conecte-se conosco


Cidades

MP pede que polícia apure festas clandestinas em Chapada dos Guimarães (MT) durante pandemia

Publicado

Por G1 MT

Organizadores de festas clandestinas em Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá, durante a pandemia da Covid-19, devem ser alvos de investigação após pedido da 1ª Promotoria de Justiça de Cível do município à Polícia Civil.

De acordo com o Ministério Público Estadual (MPE), o inquérito deve apurar quem são os organizadores da festa ‘MegaFunk Sabadeira’, prevista para acontecer no próximo sábado (2), em Chapada dos Guimarães.

O MP informou que também pretende identificar os responsáveis pelas atrações ‘Parati do Miguel, Golf Bate Forte do Ricardo e Gol do GE’, citadas em posts que estão circulando nas redes sociais.

G1 não conseguiu contato com os organizadores das festas citadas.

No pedido de investigação, a Promotoria de Justiça destaca que, em razão da situação emergencial decorrente da pandemia, as festas, inclusive particulares, estão proibidas, conforme os atuais decretos estadual e municipal de prevenção ao novo coronavírus.

Leia mais:  Futebol terá lugar de destaque na programação dos 300 Anos de Cuiabá

De acordo com o Ministério Público, as pessoas que estão promovendo esses eventos devem ser responsabilizadas.

O órgão informou ainda que existem indícios de contaminação pelo novo coronavírus nessas festas clandestinas, ocorridas em Chapada dos Guimarães, entre março e abril deste ano.

No entanto, por se tratar de informações sigilosas, a Promotoria de Justiça não divulgou o nome de eventuais vítimas.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), informou em boletim divulgado nessa terça-feira (28), que Chapada dos Guimarães não registrou nenhum caso da doença. No entanto, em municípios vizinhos, como Cuiabá, concentram o maior número de casos da Covid-19.

A capital registra 127 casos confirmados. Em todo o estado, são 263 confirmações da doença e 11 mortes.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Assistência Social recebe 500 cestas básicas da Aprosoja para doação a famílias cadastradas nos Cras

Publicado

A contribuição soma com os outros trabalhos desenvolvidos pelo Município, visando amenizar os impactos da Covid-19

A Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência recebeu a doação de 500 cestas básicas na tarde desta quarta-feira (05). Desta vez, os mantimentos vieram da ajuda solidária da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja-MT) e faz parte do Programa Agrosolidário, que veio para complementar e amenizar a situação da crise social e econômica provocada pela pandemia da Covid-19 no Brasil. Mais de duas mil cestas já foram entregues pela iniciativa.

As cestas básicas, compostas por alimentos não perecíveis, produtos de limpeza e de higiene pessoal serão distribuídas conforme demandas apresentadas pelas unidades dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

“Essa doação veio para somar com os nossos trabalhos, que têm como foco principal as famílias em situação de vulnerabilidade social. Serão mais 500 famílias beneficiadas e atendidas nesse momento de enfrentamento a pandemia do novo coronavírus”, disse a secretária-adjunta de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, Clausi Barbosa.

Leia mais:  Adevair Cabral homenageia 58 pessoas com moções de aplausos na Câmara

Para o diretor administrativo da Aprosoja, Lucas Beber, essas ajudas que estão sendo realizadas às famílias carentes não só da Capital como de todo Estado foi a forma de retribuir e mostrar para qual missão a Associação foi criada em Mato Grosso. “Nós, da Aprosoja, gostaríamos muito de ajudar as famílias que foram atingidas pela Covid-19 e, por sermos uma associação de produtores de soja e milho, pensamos em doar alimentos. E o sentimento é de gratidão, de saber que essas famílias terão um pouco amenizada essa situação que o mundo está vivendo”, complementa Lucas.

“Esperamos que mais parcerias como essa da Aprosoja sejam efetivadas. Quanto mais doações mais famílias poderão ser assistidas”, concluiu Clausi.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana