conecte-se conosco


Cidades

Mulher de 29 anos é executada com 5 tiros; 3 foram na cabeça

Publicado

A mulher que foi baleada na cabeça dentro de casa na segunda-feira (26), no bairro Parque Morumbi II, em Mirassol D’Oeste (300 km de Cuiabá), morreu na tarde de terça-feira (27), no Hospital Regional de Cáceres (225 km de Cuiabá). Sua casa foi invadida por dois homens e ela levou três tiros na cabeça.

A principal linha de investigação da Polícia Civil de Mirassol é de que Rosana Alcides Barbosa, de 29 anos, era do Comando Vermelho e teve algum tipo desentendimento com um líder da facção, que mandou matá-la.

Rosana estava em sua casa com outros dois amigos, uma mulher de 27 anos e um homem de 21, quando a casa foi arrombada. Dois bandidos entraram e renderam os amigos da vítima na cozinha. Um deles foi para a sala, onde ficou a sós com a mulher, e atirou cinco vezes contra ela. Três tiros foram na cabeça.

Ela recebeu os primeiros atendimentos no Hospital Samuel Greve e foi transferida ainda na segunda-feira para o Hospital Regional de Cáceres, por conta da gravidade dos ferimentos. Ela morreu na tarde de terça-feira.

Leia mais:  Caixa começa a pagar hoje abono salarial para nascidos em julho

A Polícia Civil segue investigando o caso.

Por: João Aguiar/repórterMT

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Cinco pessoas são presas por crimes eleitorais em Cuiabá

Publicado

Cinco pessoas foram presas até às 13 horas deste domingo (29) por crimes eleitorais durante o 2º turno em Cuiabá. Além desses casos, o vereador Marcrean dos Santos (PP) esteve envolvido em uma das ocorrências, mas fugiu do flagrante, segundo informou o juiz auxiliar do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Lídio Modesto.

 

De acordo com o segundo boletim do TRE a primeira ocorrência foi na Escola Municipal Orlando Nigro, no bairro Pedregal, quando o vereador foi flagrado transportando um idoso para a zona eleitoral. Houve tumulto, o idoso foi preso e Marcrean fugiu do local. No entanto, foi registrado boletim de ocorrência contra o parlamentar, que irá responder pelo crime.

Outro caso de boca de urna foi registrado na Joaquina Cerqueira Caldas, no bairro Poção. Uma pessoa foi flagrada com 116 santinho dentro de um carro em frente à unidade escolar.

 

A terceira situação foi no bairro 8 de Abril, onde uma mulher foi presa por supostamente estar pedindo votos para eleitores que passavam. Ela negou o crime e disse que estava apenas conversando com o genro.

Leia mais:  Caixa começa a pagar hoje abono salarial para nascidos em julho

 

Também foi preso um homem na Escola Municipal Quintino Pereiro de Freitas, no bairro Canjica, por estar abordando pessoas para falar sobre votos. Após ser alertado da irregularidade do ato, ele causou tumulto na sessão eleitoral e acabou detido.

 

O último caso divulgado no boletim eleitoral foi do transporte ilegal de eleitores na Escola Municipal Maria Tomichi Ribeiro da Silva, no Ribeirão do Lipa, com um homem preso.

 

Todos os detidos foram encaminhados para o “Cadeião” na sede do TRE. Os caso serão julgados pelo juiz eleitoral Otávio Vinícius Peixoto. Além do magistrado, estão de plantão no Cadeião um delegado da Polícia Federal. Um membro do Ministério Público Eleitoral e um defensor público eleitoral.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana