conecte-se conosco


Mato Grosso

Museu de Arte Sacra leva exposição Via Sacra Contemporânea a Primavera do Leste

Publicado


Com telas que retratam o caminho de Jesus Cristo até a cruz, a exposição Via Sacra Contemporânea será aberta na próxima sexta-feira (17.09), às 19h, no Salão das Águas da Secretaria de Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, em Primavera do Leste (MT). A mostra reúne 15 obras dos artistas Adir Sodré, Benedito Nunes, Gervane de Paula, Jonas Barros e Regina Penna.

Promovida pelo Museu de Arte Sacra de Mato Grosso, a exposição permanecerá em Primavera do Leste até o dia 03 de outubro, com visitações das 7h às 13h. Para sua realização, o equipamento cultural da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) conta com a parceria da Prefeitura de Primavera do Leste.

A iniciativa faz parte do projeto Via Sacra Contemporânea, que reproduziu telas no entorno do Museu de Arte Sacra, dando vida ao muro do complexo arquitetônico Seminário da Conceição, em Cuiabá. A Via Sacra retratada de forma contemporânea pelos cinco artistas mato-grossenses simbolizam um dos momentos mais conhecidos até mesmo pelos não-cristãos e traz a ressurreição em lugar de destaque.

Leia mais:  Alunos fazem caminhada e plantam árvores para sensibilizar comunidade sobre a preservação ambiental

Outros municípios também receberão a exposição que ocorre em formato itinerante, passando por Campo Verde e depois, Cuiabá. Na capital, o encerramento será marcado pela inauguração da restauração da pintura da Via Sacra no entorno do Museu de Arte Sacra.

Serviço

Abertura exposição Via Sacra Contemporânea

Quando: 17 de setembro, às 19h

Local: Salão das Águas (Secretaria de Cultura, Turismo, Lazer e Juventude)

Município: Primavera do Leste-MT

Período da exposição: 17 de Setembro a 03 de outubro, das 7h às 13h

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Seduc esclarece comunidade sobre mudanças em escolas do Grande Cristo Rei

Publicado


A secretaria de Estado de Educação esclarece que o redimensionamento da Educação Básica é uma ação de planejamento da rede pública estadual e municipal. É feito com base nas necessidades e particularidades de cada município.

Em Várzea Grande, a Seduc vai ceder o prédio da Escola Heroclito Leôncio Monteiro, no bairro Cristo Rei, para o município de Várzea Grande. O redimensionamento, neste caso, também envolve a Escola Estadual Dom Bosco, localizada na mesma região. Para tirar dúvidas da comunidade escolar e explicar como será essa etapa do redimensionamento, a Seduc realizou uma reunião na unidade nesta terça-feira (21.09).

Hoje, a Escola Heroclito Leôncio Monteiro possui 492 estudantes matriculados, sendo 241 nos anos iniciais do Ensino Fundamental e 251 nos anos finais do Ensino Fundamental.

A Escola Dom Bosco atende 639 alunos, sendo 291 nos anos iniciais do Ensino Fundamental e 348 nos anos finais.

Planejamento para 2022

Recebendo o prédio da Escola Heroclito, a partir de 2022, o planejamento da secretaria municipal de Educação é atender estudantes do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental e vai abrir matrículas para crianças de 4 e 5 anos.

Leia mais:  Governo deposita até 5,5 mil e paga 80% da folha de agosto nesta terça-feira (10.09)

Além dos 241 alunos dos anos iniciais que já estão na escola, vai receber os 291 da Escola Dom Bosco.

A Escola Dom Bosco continuará atendendo os 348 estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental e receberá os 251 dos anos finais da Heroclito.

Entenda o redimensionamento

O redimensionamento cumpre a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB – 9.394/96), que passou a ser estruturada por etapas e modalidades de ensino, englobando a Educação Infantil, o Ensino Fundamental obrigatório de nove anos e o Ensino Médio.

Trata-se da organização dos alunos que estão na mesma etapa/modalidade em uma única unidade escolar, otimizando, assim, o espaço existente, ampliando o número de vagas, buscando garantir o acesso à educação básica.

O reordenamento das estruturas físicas de educação inclui a cessão de uso de escolas aos municípios, transferência de alunos para outras unidades e entrega dos prédios alugados pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc). Nos casos da cessão aos municípios, o Governo dará todo suporte, inclusive financeiro, com as reformas necessárias.

Leia mais:  Trilhas do Parque da Serra Azul são reabertas ao público

Profissionais

O profissional pedagogo pode escolher se permanece na escola que for cedida ao município ou se quer ser atribuído para outra unidade da rede estadual. Vale destacar que o profissional que permanecer na unidade, o Estado fará um termo de cooperação com o município. Esse profissional não terá nenhum prejuízo em sua carreira, continua com o mesmo subsídio e pode participar dos processos seletivos da Seduc.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana