uma trama diferente e interessante.

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Nova série da MTV quer desconstruir jovens e abrir diálogo sobre gênero e drogas

Publicado

por

Na próxima segunda (21) estreia a série “Feras”, na MTV . Protagonizada por João Vítor Silva, a produção abraça as desventuras de Ciro, um rapaz que termina um relacionamento de longa data e quer se reintroduzir no mundo do amor em pleno século da tecnologia, da ideologia de  gênero, do empoderamento feminino e do hype do assédio.

Leia também: Série que mostra faceta empreendedora de Lindsay Lohan chega à MTV


João Vítor Silva interpreta Ciro na série
Reprodução / Instagram / Divulgação

João Vítor Silva interpreta Ciro na série “Feras” da MTV

Nos primeiros episódios da série da
MTV
, o personagem principal já se esquiva de rótulos como “preconceituoso” e “machista”, com intenção de demonstrar que é desconstruído. Sobre isso, João Vítor Silva declara que “todo homem hétero no mundo já esteve na pele de Ciro em algum momento” e acentua que “o machismo é uma coisa que está enraizada”, por isso, é importante manter-se alerta para não ofender os demais.

Leia também: MTV ensaia fazer com “De Férias com o Ex” o que a Band fez com “Masterchef”

Com 13 episódios garantidos em sua primeira temporada, a série, que é ambientada na noite paulistana, pode ser considerada uma jornada de autoconhecimento. Ao longo de suas aventuras, que envolvem drogas, sexo e libertinagem, Ciro se desconstrói para assim poder dar o devido respeito a todas as pessoas que formam a sociedade.

“Todo homem vai passar por esse processo (de desconstrução), se ainda não passou está travado, por que já deveria estar passando”, comenta o protagonista João Vítor.


João Vítor Silva
Divulgação

João Vítor Silva

O personagem por trás das câmeras

Sendo uma produção da emissora de músicas, que tradicionalmente não têm pudores para tratar de tabus, a série, pelo menos em seus capítulos iniciais, é carregada de liberdade artística.

Leia mais:  Dez vídeos incríveis e sensuais de Gracyanne Barbosa dançando

Sobre os desafios de interpretar um personagem em uma produção tão livre, João Vítor explica: “O maior desafio é ser o protagonista, por que o meu personagem passa por todos os núcleos. Além disso, têm o fato de estar longe da família, da namorada e os desafios das cenas de sexo, que para mim não é um lugar confortável”.

O ator ainda explica que para evitar o “baque” nas cenas quentes, ele se reunia com o elenco para fazer leituras e criar algum tipo de intimidade. “Durante as cenas eu já estava mais confortável, não era chegar no set e ‘vai tira a roupa’”.


João Vítor Silva
Divulgação

João Vítor Silva

A mensagem de Ciro

Cheio de assuntos relevantes, o personagem principal da série, geralmente, carrega o fardo de levar uma mensagem aos telespectadores. Sobre isso, João Vítor disserta que as pessoas podem aprender muito com Ciro, principalmente, a vontade em ser uma pessoa melhor.

“Além dessa desconstrução, ele sempre é autocentrado, muito corajoso, um cara que se joga. Além disso, ele está inconformado, ele não quer ser machista. É uma palavra que ele odeia. Quando os homens entenderem o que é ser machista, acho que começaremos a ter uma mudança na sociedade. Muitas vezes, a necessidade de não ser machista faz com que eles tomem atitudes bizarras, como próprio Ciro tomou”.

Em continuidade ele acrescentou: “Precisa existir a vontade de entender o que é ser machista, os homens precisam saber como elogiar as mulheres e lidar com as mudanças de padrões”.

Leia mais:  Pamela Anderson diz que movimento feminista é “uma chatice” e detona #MeToo

Durante seus romances, o personagem se vê encurralado ao não saber se relacionar amorosamente na era da internet. Sobre isso ser um alerta para os jovens, João Vítor não pestaneja: “Sem dúvida! Quando o Ciro se vê solteiro, ele não entende como as pessoas demonstram interesse com apenas uma curtida no Instagram. A mensagem é: ‘se joga, use a seu favor, mas saiba usar’”.


João Vítor Silva
Divulgação

João Vítor Silva

Os tabus em pauta na MTV

Sobre a produção abordar abertamente sexualidade e drogas, o protagonista da série ressalta a importância destes assuntos serem debatidos: “Já passou da hora,  sempre tivemos muitos produtos de, e para, jovens, no entanto, quando falamos com os jovens temos que falar de maneira que eles entendam. Não podemos fingir que as drogas e o gênero não estão aí. Quanto mais abrirmos o diálogo mais vamos conseguir entender os problemas e onde o sistema ou os pais estão errando”.

Em seguida, declama: “A internet está aí, todo mundo têm acesso a tudo. Quanto mais a gente mascara o assunto, do primeiro amor, da primeira transa, mais romantizamos o jovem em um lugar que ele não cabe mais”.

Além de produzir uma mensagem para o público, João Vítor também explica que Ciro foi um guia para ele: “Ele me fez pensar em lugar de fala, nas coisas que digo em uma roda de mulheres… o Ciro me ensinou que o mundo é livre e a gente tem que se jogar na liberdade, na vida, em conhecer a pessoa e realmente trocar uma ideia, não apenas trocar mensagens”.


João Vítor Silva interpreta Ciro na série
Divulgação

João Vítor Silva interpreta Ciro na série “Feras” da MTV

Leia também: Em celebração a “Nasce Uma Estrela”, Lady Gaga ganha especial na MTV

Com estreia marcada para a próxima segunda-feira (21), “ Feras ” irá ao ar às 23h00, na
MTV

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana