conecte-se conosco


Carros e Motos

Nissan tem plano para se separar da Renault, diz jornal

Publicado

source
Aliança Renault-Nissan arrow-options
Divulgação

Tensão entre as marcas emergiu após escândalos envolvendo o ex-presidente da aliança, Carlos Ghosn

Conforme apurado pelo jornal americano Financial Times , executivos da Nissan contam com um plano secreto para romper a aliança de mais de 20 anos com a Renault . Caso seja concretizada, a divisão prevê que as marcas se tornariam totalmente independentes em engenharia e manufatura. A reportagem ainda aponta que a relação entre as fabricantes se desgastou após os escândalos envolvendo o ex-presidente Carlos Ghosn.

LEIA MAIS: FCA e PSA assinam acordo de fusão, criando quarta gigante global

Fontes internas consultadas pelo Financial Times afirmam que a parceria entre Renault e Nissan é tóxica, constatando também que a marca francesa prejudica o grupo japonês – também composto por Datsun e Infiniti.

Com volume agregado de 10 milhões de automóveis emplacados por ano, o divórcio entre Renault e Nissan vai contra uma nova tendência de mercado onde fabricantes estão cada vez mais próximas. Em dezembro último, FCA e PSA assinaram um acordo de fusão com volume anual de 8,7 milhões de unidades. A integração total deverá acontecer no fim do ano, ou no começo de 2021.

Leia mais:  Conheça detalhes de 9 hatches automáticos de até R$ 67 mil

LEIA MAIS: Grupo Caoa não é o único interessado na fábrica da Ford em São Bernardo, diz presidente

FCA e PSA arrow-options
Divulgação

Carlos Tavares, da PSA, e Mike Manley, da FCA, durante a formalização do acordo de fusão

Volkswagen e Ford também oficializaram a nova parceria global em janeiro de 2019, durante o Salão de Detroit (EUA). De acordo com as partes, o acordo tem o objetivo de melhorar a competitividade com inovações e novos serviços aos clientes, com amplo empenho na categoria de veículos autônomos e elétricos. O primeiro produto também está confirmado, e será uma picape média prevista para chegar em meados de 2022. Em seguida, minivans e outros veículos comerciais serão lançados em conjunto na Europa.

LEIA MAIS: Produção nacional, mercado premium e futuro: presidente da Audi fala ao iG

A aliança Renault-Nissan-Mitsubishi se tornou a maior joint automotiva do mundo, com 10,7 milhões de emplacamentos agregados em 2018. Na segunda colocação, surge o Grupo Volkswagen com 10,6 milhões, seguido de perto pela Toyota e seus 10,5 milhões. Um eventual rompimento entre Renault, Nissan e Mitsubishi poderia alterar completamente os rumos que a indústria vem tomando ao longo da última década.

Leia mais:  Confira quanto se paga de IPVA em cada estado do Brasil hoje em dia

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Harley-Davidson anuncia desconto para as Iron e mais condições especiais

Publicado

por

source
Harley arrow-options
Guilherme Marazzi

Para os saudosistas, a pintura do tanque da Harley-Davidson Iron 1200 é uma viagem ao passado

A Harley-Davidson anunciou uma redução de preços para toda a sua família Sportster. Composta pelos modelos Iron 883 e Iron 1200, eram cobrados R$ 43.900 pela primeira, antes da redução de R$ 4 mil para os atuais R$ 39.900. Enquanto isso, a 1200 saía por R$ 47.400 e agora sai por R$ 43.900, após R$ 3,5 mil de redução.

LEIA MAIS: A nova Harley-Davidson Low Rider S em grande estilo

Tanto a Iron 883 quanto a Iron 1200 são motos mais básicas quando comparadas a outras Harley-Davidson . Para ambas, há apenas uma opção de cor extra que adiciona R$ 1 mil ao preço, bem como opção de assento para o passageiro, entre os outros acessórios. Por outro lado, enquanto a 883 tem motor V2 de 883 cm³, que rende 6,8 kgfm, a Iron 1200 vem equipada com um 1.202 cm³ que gera 9,4 kgfm. As duas chegam com câmbio de cinco marchas.

Leia mais:  Land Rover revela fotos do novo Defender antes da estreia oficial

LEIA MAIS: Harley-Davidson traz ao Brasil três novos modelos da linha 2020

Supervalorização de seminova

Harley arrow-options
Divulgação

Harley-Davidson FXDR custa R$ 79.990, e é a mais beneficiada com a supervalorização da seminova

Além dessa campanha, a marca também oferece condições especiais para a compra de qualquer moto 2019 da linha, com uma supervalorização de até R$ 10 mil na seminova, dependendo do modelo adquirido. As motocicletas estão disponíveis para test ride em toda a rede de concessionárias autorizadas da marca no país, de acordo com a disponibilidade.

LEIA MAIS: Harley-Davidson revela dois lançamentos inéditos: uma off-road e uma esportiva

Entre as Harley-Davidson mais procuradas, estão a FXDR 114 2019 — com o maior valor de supervalorização de seminova oferecido (R$ 10 mil), que vem equipada com motor Milwaukee-Eight 114 que entrega 16,11 kgfm, filtro de ar esportivo, escapamento 2 em 1, suspensão dianteira invertida, rodas e balança em alumínio — além das Sport Glide, Fat Bob e Fat Boy, com supervalorização de R$ 5 mil.

Leia mais:  Marca brasileira lança duas motos elétricas a partir de R$ 14.900

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana