conecte-se conosco


Mato Grosso

MT participa da Feira Nacional de Artesanato que homenageia artesã local

Publicado

Em mais uma ação promocional do artesanato mato-grossense, a secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec), por meio da Coordenadoria de Artesanato, leva o que o estado tem de melhor em artes manuais para a Feira Nacional de Artesanato entre os dias 04 e 09 deste mês, em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Considerada uma das maiores feiras da América Latina, o evento chega à 29ª edição com a maior diversidade de produtos que o Brasil possui. Mato Grosso estará presente com um estande que beneficia cerca de 40 artesãos e 10 municípios de maneira direta e indireta, a partir do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB) do governo federal.

A coordenadora de Artesanato da Sedec, Lourdes Sampaio, explica que o perfil da feira exige que seja feita uma boa seleção das peças anteriormente, pois o público consumidor busca exclusividade e, ao mesmo tempo, quer peças que retratem a regionalidade. “Para o cliente é mais difícil ir até Mato Grosso, então, trazemos até ele o que dificilmente encontraria em outros lugares, além disso, temos o cuidado de levar artefatos que reforcem a nossa identidade cultural”.

Leia mais:  Sema lança etapa de estudos para parcerias público-privadas em unidades de conservação

Com um histórico de 10 anos de participação nesta Feira, chegou a vez de Mato Grosso ganhar mais destaque.

A Feira Nacional do Artesanato este ano homenageia trinta e sete artesãos e artistas brasileiros indicados pelas coordenações estaduais do PAB, entre eles, uma representante de MT, a mestra Lucinei António Pereira que terá um espaço exclusivo dentro do evento para divulgar o seu trabalho.

Representante de Limpo Grande, em Várzea Grande, a artesã contabiliza 40 anos dedicados a arte da tecelagem e também leciona para alunas na Casa de Artes do município.

“Quando soube que seria uma das homenageadas fiquei muito feliz pelo reconhecimento. Meu ofício é fazer redes bordadas com toda a beleza dos animais do Pantanal, como araras, tucanos, beija-flores, tuiuiús, dentre outros. Mas também tenho outra paixão que é ensinar o que aprendi com a minha mãe aos 12 anos. Hoje tenho diversas alunas, a maioria mulheres mais maduras, entre elas, uma de 81 anos que me enche de orgulho porque sei que a tradição vai sobrevivendo ”.

Leia mais:  Com decreto, meta de contenção atinge desde gastos com energia até cafezinho

Além da exposição artística de cada Estado, a Feira promove oficinas, shows, seminários e workshops.  

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Servidor é preso por roubar pneus novos utilizados em caminhões e retroescavadeiras

Publicado

Foram desviados pelo menos 12 pneus novos utilizados em caminhões e retroescavadeiras, causando um prejuízo de aproximadamente R$ 35 mil.

Um servidor público suspeito de desviar pneus de veículos da prefeitura de Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá, prestou esclarecimentos na delegacia do município. Segundo a Polícia Civil, ele deve responder pelo crime de peculato.

As investigações começaram no dia 22 de março, quando o prefeito Adilson Gonçalves de Macedo registrou um boletim de ocorrência denunciando o suposto desvio.

O delegado Wilyney Santana Borges disse que várias buscas foram realizadas, até que o suspeito acabou confessando o crime. Em depoimento, ele contou que os pneus foram repassados para um comerciante como parte do pagamento na aquisição de um carro dele de luxo.

Os pneus desviados eram de veículos da Secretaria Municipal de Urbanismo.

De acordo com a polícia, nas investigações, foi apurado que pneus adquiridos para serem utilizados nas automóveis da secretaria foram desviados nos meses de novembro e dezembro de 2020, por um servidor  que exercia funções no setor de frotas da Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

Leia mais:  UTI aérea vai gerar economia anual de R$ 10 milhões ao Estado

Segundo o delegado, os indícios apontados no inquérito indicam que foi possível constatar o desvio de pelo menos 12 pneus novos utilizados em caminhões e retroescavadeiras, causando um prejuízo de aproximadamente R$ 35 mil.

A Polícia Civil informou que o investigado pela venda dos pneus deverá responder ação penal pelo crime de peculato, vez que na época dos desvios, exercia o cargo de funcionário público. Já o comerciante que recebeu os pneus desviados, em troca de pagamento, responderá pelo crime de receptação.

A delegacia de Barra do Garças continua as investigações para saber se havia a conivência ou participação de outros servidores municipais, envolvidos no caso dos pneus desviados.

Por G1 MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana