conecte-se conosco


Cidades

MT, 59 pacientes com Covid aguardam vaga na UTI; 45 entram na Justiça

Publicado

Com o colapso no sistema estadual de saúde, ao menos 59 pacientes diagnosticados com o novo coronavírus disputam um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em Mato Grosso. Com isso, em cinco dias o Tribunal de Justiça recebeu 45 pedidos de liminar de pessoas que estão na fila por uma vaga nos hospitais públicos.

De acordo com o boletim divulgado pela Secretária Estadual de Saúde nesta segunda-feira (29), a taxa de ocupação já chega em 90,4% para UTIs e em 42,1% para enfermarias. Apesar do Executivo afirmar dispor de aproximadamente 10% das vagas, pessoas que contraíram a Covid-19 enfrentam dificuldades para conseguir um leito.

Além disso, faltam medicamentos, suprimentos e profissionais da área médica para atender a demanda de infectados, que sobe drasticamente a cada dia.

Desesperada, Juceline Basto da Silva, tenta uma vaga para o pai de 64 anos, que está internado e faz parte do grupo de risco. “É um pedido de socorro para todos que puderem nos ajudar, precisamos conseguir essa UTI para o meu pai”, apelou.

Em junho, Mato Grosso se tornou o epicentro da pandemia na região Centro-Oeste. Até agora, já são 15.328 casos confirmados e 590 vidas perdidas para a doença. Entre os óbitos, estão vítimas que não conseguiram atendimento nas unidades de saúde.

Leia mais:  Sugestão de Pauta – Prefeitura entrega casa para vítimas de violência doméstica totalmente reformada

O médico Cesar Androlage enfatizou a situação caótica. “É desesperador querer fazer algo e não poder. Se você salva uma vida, tem três, quatro, pacientes na fila para você admitir”, lamenta.

Neste semana, a Prefeitura de Cuiabá afirmou que conta com 20 respiradores instalados no Hospital de Referência à Covid-19 (antigo Pronto Socorro), no entanto, aguarda a chegada de bombas de infusão, que tenta adquirir há quase um mês para abertura de novos leitos.

Em Várzea Grande, o Governo do Estado promete a abertura de 30 novos leitos no Hospital Metropolitano até quinta-feira (2).

Com o colapso no sistema estadual de saúde, ao menos 59 pacientes diagnosticados com o novo coronavírus disputam um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em Mato Grosso. Com isso, em cinco dias o Tribunal de Justiça recebeu 45 pedidos de liminar de pessoas que estão na fila por uma vaga nos hospitais públicos.

De acordo com o boletim divulgado pela Secretária Estadual de Saúde nesta segunda-feira (29), a taxa de ocupação já chega em 90,4% para UTIs e em 42,1% para enfermarias. Apesar do Executivo afirmar dispor de aproximadamente 10% das vagas, pessoas que contraíram a Covid-19 enfrentam dificuldades para conseguir um leito.

Leia mais:  Relatório aponta melhora no tempo de respostas das demandas da Ouvidoria Geral

Além disso, faltam medicamentos, suprimentos e profissionais da área médica para atender a demanda de infectados, que sobe drasticamente a cada dia.

Desesperada, Juceline Basto da Silva, tenta uma vaga para o pai de 64 anos, que está internado e faz parte do grupo de risco. “É um pedido de socorro para todos que puderem nos ajudar, precisamos conseguir essa UTI para o meu pai”, apelou.

Em junho, Mato Grosso se tornou o epicentro da pandemia na região Centro-Oeste. Até agora, já são 15.328 casos confirmados e 590 vidas perdidas para a doença. Entre os óbitos, estão vítimas que não conseguiram atendimento nas unidades de saúde.

O médico Cesar Androlage enfatizou a situação caótica. “É desesperador querer fazer algo e não poder. Se você salva uma vida, tem três, quatro, pacientes na fila para você admitir”, lamenta.

Neste semana, a Prefeitura de Cuiabá afirmou que conta com 20 respiradores instalados no Hospital de Referência à Covid-19 (antigo Pronto Socorro), no entanto, aguarda a chegada de bombas de infusão, que tenta adquirir há quase um mês para abertura de novos leitos.

Em Várzea Grande, o Governo do Estado promete a abertura de 30 novos leitos no Hospital Metropolitano até quinta-feira (2).

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

MT Hemocentro necessita com urgência de três tipos de sangue

Publicado

por

O MT Hemocentro necessita com urgência de doação de sangue dos tipos O Positivo, O Negativo e A Negativo, para repor estoque que se encontra em situação critica.

A doação de sangue pode ser agendada a partir de segunda-feira,(13.07). O telefone para informações e para agendamento de doação é (65) 3623-0044 (Ramal 221 e 222) e Whatsapp (65) 98433-0624. Também é possível agendar a doação pela internet, clicando AQUI.

A sede do MT-Hemocentro está localizada na Rua 13 de junho, n° 1.055, Cuiabá, Centro Sul. O funcionamento da unidade ocorre de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30

Comentários Facebook
Leia mais:  Regional Sul recebe ‘Pré-conferências Regionais’ esta semana
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana