conecte-se conosco


Mato Grosso

MTI disponibiliza serviços da SES no aplicativo MT Cidadão

Publicado

Com o papel de provedora de soluções de TI aos órgãos da Administração Pública Estadual, a Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação – MTI realizou mais um serviço, em parceria com a Secretária de Estado de Saúde (SES), oferecendo soluções ao cidadão usuário da Assistência Farmacêutica Estadual e ao profissional de saúde, de maneira assertiva, transparente e ágil.

Por meio do aplicativo MT Cidadão, a população pode verificar a existência do medicamento prescrito pelo profissional de saúde na relação de medicamentos distribuídos de forma gratuita; também pode ver a relação de documentos exigidos para a obter o medicamento de acordo com a patologia quando de responsabilidade do Estado; e identificar a competência para o fornecimento do medicamento (esfera da administração pública).

Com essa atualização no serviço, o profissional da Saúde também pode obter as informações atualizadas referentes aos protocolos estabelecidos por patologia para que o paciente possa ter direito à retirada dos medicamentos de forma gratuita na Farmácia de Componente Especializado, além de orientar o paciente corretamente com as informações atualizadas de como obter o medicamento.

Leia mais:  Procon Estadual atende das 08h às 17h30 na Arena Pantanal

A equipe da MTI atua no sentido de desenvolver o Governo Digital do Estado de Mato Grosso. A expectativa da ação é de atingir mais de 20 mil usuários da farmácia com os serviços. 

MT CIDADÃO

Atualmente, o MT Cidadão disponibiliza serviços gratuitos para a população do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), Secretaria de Estado de Meio Ambiente(Sema), Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos (Ager), Instituto de Defesa Agropecuária (Indea), Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), Superintendência da Imprensa Oficial do Estado de Mato Grosso (Iomat), Secretaria de Estado de Saúde (SES), MT Saúde, Ouvidoria e Maps. 

Alguns dos objetivos do aplicativo são: disponibilizar serviços públicos eletrônicos a todos os cidadãos sem restrição de tempo e local, sempre quando este último ofertar acesso à internet; disponibilizar serviços públicos eletrônicos com qualidade; aAcelerar e desburocratizar a prestação de serviços públicos do Executivo Estadual; promover a democratização de acesso a serviços públicos; prover transparência quanto aos órgãos da administração pública e seus respectivos serviços passíveis de serem disponibilizados em plataforma digital; promover a democratização para resgate da cidadania.

Leia mais:  MT Hemocentro divulga calendário de fevereiro para campanhas de doação de sangue

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Estudantes da Escola Técnica de Lucas do Rio Verde criam projeto para descarte de resíduos sólidos

Publicado

por

Nas últimas décadas, os resíduos de construção e de demolição estão se tornando um dos principais agentes para a poluição ambiental. Pensado nisso, os estudantes do curso técnico em Edificações da Escola Técnica de Lucas do Rio Verde estão desenvolvendo um projeto de separação e destinação correta dos resíduos sólidos da construção civil.

A professora responsável pela disciplina Gestão de Resíduos, Fernanda Rosa explica que o projeto promove a prevenção qualitativa, com a escolha de materiais duráveis ou que possibilitem seu reaproveitamento ou reciclagem. Além disso, ela orienta as empresas para a mudança de hábitos e atitudes diante dos problemas ambientais, estimulando a busca por soluções. “Achamos viável fazer um projeto que oferecesse soluções para o problema dos resíduos sólidos gerados pela construção civil”, afirma.

O projeto começou em fevereiro deste ano e funciona duas vezes por semana. “São pequenas ações que podem fazer a diferença para o nosso planeta”, lembra o aluno Jonilson Dias.

Fernanda conta que os alunos estão construindo maquetes em sala de aula, colocando em prática o que aprendem na teoria. “Diante deste cenário, a viabilização da reciclagem dos resíduos sólidos é imprescindível. A coleta seletiva é um processo que envolve mudança de valores e atitudes, e que, para dar certo, precisa que o cidadão e as empresas estejam conscientes de sua importância”.

Leia mais:  Demonstração de Métodos ensina agricultores a prevenir doenças no rebanho leiteiro

De acordo com ela, o produto reciclado não pode ser usado na estrutura de prédios, mas são perfeitos para casas, pisos, ruas e estradas: “Tudo o que eu posso fazer com material natural eu posso fazer com material reciclado desde que ele seja devidamente trabalhado, estudado para que a gente faça uma dosagem perfeita pra que esse uso seja semelhante”.

O diretor da Escola Técnica, José Mainardi explica que os trabalhos relacionados à preservação do meio ambiente são de suma importância para educar as novas gerações sobre a necessidade do cuidado com o planeta. “Nossa intenção é formar multiplicadores. Eles aprendem e repassam para os outros profissionais. A intenção é que esse público acabe com velhas práticas, que terminam por danificar o meio ambiente”.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Resíduos da Construção Civil (Abrecon), o Brasil tem 310 usinas de reciclagem. Há espaço para muito mais. “Somente 36% dos municípios têm um plano efetivo, tem previsto o uso preferencial do agregado, esse é um dos grandes gargalos que a usina tem”, diz Hewerton Bartoli, presidente da Abrecon.

Leia mais:  Caminhão tanque roubado é localizado pela PM quando fazia transferência do combustível

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana