conecte-se conosco


Entretenimento

Natália Casassola abusa das poses em novo ensaio completamente nua

Publicado

Este mês de fevereiro é para lá de especial para a Bella da Semana
, que completa 18 anos. Para celebrar a maioridade da revista masculina, a edição lançada nesta quarta-feira (06) está para lá de caprichada com um ensaio nu protagonizado pela ex-BBB Natália Casassola.

Leia também: Nati Casassola posa sem calcinha em sessão de clareamento íntimo


Natália Casassola abusa das poses e da sensualidade em novo ensaio nu
Jayme João/Bella da Semana

Natália Casassola abusa das poses e da sensualidade em novo ensaio nu

Entre poses ousadas, lugares vintages e excesso de sensualidade,  Natália Casassola
tirou toda a roupa e não se intimidou em abusar dos carões, mostrando autoconfiança. Esse é o segundo ensaio nu
da carreira de modelo da loira, o primeiro foi quando ela tinha apenas 18 anos e  também foi para a
Bella da Semana

.

Leia também: Nati Casassola posa nua e celebra seu corpo “sem Photoshop”


Natália Casassola
Jayme João/Bella da Semana

Natália Casassola

“Acredito que este ensaio ficou mais profissional, pois o outro foi um dos primeiros trabalhos que realizei como modelo. Com certeza este ensaio ficou muito, mas muito mais picante. Acredito que com a experiência que adquiri nos últimos anos consegui ser ainda mais sensual sem ser vulgar”, contou a loira.

Leia mais:  “Killing Eve” e a revolução feminina no universo da espionagem

Após anos da primeira experiência nua de frente as câmeras, Nati retorna ainda mais sedutora e, segundo ela, o segredo está na maturidade: “Acredito que essa mudança foi mais por conta do amadurecimento mesmo. Antes eu tinha carinha de bebê, mas com a idade fui ficando mais mulher e perdendo os traços infantis”.


Natália Casassola
Jayme João/Bella da Semana

Natália Casassola

A loira está completamente feliz com o resultado e garantiu naturalidade nas imagens. “Ficou maravilhosos e as fotos não têm tratamento. São 100% naturais! Acredito que essa atitude vai encorajar outras mulheres que acompanham meu trabalho a ver que todos nós temos defeitos, mas que não devemos ter vergonha do nosso corpo”, garantiu a modelo

Leia também: Nati Casassola posa sem roupa e dispara: “nua, crua e sem photoshop”


Natália Casassola
Jayme João/Bella da Semana

Natália Casassola

Solteira e cheia de admiradores,  Natália Casassola
rende comentários na web e até pedidos de casamento. No entanto, ao ser questionada sobre o assunto ela foi clara: ” “Casar não! Quero ter um pai para os meus filhos, mas cada um morando na sua casa e continuando com a sua privacidade”.

Leia mais:  Novo casal? Danilo Gentili fala da sua mulher ideal e Maraisa é citada

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Monja Coen diz que o autoconhecimento pode ser antídoto para pandemia

Publicado

por

O programa Impressões, da TV Brasil, convidou a Monja Coen, fundadora da Comunidade Zen Budista Zendo Brasil, para falar sobre as aflições típicas dos tempos de pandemia e apontar caminhos para se buscar o equilíbrio neste momento.

Mestra dos ensinamentos de Buda e autora de diversos livros, ela recomenda a meditação, que começa pela respiração consciente. Coen admite: “Quando comecei a meditar era muito difícil. Colocava um reloginho à minha frente e cinco minutos pareciam uma eternidade. Era um horror”. Durante a entrevista, a monja ensina algumas técnicas que podem ajudar os iniciantes na prática, que garante trazer alívio para incômodos emocionais comuns neste período, como ansiedade, medo e raiva.

“Você perceber o que está acontecendo com você é a única maneira de você ter algum controle. E não é controlar as emoções. É percebê-las e deixar que passem. Quando a gente fala de budismo, a gente fala de autoconhecimento e autoconhecimento é libertação”, afirma a religiosa.

Este não é um momento para acerto de contas emocionais, nem para remoer os rancores, segundo a monja, mas de considerar tudo o que foi vivido como uma bagagem extra para encarar o presente com plenitude.

“O que passou serviu como uma experiência para o que estamos passando agora, e o que vai chegar, ainda não chegou. Estar presente no momento e ver com plenitude o agora é a única maneira de atravessarmos (esta fase). Só tem uma maneira: atravessar com presença pura. Nós dizemos, no budismo, que presença pura é sabedoria”, ensina Coen.

A missionária zen-budista declara respeito a outras religiões e reconhece que, qualquer que seja o caminho escolhido, exige determinação.

“A mente é incessante e luminosa. Ela não para. Tem inúmeros estímulos. Você pode perceber esses estímulos todos e escolher o que você quer estimular. Como você escolhe que programa você assiste, que livro você lê, como você escolhe seus amigos e como você conversa com essas pessoas e quais são os assuntos. Através das nossas escolhas, nós vamos encontrando estados mentais. E podemos encontrar estados mentais de tranquilidade que a gente chama de estado Buda, de sabedoria e compaixão, onde há tranquilidade, assertividade e ternura”, afirma.

A monja explica que o estado mental tem relação com a imunidade. Manter aceso o olhar curioso da criança, de ver o mundo de uma forma inédita e se apaixonar pelos pequenos detalhes, pode ser um hábito poderoso. “A imunidade depende do nosso estado de tranquilidade. Não só, mas muito. Quando o coração fica quentinho, quando é gostoso. A gente tem que encontrar alguma coisa na vida que sinta prazer em ver”, acrescenta.

Leia mais:  “Killing Eve” e a revolução feminina no universo da espionagem

Quanto aos questionamentos com os quais muitas pessoas se deparam na atual situação, a monja é assertiva: “Pare de se lastimar e falar ‘queria poder abraçar’. Tem que ser bom agora. Onde você está é o melhor lugar do mundo, porque sua vida está aqui. Aprecie a sua vida. Aprecie as pessoas perto de você”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana