conecte-se conosco


Entretenimento

Neta de João Gilberto usa página para compartilhar fotos e vídeos com avô

Publicado

Nos últimos anos, o ícone da bossa nova João Gilberto , 88, tem visto sua atribulada vida pessoal e financeira ganhar as manchetes mais do que sua importante obra musical. Em junho, conforme antecipado pela coluna de Ancelmo Gois , do O  GLOBO , a 24ª Vara Cível do Rio de Janeiro condenou João Marcelo por continuar “ofendendo e caluniando” Bebel e sua mãe Miúcha, falecida em dezembro de 2018.

Leia também: Destino de João Gilberto será definido em nova audiência

Sofia Gilberto revelou que o sonho dela é que João Gilberto passe um tempo na sua casa nos EUA
Reprodução/Facebook

Sofia Gilberto revelou que o sonho dela é que João Gilberto passe um tempo na sua casa nos EUA

Em meio a disputa, João Gilberto opta pelo silêncio e pela reclusão. Pouco se sabe sobre a rotina do músico e registros são raríssimos. Isso até a criação, em fevereiro, de uma página no Facebook para sua neta, Sofia Gilberto  (filha de João Marcelo ), dedicada a mostrar vídeos e fotos musicais da pequena, inicialmente voltados apenas para a internet. Por lá, é possível beliscar imagens raras de João em ambiente familiar.

Leia mais:  Jennifer Lopez relembra caso de assédio que viveu com diretor de cinema

Nesta semana, por exemplo, ela revelou fotos do músico aparentemente disposto, ao lado da companheira Maria do Céu, trajando terno e gravata e apoiado no violão. Na legenda, a página de Sofia escreveu: “meus amores: vovô, vovó e o violão”.

Leia também: Filho de João Gilberto acusa irmã de roubar dinheiro do pai

Neta de João Gilberto compartilha fotos do avô no Facebook
Reprodução/Facebook

Neta de João Gilberto compartilha fotos do avô no Facebook

A página foi criada pela mãe de Sofia, Adriana Magalhães, com o intuito de lançar o primeiro projeto musical da criança, “Playground playlist”. Mistura de animação com live-action, o clipe vai mostrar a menina viajando no tempo para encontrar importantes nomes da música brasileira, incluindo, claro, o criador da bossa nova.

A família mora em Nova Jersey e passa temporadas no Rio. “Brincam que sou a garota de Ipanema norte americana, porque passei a gravidez com meus pais morando em Ipanema e nasci nos Estados Unidos, costumo passar tempo no Brasil e nos EUA”, diz a página de Sofia.

A descrição da conta ainda diz que a pequena está aprendendo a tocar vários instrumentos e “acabou de ganhar um baixo ukulele”: “Tenho duas irmãs que amo muito, Alice e Katryna. Meu pai é o baixista e baterista que mais gosto de ver tocar e meus cantores preferidos são minha avó e meu avô”.

Leia mais:  Iain Glen fala da morte de seu personagem em “Game of Thrones”: “Heroico”

E finaliza falando: “Sou a pequena musa inspiradora dos meus pais e tenho um padrinho Pirata que também é baixista, como o meu pai. Sou super apaixonada pela minha gatinha Dindi e pelo meu cachorrinho Philo, meus melhores amigos”.

Leia também: Entenda o caso de interdição de João Gilberto pela família

Sofia compartilha mensagens fofas para o avô, João Gilberto
Reprodução/Instagram

Sofia compartilha mensagens fofas na web para o avô, João Gilberto

Em uma das publicações da página, Sofia ainda relata momentos de afeto com o João Gilberto , que chama de “vovô Paixão”: “Hoje passei o dia na casa do meu vovô, dia nublado e chuvoso, bom para cantarmos muitas músicas, eu cantei com ele a da Jardineira (ele me ensinou inteira) e cantou pra mim Dorival Caymmi e Ary Barroso, disse que o Ary sempre falava pra ele: ‘nunca confie sua vida pra ninguém. Momentos de aprendizado’”.

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

A Voz do Brasil faz 85 anos

Publicado

O programa de rádio A Voz do Brasil completa 85 anos nesta quarta-feira (22). Idade avançada para pessoas e para instituições no Brasil. Uma frase atribuída a Leonardo da Vinci, que morreu idoso para o seu tempo (aos 67 anos), sentencia que “a vida bem preenchida torna-se longa”.

Em oito décadas e meia, A Voz do Brasil preencheu a vida dos ouvintes com notícias sobre 23 presidentes, em mandatos longínquos ou breves. Cobriu 12 eleições presidenciais, e manteve-se no ar durante a vigência de cinco constituições (1934, 1937, 1946, 1967 e 1988).

programa cobriu a deposição dos presidentes Getúlio Vargas (1945) e João Goulart (1964), o suicídio de Vargas (1954), a redemocratização do país em dois momentos (1946 e 1985), o impeachment e renúncia de Fernando Collor (1992) e o impeachment de Dilma Rousseff (2016).

Além de notícias dos palácios do governo federal, A Voz do Brasil levou aos ouvintes informações sobre a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). O programa narrou as conquistas do país em cinco Copas do Mundo e a derrota em duas – a mais traumática em 1950. A Voz registrou a inauguração de Brasília (1960) e cobriu a morte de ídolos como Carmen Miranda (1955) e Ayrton Senna (1994).

Pelo rádio, e pela A Voz do Brasil, muitos brasileiros souberam da invenção da pílula anticoncepcional (1960), da descida do homem na Lua (1969), dos primeiros passos da telefonia móvel (1973), da queda do Muro de Berlim (1989) e da clonagem da ovelha Dolly (1998).

Leia mais:  Iain Glen fala da morte de seu personagem em “Game of Thrones”: “Heroico”

Vida longa

A longevidade do programa A Voz do Brasil é assunto de interesse de historiadores e pesquisadores da mídia de massa no país. “É curioso como um programa de rádio se torna uma constância em um país de inconstância institucional, jurídica e legislativa”, observa Luiz Artur Ferrareto, autor de dois dos principais livros de radiojornalismo editados no Brasil.

Para Sonia Virginia Moreira, professora do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, a longa duração do programa “tem muito a ver com a própria longevidade do rádio como meio de comunicação. A morte do rádio foi anunciada várias vezes e ele segue como um veículo muito importante no Brasil.”

“Nenhum governo abriu mão dessa ferramenta fantástica. A longevidade vem da percepção que os diferentes governos tiveram que manter essa ferramenta era algo que trazia uma vantagem enorme para o governo do ponto de vista das suas estratégias e para seus objetivos”, acrescenta Henrique Moreira, professor de jornalismo e especialista em história da mídia no Brasil.

Curiosidades sobre A Voz do Brasil 

 A Voz Brasil nem sempre teve como trilha sonora de abertura trecho da ópera O Guarani (1870), de Carlos Gomes. O Hino da Independência (1822), composto por Dom Pedro I, e Aquarela do Brasil (1939), de Ary Barroso, também serviram para marcar o início do programa.

Inauguração da transmissão do programa A Voz do Brasil, Brasília, DF.
Inauguração da transmissão do programa A Voz do Brasil, Brasília, DF. – Arquivo Nacional

A longevidade do programa A Voz do Brasil é assunto de interesse de historiadores e pesquisadores da mídia de massa no país. “É curioso como um programa de rádio se torna uma constância em um país de inconstância institucional, jurídica e legislativa”, observa Luiz Artur Ferrareto, autor de dois dos principais livros de radiojornalismo editados no Brasil.

Leia mais:  Humorista que imita Dilma é hostilizado ao criticar Bolsonaro em show

Para Sonia Virginia Moreira, professora do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, a longa duração do programa “tem muito a ver com a própria longevidade do rádio como meio de comunicação. A morte do rádio foi anunciada várias vezes e ele segue como um veículo muito importante no Brasil.”

“Nenhum governo abriu mão dessa ferramenta fantástica. A longevidade vem da percepção que os diferentes governos tiveram que manter essa ferramenta era algo que trazia uma vantagem enorme para o governo do ponto de vista das suas estratégias e para seus objetivos”, acrescenta Henrique Moreira, professor de jornalismo e especialista em história da mídia no Brasil.

Curiosidades sobre A Voz do Brasil 

 A Voz Brasil nem sempre teve como trilha sonora de abertura trecho da ópera O Guarani (1870), de Carlos Gomes. O Hino da Independência (1822), composto por Dom Pedro I, e Aquarela do Brasil (1939), de Ary Barroso, também serviram para marcar o início do programa.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana