conecte-se conosco


Cidades

MT zera lista de cidades com risco alto para Covid-19

Publicado

Por G1 MT

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgou nesta segunda-feira (14) que o estado zerou a lista de cidades com risco alto ou muito alto para contaminação da Covid-19.

Há dois meses, no dia 13 de julho, o estado tinha 47 municípios em classificação de risco em nível ‘alto’ e 16 em nível ‘muito alto’. Nesta segunda-feira (14), nenhum município está em uma dessas categorias.

Segundo a SES, atualmente, 17 municípios do estado configuram na classificação com risco moderado para o novo coronavírus: Cuiabá, Rondonópolis, Cáceres, Lucas do Rio Verde, Sorriso, Várzea Grande, Primavera do Leste , Barra do Garças, Tangará da Serra, Sapezal, Campo Novo do Parecis, Paranatinga, Mirassol D’Oeste, Querência, Diamantino, Luciara e Nova Brasilândia.

As demais 124 cidades estão na classificação de risco baixo, indicado pela cor verde e não apresentam grandes riscos de contaminação.

Leia mais:  Cerca de 20 mil pessoas são aguardadas em dois dias de apresentação de cantata de Natal em Cuiabá

O sistema de classificação que indica o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades.

Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana e os resultados são divulgados nos Boletins informativos da SES.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Vereador de VG tem 50% dos pulmões comprometidos

Publicado

Licenciado da Câmara de Várzea Grande desde o dia 30 de março deste ano para atuar na linha de frente contra o coronavírus, o médico Miguel Angel Claros Paz, conhecido como Dr. Miguel, e vereador pelo PSDB, foi infectado pela Covid-19 e está com 50% dos pulmões comprometidos. Aos 58 anos, ele é considerado integrante do grupo de risco que pode ter complicações com a doença por ser obeso e sedentário, mas garante que está bem, na medida do possível e segue em tratamento domiciliar. Também não pretende buscar uma unidade de saúde, apesar da insistência dos familiares.

O médico e vereador explicou que iniciou o tratamento com medicamentos no dia 10 deste mês quando sentiu os primeiros sintomas da Covid-19. Inicialmente, sentiu um cansaço, averiguou que sua saturação do oxigênio estava em 82% e já entrou em repouso.  Ao verificar novamente a saturação percebeu que subiu para 85% e teve a certeza que estava infectado pelo novo coronavírus.

Comentários Facebook
Leia mais:  Novos servidores participam de seminário sobre o SUS e começam a trabalhar nesta sexta-feira (20)
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana