conecte-se conosco


Política

Mudança de modal é soberba e arrogante, reforça Emanuel

Publicado

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) participa nesta tarde de quinta-feira (4) da audiência pública realizada na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL) para discutir a mudança do modal de transporte público a ser instalado entre Cuiabá e Várzea Grande, de VLT para BRT.

 

Emanuel disse que irá exigir que a população cuiabana seja ouvida e afirmou que a postura do governo Estado em tomar a decisão de forma unilateral sobre o assunto é “autossuficiente, soberba e arrogante”.

“A postura que sempre predominou, uma postura autossuficente, soberba e arrogante. Exijo que os cuiabanos sejam ouvidos e que participem do poder de decisão. Se eles querem o VLT como estabelecido ou se autorizam começar o estudo de modal para o BRT”, disparou à imprensa.

Segundo Emanuel, as cidades que estão envolvidas no processo de implementação do modal precisam ser ouvidas e que as decisões sejam compartilhadas com os demais gestores.

“Nesse momento não é a discussão BRT ou VLT. Cuiabá tem que ser ouvida, as cidades tem que ser ouvidas, tem que comparecer com poder decisório do modal que será estabelecido para a cidade. Isso está na Lei do Estatuto da Cidade e da Região Metropolitana, Está lei exige que as decisão de ações como essas sejam compartilhadas entre o estado e os municípios envolvidos”, explanou.

Leia mais:  Comissão de Saúde da ALMT realiza visita técnica ao HGU nesta quarta-feira (4)

“A discussão que eu trago hoje é: querem mudar? O modal já estava escolhido, com o projeto completo e financiamento aprovado e mais de R$1 bilhão investido. É um direito? É? Mas, tem que haver um consenso. Não há legitimidade de uma parte só, o estado de Mato Grosso de forma isolada tomar a decisão sozinho de uma obra dessa natureza”, emendou o prefeito.

Ao ser questionado sobre ter sido convidado a participar de reuniões com o governo do Estado para discussão do modal, o emedebista afirmou que foi apenas comunicado da decisão do governador Mauro Mendes (DEM) e que não irá dar aval para a obra sem o projeto do BRT.

“Essa reunião que o Stopa foi me representando, foi uma reunião para comunicar que o estado mudou para o BRT. Não foi uma discussão de grupo de trabalho para decidir se mantinha o VLT ou não, nem projeto do BRT tem, como que pode dizer que é o melhor? Então me convençam, mostre para eu o prefeito, que a Câmara Municipal seja ouvida, a sociedade civil organizada. Vamos assinar juntos, como assinaram no passado. Então não há menor possibilidade de decidir sem o município dar o a aval”.

Leia mais:  Sem as medidas de isolamento, estaríamos com até 1,4 mil casos', afirma Emanuel

Pinheiro ainda confirmou que o Ministério dos Transportes ainda não foi comunicado sobre a mudança e que para eles ainda será implantado o Veículo Leve Sob Trilhos.

“Realmente é um fato, em Brasília, para o Ministério dos Transportes, Caixa Econômica, MDR [Ministério do Desenvolvimento Regional], o modal é VLT. Eles estão vendo mais como uma decisão política ou uma vontade do governador de mudar, eles estão esperando chegar o processe até para tomar uma decisão”, revelou.

Vitória Lopes e Noelisa Andreola

[email protected]

Comentários Facebook
publicidade

Política

Deputado Silvio Favero (PSL) é internado dos 24 parlamentares 15 já contraíram a Covid-19

Publicado

O deputado estadual Silvio Favero (PSL) está internado num leito de enfermaria de um hospital particular de Lucas do Rio Verde (354 km de Cuiabá), infectado pela Covid-19.

Em junho de 2020, ele chegou a admitir que a esposa havia testado positivo para doença, mas ele não teria sido infectado. Publicamente, até então, Fávero nunca admitiu ter contraído a doença e inclusive, apresentou um projeto de lei na Assembleia Legislativa, no final do ano passado, para desobrigar a população mato-grossense de ser imunizada contra a Covid.

A assessoria do deputado confirmou a internação do parlamentar. “Com quadro estável, o parlamentar segue internado nesta sexta-feira (5) na unidade hospitalar da sua cidade, para melhorar as condições respiratórias, que estão, em parte, comprometidas pela doença”, diz a nota.

Segundo informações, Silvio Fávero cumpria isolamento em casa, mas seu quadro de saúde se agravou e ele foi internado na tarde desta quinta-feira (4)  para receber cuidados médicos contínuos na unidade hospitalar. Ainda não há informação sobre possível comprometimento de parte dos pulmões do parlamentar.

No Legislativo Estadual, dos 24 parlamentares 15 já contraíram a Covid-19, sendo eles: Eduardo Botelho (DEM), Valmir Moretto (PRB), Max Russi (PSB), Wilson Santos (PSDB), Paulo Araújo (PP), Thiago Silva (MDB), Allan Kardec (PDT), Faissal Calil (PV), Elizeu Nascimento (PSL), Dilmar Dal’Bosco (DEM), Nininho (PSD), Carlos Avalone (PSDB), Dr. João (MDB) e Valdir Barranco (PT).

Leia mais:  Bolsonaro conversa com primeiro-ministro do Reino Unido

Dentre todos eles, a situação mais grave é do do deputado Valdir Barranco que permaneceu alguns dias intubado na UTI de um hospital particular de Cuiabá até ser transferido, no dia 21 de fevereiro,  numa UTI aérea para São Paulo. Por lá, ele continua intubado e sendo tratado no Instituto do Coração (Incor), hospital público universitário de alta complexidade que também atende pacientes por meio de convênios e particular.

Diante da grande quantidade de servidores infectados pela Covid-19, a Assembleia Legislativa suspendeu os trabalhos presenciais na noite do dia 23 de fevereiro com previsão de durar pelo menos duas semanas. A iniciativa partiu do presidente da Casa, Max Russi (PSB). Até o final do mês passado, o deputado Paulo Araújo, reinfectado pela Covid-19, estava internado se tratando da doença. Contudo, já se curou pela segunda vez e recebeu alta hospitalar.

No caso de Silvio Fávero, ao apresentar projeto de lei para não permitir que a vacinação contra a Covid-19 seja obrigatória em Mato Grosso, ele argumentou que o objetivo da lei é assegurar o direito de o cidadão mato-grossense escolher ou não pela sua vacinação, além de estabelecer que o direito de escolha pela vacinação é individual. Esse projeto ainda não entrou em pauta de votação no plenário da Casa de Leis.

Leia mais:  Mega da Virada: 4 apostadores acertaram as 6 dezenas, um e de MT

Nota da assessoria de Sílvio Fávero:

O deputado estadual Silvio Fávero está internado, desde ontem (04), no Hospital São Lucas, no município de Lucas do Rio Verde, para tratar da detectada infecção do novo coronavírus (COVID-19). 

Com quadro estável, o parlamentar segue internado nesta sexta-feira (5) na unidade hospitalar da sua cidade, para melhorar as condições respiratórias, que estão, em parte, comprometidas pela doença.

No ano de 2020, familiares de Silvio Fávero registraram casos de COVID-19, sem gravidade. À época, mesmo com diversos exames, a doença não atingiu o parlamentar, portanto se trata de quadro de infecção. 

Consciente e com quadro estável, Silvio Fávero, desde já, agradece o apoio incondicional de familiares e amigos e tranquiliza a todos de que, com Deus na frente de todas as suas ações, em breve estará recuperado! 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana