conecte-se conosco


Cidades

Mulheres se destacam no curso de Pintor de Obras do projeto Qualifica Cuiabá 300

Publicado

As mulheres estão conquistando cada vez mais espaço em áreas que antes eram predominantemente masculinas. O curso de pintor de obras, oferecido pela Prefeitura de Cuiabá, por meio do projeto Qualifica Cuiabá 300, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), teve metade das 60 inscrições feitas por mulheres.

As atividades são realizadas na Unidade do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), no bairro Tijucal. Com algumas desistências nas turmas, as mulheres ficaram em maior número no curso.

O principal diferencial da presença feminina no setor da Construção Civil é que elas são muito mais detalhistas e cuidadosas ao manusear um pincel, por exemplo. Quem garante isso é a aluna Sandra Martins, 56 anos. Segundo ela, quando soube do curso, correu para garantir a vaga por se identificar com a pintura. “A princípio, penso em realizar pequenas obras pessoais, alguns retoques em casa, mas se pintar um serviço estou pronta”, comentou.

Leia mais:  Niuan Ribeiro auxilia Paróquia Sagrada Família na regularização fundiária de suas comunidades

Sem perder a feminilidade, com muito estilo, unhas pintadas de vermelho, dona Locila Benedita da Silva, 57 anos, conta que está sendo uma experiência fantástica. “Estou amando o curso, nós mulheres temos tudo para despontar no ramo profissional, pois somos muito mais dedicadas, persistentes, mas sem perder o estilo”, comentou.

Gilsevan Teixeira dos Santos, professor do Senai no curso de Pintor de Obras reforça a estatística de que a presença da mulher nesse ramo de trabalho está aumentando a cada dia. De acordo com o professor e especialista no assunto, as mulheres estão sendo cada vez mais requisitadas que os homens para as atividades que exigem mais paciência e precisão, como o acabamento das obras, revestimentos de partes externas e a finalização dos detalhes. “Quando a preocupação maior é a estética, a ajuda da força feminina faz a diferença. Hoje, elas ocupam cada vez mais espaços profissionais que antes eram considerados masculinos”, destacou.

Na oportunidade, o professor explicou que as aulas são 99% práticas, onde os alunos colocam a mão na massa literalmente. Além disso, conta Gilsevan, por mais que seja um curso de pintor de obras, os alunos aprendem técnicas inovadoras. “Ensino os meus alunos a não serem mais um na área. O segredo é a inovação, tem que ter um diferencial para se destacar no mercado de trabalho”, frisou ele.

Leia mais:  Ministério da Saúde conclui repasse de R$ 100 mi e sacramenta compromisso de Pinheiro de entregar novo PS em dezembro

O projeto que tem como idealizadora a primeira-dama Márcia Pinheiro, sendo coordenado pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano (Smasdh) em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), tem como principal objetivo oferecer qualificação a população de baixa renda e com risco de vulnerabilidade.

As atividades estão sendo ministradas nos três turnos (manhã, tarde e noite), com uma média de 20 a 30 participantes em cada turma. Nessa 1ª etapa, serão capacitadas 611 pessoas com término previsto para o dia 13 de setembro. A 2ª etapa do projeto já está com as inscrições abertas e podem ser feitas em uma das 14 unidades dos Cras.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Procon-MT alerta consumidores que viajam neste carnaval

Publicado

por

O carnaval se aproxima e muita gente já está de malas prontas para aproveitar o feriado, seja em blocos, desfiles ou descansando. E como turista também é consumidor, o Procon-MT alerta para os direitos dos passageiros, seja em viagens de avião ou de ônibus.

De acordo com Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), as atividades turísticas relacionadas ao carnaval devem alcançar este ano o maior o volume de receitas desde 2015, chegando a R$ 8 bilhões – aumento real de 1% em relação a 2019.

Assim, se optou por viajar de avião, fique atento aos seus direitos no momento do embarque e em casos de alterações nos voos. O consumidor não é obrigado a contratar serviço opcional (seguro viagem, assento conforto, bagagem extra). Tais serviços devem ser ativamente selecionados pelo comprador e o custo apresentado separadamente.

Toda alteração feita pela empresa aérea (como horário do voo e itinerário) deve ser informada ao passageiro até 72 horas antes da data do voo original. Respeitando este prazo, a empresa pode alterar o horário em até 30 minutos para voos domésticos ou até 1 hora em voos internacionais, sem gerar qualquer obrigação à companhia.

Leia mais:  Pinheiro inaugura UBS Jockey Clube e beneficia famílias de 10 bairros da Regional Sul

No caso de o passageiro não ser informado das alterações antes de comparecer ao aeroporto, tomando conhecimento apenas no local, a companhia deve oferecer, além das alternativas de reembolso e de reacomodação:  execução do serviço por outro meio de transporte e assistência material, quando cabível.

As companhias aéreas permitem que o passageiro leve gratuitamente uma bagagem de mão em voos domésticos e internacionais. Mas essa bagagem deve ter no máximo 10 kg e respeitar as seguintes dimensões máximas: 55 cm x 35 cm x 25 cm. Em relação à bagagem despachada, a Resolução 400/2016 da Anac permite que as empresas vendam passagens sem franquia para malas de porão.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) oferece em sua página eletrônica um Guia Online com os direitos e deveres dos passageiros.

De ônibus

Para quem optou pelo ônibus, o Procon-MT lembra que a passagem tem validade de um ano, contado a partir da data da primeira emissão – de acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). De acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), esse direito independe de o bilhete estar com data e horário marcados.

É possível remarcar o bilhete adquirido para utilização na mesma linha, seção e sentido, dentro da validade de um ano, inclusive se o passageiro optar por serviço em veículo de categoria diversa do originalmente contratado – arcando com as diferenças dos valores de tarifa.

Leia mais:  Ministério da Saúde conclui repasse de R$ 100 mi e sacramenta compromisso de Pinheiro de entregar novo PS em dezembro

Também é permitido ao passageiro solicitar o reembolso em caso de desistência, observadas as regras para esta situação. Conforme o caso, a transportadora pode optar por reter até 5% da importância a ser restituída, desde que o passageiro manifeste-se com antecedência mínima de três horas em relação ao horário de partida.

Já em situação de atraso na partida por período superior a uma hora, ou em caso de preterição de embarque, o passageiro pode optar por: a) continuar a viagem em outra empresa que ofereça serviços equivalentes para o mesmo destino, às custas da transportadora; b) receber de imediato o valor do bilhete de passagem; ou c) continuar a viagem pela mesma transportadora;

Em relação às malas, o passageiro pode transportar, gratuitamente, até 30 kg de bagagem no bagageiro e cinco quilos no porta-embrulhos.

Confira essas outras orientações na página da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana