conecte-se conosco


Carros e Motos

Nissan confirma chegada do novo Versa ao Brasil até meados de 2020

Publicado

source


Nissan Versa vermelho arrow-options
Divulgação

Nissan Versa tem desenho alinhado com os lançamentos mais recentes da marca, como o SUV Kicks

A Nissan abre seus planos em relação ao novo Versa no Brasil e marca para o segundo trimestre de 2020 a chegada do sedã ao Pais, vindo do México. A informação foi confirmada pelo presidente e SEO da Nissan do Brasil, Marco Silva, no Salão de Tóquio (Japão). O executivo também disse que a novidade será vendida junto com o Versa atual, cujo nome mudará para V-Drive.

LEIA MAIS:  Nissan Versa é oferecido com R$ 4 mil de desconto na versão SV

O novo Nissan Versa é feito na fábrica em Aguascalientes (México)e já começou a ser vendido nos Estados Unidos por preços que partem de US$ 15.625 e que chegam a US$ 18.240 na versão topo de linha. São três versões disponíveis por lá , que podem vir  com câmbio manual ou automático, do tipo CVT.

O motor é o sempre o mesmo, ou seja, 1.6, de 122 cv e 15,5 kgfm de torque. Entre os principais destaques da lista de equipamentos há partida por botão, central multimídia com tela de 7 polegadas, câmera de ré, entrada USB, bancos traseiros com encostos bipartidos e rebatíveis, entre outros.

Leia mais:  Carros com freios automáticos serão obrigatórios em 40 países a partir de 2020

Nissan Versa e os rivais

Assim que chegar ao Brasil, o novo Nissan Versa entrará na briga cada vez mais acirrada no terreno nos sedãs compactos, que acaba de ter como integrantes o Chevrolet Onix Plus e novo Hyundai HB20S e que também conta com VW Virtus, Honda City, Fiat Cronos, Ford Ka Sedan, Toyota Yaris Sedan, Renault Logan e companhia.

LEIA MAIS:  Nissan lança novas centrais multimídia para March, Versa, Kicks e Frontier

Dentro desse contexto, o atual Versa feito em Resende (RJ) continuará sendo vendido como opção mais em conta da linha de sedãs da Nissan , talvez com alguns retoques no desenho e com novo nome (V-Drive). E o March chegará com novidades também, garantiu a Nissan, com uma solução interessante e atrevida,  ainda conforme a fabricante.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Honda NXR 160 Bros é a moto com menor desvalorização no país

Publicado

por

source
Honda NXR 160 Bros arrow-options
Divulgação

Honda NXR 160 Bros é destaque no Selo de Maior Valor de Revenda da Agência AutoInforme

A Honda NXR 160 Bros é a campeã geral da 4º edição do Selo Maior Valor de Revenda -Motos. De acordo com a agência AutoInforme, que esteve à frente do estudo, a trail registrou uma perda de apenas 5,6% do seu preço após um ano de uso. Essa é a quarta vez consecutiva que o modelo vence a categoria de depreciação das duas rodas em 17 categorias.

LEIA MAIS: Yamaha mostra conceito que acelera de 0 a 100 km/h em 3 segundos

A pesquisa considerou a variação de preços anotada pelos 101 modelos zero quilômetros mais vendidos no Brasil, de 12 marcas. Além das montadoras vencedoras no prêmio, foram avaliados modelos das marcas Wuyang, Dafra , Haojue, Kymco e Suzuki.

A Honda foi a montadora mais premiada nesta edição, com vitória em oito categorias.Com o título deste ano, a marca levou 25 troféus, sendo quatro como campeã geral. Em seguida, no segundo posto mais alto do ranking, aparece a Yamaha com 11 certificações em quatro, mas apenas uma vitória nesta edição. Mais precisamente na categoria Naked acima de 800 cilindradas, com depreciação de 8%, após um ano de uso.

Leia mais:  Renault lança nova geração do elétrico Zoe na Europa, onde chega no fim do ano

LEIA MAIS: Yamaha NMax é revelada com novo visual e mais equipamentos na linha 2020

Segundo Luiz Cipolli Junior responsável pelo Estudo de Depreciação, a valorização da moto depende de vários fatores: da potência, da marca, da rede de revendedores, do cuidado que a marca tem em relação ao pós-venda, ao segmento, a origem, ao fato de ter grande volume de venda, à sua aceitação no mercado. Para ele, o prêmio é importante para o consumidor e para as montadoras e importadoras.

LEIA MAIS: Suzuki Burgman elétrico inicia testes para o lançamento em 2020

O Estudo de Depreciação considerou os preços praticados no mercado de motos zero em outubro de 2018 (e não os preços de tabela) e comparou com o preço da mesma moto um ano depois, em outubro de 2019.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana