conecte-se conosco


Entretenimento

Musas abrem jogo sobre vício em fotos: “Chego a tirar 100 selfies por dia”

Publicado

O cotidiano das pessoas se encontra profundamente entrelaçado com as redes sociais, local onde o privado se torna público. Nesse contexto, os autorretratos, mais conhecidos como selfies , têm crescido de maneira notável com o passar do tempo, tal como a preocupação com a imagem. Profissões diretamente relacionadas à imagem como musas e blogueiras praticamente vivem de autorretratos, algo que passou a ser um vício.


Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais
Divulgação | CO Assessoria

Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais

Leia também: Viva as Mulheres! Musas falam o que pensam sobre o Dia Internacional da Mulher

Tendo em mente que essa necessidade insaciável de tirar fotos de si mesmas para postar nas redes sociais é considerado até como um transtorno, algumas musas se manifestaram sobre a presença da famosa selfie em suas vidas e como lidam com a imagem na internet.

Suzy Cortez


Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais
Ilona Brown | CO Assessoria

Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais

Campeã do concurso Miss Bumbum 2015, Suzy Cortez é uma das viciadas em tirar fotos de si mesma e postar nas redes. Sobre isso, a modelo declarou: “Chego a tirar 100 selfies por dia. Trabalho com fotografia, então sou muito exigente para escolher a selfie perfeita”. Suzy Cortez já foi capa de revistas como a edição portuguesa da Playboy , e será capa da Sexy ano que vem.

Leia mais:  Bloco inspirado em Rita Lee comemora cinco anos se expandindo no Carnaval de SP

Fabiana Britto


Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais
Divulgação | CO Assessoria

Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais

A modelo Fabiana Britto chegou a participar de um programa televisivo na Itália, intitulado “SelfieLaSfida”, no qual competiu contra outras mulheres para ver quem tirava a selfie mais criativa. Na ocasião, foi finalista. “Amo tirar fotos o tempo todo”, a musa não esconde o vício.

Débora Porto


Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais
Divulgação | CO Assessoria

Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais

Débora Porto é viciada em tirar fotos de si mesma, mas nem todas acabam nas redes sociais, levando em conta sua exigência para postar a imagem perfeita: “Eu curto uma foto bem posicionada e harmoniosa. A imagem é muito importante para mim, imagem é tudo!”.

Cida Alves


Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais
Patrick Brito | CO Assessoria

Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais

Diferente das outras garotas, Cida Alves não se considera uma viciada em tirar selfie. A sósia da humorista Tatá Werneck declarou que tira uma ou duas fotos, e seleciona apenas as melhores quando pretende postar em suas redes sociais. A modelo é bem exigente: “Coloco defeito em tudo”.

Leia mais:  Músicas com erros de português estão presentes entre os hits brasileiros

Dani Sperle


Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais
Divulgação | CO Assessoria

Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais

Dani Sperle também faz parte do time das garotas que não são viciadas em tirar fotos de si mesmas. A modelo não tem o costume de tirar tanta selfie assim, e é seletiva quando o assunto é postar uma foto: “Não posto qualquer coisa”.

Leia também: Dani Sperle, Ju Isen e musas revelam estratégias para corpo perfeito no verão

Nathy Kihara


Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais
Divulgação | CO Assessoria

Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais

Nathy Kihara não é tão fã de autorretratos. De acordo com a modelo, postar um ensaio já editado pelo fotógrafo é mais prático. “Confesso que gosto de gravar muitos story, sobre tudo o que eu faço”, declarou.

Jessica Lopes


Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais
Divulgação | CO Assessoria

Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais

Já no caso de Jessica Lopes, o vício em tirar selfie é um exercício de autocontrole: “Tento dividir nas postagens e em duas contas em perfis diferentes. Meu mundo pessoal e do artístico é difícil, um trabalho diário”.

Flávia Tamayo


Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais
Divulgação | CO Assessoria

Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais

Musa das Eleições, Flávia Tamayo também é viciada em tirar fotos de si mesma, e não abandona o hábito. De acordo com a modelo, a selfie “foi a melhor coisa já inventada pela humanidade”.

Pollyana Silva


Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais
Divulgação | CO Assessoria

Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais

Musa do Sertanejo, Pollyana Silva declarou que não fica um dia sem tirar uma foto nova, sendo uma verdadeira amante de selfie e entrando para o time das viciadas. 

Poliana Palad


Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais
Divulgação | CO Assessoria

Musas falam sobre o vício em tirar selfies e postar nas redes sociais

Leia também: Musas falam sobre assédio sofrido nas redes sociais

Outra integrante do time de musas viciadas em selfie é Poliana Palad, que já foi capa da edição italiana da revista Playboy . “Temos que nos exibir para os outros, mostrar que está tudo bem e que somos fortes, pois isso é o que somos”, a modelo declarou. 

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Nova série da MTV quer desconstruir jovens e abrir diálogo sobre gênero e drogas

Publicado

por

Na próxima segunda (21) estreia a série “Feras”, na MTV . Protagonizada por João Vítor Silva, a produção abraça as desventuras de Ciro, um rapaz que termina um relacionamento de longa data e quer se reintroduzir no mundo do amor em pleno século da tecnologia, da ideologia de  gênero, do empoderamento feminino e do hype do assédio.

Leia também: Série que mostra faceta empreendedora de Lindsay Lohan chega à MTV


João Vítor Silva interpreta Ciro na série
Reprodução / Instagram / Divulgação

João Vítor Silva interpreta Ciro na série “Feras” da MTV

Nos primeiros episódios da série da
MTV
, o personagem principal já se esquiva de rótulos como “preconceituoso” e “machista”, com intenção de demonstrar que é desconstruído. Sobre isso, João Vítor Silva declara que “todo homem hétero no mundo já esteve na pele de Ciro em algum momento” e acentua que “o machismo é uma coisa que está enraizada”, por isso, é importante manter-se alerta para não ofender os demais.

Leia também: MTV ensaia fazer com “De Férias com o Ex” o que a Band fez com “Masterchef”

Com 13 episódios garantidos em sua primeira temporada, a série, que é ambientada na noite paulistana, pode ser considerada uma jornada de autoconhecimento. Ao longo de suas aventuras, que envolvem drogas, sexo e libertinagem, Ciro se desconstrói para assim poder dar o devido respeito a todas as pessoas que formam a sociedade.

“Todo homem vai passar por esse processo (de desconstrução), se ainda não passou está travado, por que já deveria estar passando”, comenta o protagonista João Vítor.


João Vítor Silva
Divulgação

João Vítor Silva

O personagem por trás das câmeras

Sendo uma produção da emissora de músicas, que tradicionalmente não têm pudores para tratar de tabus, a série, pelo menos em seus capítulos iniciais, é carregada de liberdade artística.

Leia mais:  Prestes a passar a faixa, Vanessa Perez fala sobre concurso Musa do Brasil

Sobre os desafios de interpretar um personagem em uma produção tão livre, João Vítor explica: “O maior desafio é ser o protagonista, por que o meu personagem passa por todos os núcleos. Além disso, têm o fato de estar longe da família, da namorada e os desafios das cenas de sexo, que para mim não é um lugar confortável”.

O ator ainda explica que para evitar o “baque” nas cenas quentes, ele se reunia com o elenco para fazer leituras e criar algum tipo de intimidade. “Durante as cenas eu já estava mais confortável, não era chegar no set e ‘vai tira a roupa’”.


João Vítor Silva
Divulgação

João Vítor Silva

A mensagem de Ciro

Cheio de assuntos relevantes, o personagem principal da série, geralmente, carrega o fardo de levar uma mensagem aos telespectadores. Sobre isso, João Vítor disserta que as pessoas podem aprender muito com Ciro, principalmente, a vontade em ser uma pessoa melhor.

“Além dessa desconstrução, ele sempre é autocentrado, muito corajoso, um cara que se joga. Além disso, ele está inconformado, ele não quer ser machista. É uma palavra que ele odeia. Quando os homens entenderem o que é ser machista, acho que começaremos a ter uma mudança na sociedade. Muitas vezes, a necessidade de não ser machista faz com que eles tomem atitudes bizarras, como próprio Ciro tomou”.

Em continuidade ele acrescentou: “Precisa existir a vontade de entender o que é ser machista, os homens precisam saber como elogiar as mulheres e lidar com as mudanças de padrões”.

Leia mais:  Bruna Lombardi posa com look transparente e recebe elogios: “belíssima”

Durante seus romances, o personagem se vê encurralado ao não saber se relacionar amorosamente na era da internet. Sobre isso ser um alerta para os jovens, João Vítor não pestaneja: “Sem dúvida! Quando o Ciro se vê solteiro, ele não entende como as pessoas demonstram interesse com apenas uma curtida no Instagram. A mensagem é: ‘se joga, use a seu favor, mas saiba usar’”.


João Vítor Silva
Divulgação

João Vítor Silva

Os tabus em pauta na MTV

Sobre a produção abordar abertamente sexualidade e drogas, o protagonista da série ressalta a importância destes assuntos serem debatidos: “Já passou da hora,  sempre tivemos muitos produtos de, e para, jovens, no entanto, quando falamos com os jovens temos que falar de maneira que eles entendam. Não podemos fingir que as drogas e o gênero não estão aí. Quanto mais abrirmos o diálogo mais vamos conseguir entender os problemas e onde o sistema ou os pais estão errando”.

Em seguida, declama: “A internet está aí, todo mundo têm acesso a tudo. Quanto mais a gente mascara o assunto, do primeiro amor, da primeira transa, mais romantizamos o jovem em um lugar que ele não cabe mais”.

Além de produzir uma mensagem para o público, João Vítor também explica que Ciro foi um guia para ele: “Ele me fez pensar em lugar de fala, nas coisas que digo em uma roda de mulheres… o Ciro me ensinou que o mundo é livre e a gente tem que se jogar na liberdade, na vida, em conhecer a pessoa e realmente trocar uma ideia, não apenas trocar mensagens”.


João Vítor Silva interpreta Ciro na série
Divulgação

João Vítor Silva interpreta Ciro na série “Feras” da MTV

Leia também: Em celebração a “Nasce Uma Estrela”, Lady Gaga ganha especial na MTV

Com estreia marcada para a próxima segunda-feira (21), “ Feras ” irá ao ar às 23h00, na
MTV

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana