conecte-se conosco


Entretenimento

Motorista e youtuber! Um ano depois, como estão os participantes do “BBB 18”

Publicado

Ana Paula, Breno, Caruso, Diego, Gleici, Jaqueline, Jéssica, Kaysar, Lucas, Mahmoud, Mara, Nayara, Patrícia, Paula, Viegas, Wagner e Família Lima formaram o time dos participantes “BBB 18”, reality show da Globo . Juntos, eles se divertiram, jogaram, brigaram, polemizaram e, é claro, causaram. Agora, depois de um ano, muitos ainda são lembrados, mas outros caíram no esquecimento e ainda sim quando aparecem são lembrados como ex-brothers.

Leia também: Muitos vilões? “BBB 18” tem muitos participantes com alto índice de rejeição


Todos os participantes do
Reprodução/ Instagram

Todos os participantes do “BBB 18”

O tempo passou e muita coisa mudou na vida dos participantes do ” BBB 18 “. Pensando nisso, o iG Gent e fez uma radiografia dos ex-confinados para mostrar o que aconteceu na vida deles após um ano do programa; veja:

Leia também: “Levanta a cabeça princesa”: confira as frases mais marcantes do “BBB 18”

Ana Paula


Ana Paula, ex-
Reprodução/ Instagram

Ana Paula, ex-“BBB 18”

Ana Paula, conhecida como a bruxinha da edição, foi a terceira eliminada e desde então passou a repercutir com suas notícias fora da casa. Logo após deixar o programa, ela disse ter sofrido ataques nas redes sociais e decidiu se afastar por um tempo. No entanto, quando voltou não parou mais. Hoje colecionando mais de 500 mil seguidores no Instagram, ela tem um feed recheado de belos cliques e dentro desse um ano após reality protagonizou alguns ensaios fotográficos, apostou na carreira de youtuber e investiu na área artística.

Além do lado profissional, o amoroso também veio à tona e em junho ela assumiu o relacionamento com o chef de cozinha Rodrigo Marquezelli, de 41 anos, que além de tudo é sobrinho do deputado federal Nelson Marquezelli, do PTB-SP.

Breno


Breno, ex-
Reprodução/ Instagram

Breno, ex-“BBB 18”

Breno causou como o garanhão da casa ao ficar com Jaqueline, Ana Clara e Paula, mas surpreendeu a todos ao manter o relacionamento firme e forte com Paula após o reality show e juntos eles fazem o típico casal propaganda. Com sorte no amor e azar no jogo, o arquiteto está arrasando nas redes sociais e coleciona mais de 1,5 milhão de seguidores.


Breno e Paula
Reprodução/ Instagram

Breno e Paula

A vida como ex-brother está rendendo visibilidade a ele, que está fazendo diversos trabalhos como modelo, conquistou alguns contratos publicitários, além de marcar presença em eventos. No entanto, nem só de trabalho ele vive, pois o que ele deixa claro em suas redes sociais é o seu amor por viagens e está desbravando pelas paisagens brasileiras ao lado da amada.

Caruso


Caruso, ex-
Reprodução/ Instagram

Caruso, ex-“BBB 18”

Publicitário, o polêmico Caruso segue atuando em sua área, além de, é claro, colher frutos da fama de ex-BBB. O barbudo faz alguns trabalhos como garoto propaganda e tem aproveitado a popularidade nas redes sociais para comparecer a lugares refinados e com nomes famosos como Cleo e Kevinho, por exemplo.

Diego


Diego, ex-
Reprodução/ Instagram

Diego, ex-“BBB 18”

Visto como um dos vilões da casa, Diego não mantém intacto o posto de ex-BBB, longe dos holofotes, ele segue nas suas áreas de formação como escritor, filósofo e psicoterapeuta, compartilhando com seus seguidores no Instagram algumas pípulas dos conteúdos e até faz sorteios de seus exemplares para o público, com quem ele tenta manter contato frequente.

Gleici


Gleici,  campeã do
Reprodução/ Instagram

Gleici, campeã do “BBB 18”

A grande vencedora da edição, Gleici, mostrou que é possível ter sorte no jogo e no amor ao mesmo tempo, assim, além de levar o prêmio milionário da Globo, ela também garantiu o amor do então colega de confinamento Wagner. Com a grana recebida, ela mudou o visual e os looks, apostando em peças mais sofisticadas sem perder sua essência e o ar despojado. A acreana também aproveitou para agradar a mãe com um presentão: uma casa novinha no Acre, seu estado de origem.

Leia mais:  “É incrivelmente emocional”, diz produtor sobre último ano de “Game of Thrones”

Gleici e Wagner mantém o relacionamento após o
Reprodução/ Instagram

Gleici e Wagner mantém o relacionamento após o “BBB 18”

Com alguns contratos publicitários e seis milhões de seguidores no Instagram, ela está aproveitando a vida e conhecendo diferentes cantos do Brasil, na maioria das vezes acompada do namorado. Vale ressaltar que ela também teve a honra de participar do último capitúlo da trama de “O Outro Lado do Paraíso”.

Jaqueline


Jaqueline, ex-
Reprodução/ Instagram

Jaqueline, ex-“BBB 18”

Jaqueline, a segunda eliminada da casa, conseguiu conquistar diversos contratos publicitários  para representar diversas marcas, principalmente de roupas. A loira também tem aproveitado a fama para marcar presença vip em eventos, no entanto, é a carreira de cantora que ela tem buscado cada vez e está investindo na área e já até faz apresentações em alguns lugares.


Jaqueline e namorado
Reprodução/ Instagram

Jaqueline e namorado

Popular como ex-sister, ela também aproveitou o um ano de “BBB 18” para repaginar o visual e aderiu aos fios ainda mais iluminados, com ondas e franjinha. Para fechar com chave de ouro os bons frutos de Jaque, ela também começou a namorar e no final de 2018 e assumiu o namoro com o empresário Júnior Bezerra, de 23 anos.

Jéssica


Jéssica, ex-
Reprodução/ Instagram

Jéssica, ex-“BBB 18”

A princesa da edição, Jéssica, permanece firme e forte na profissão de personal trainer, que aliando ao seu corpão e popularidade está rendendo bons contratos publicitários de marcas e produtos fitness, e até passou a morar em um apartamento próprio. Ela também está aproveitando para investir em seu canal no YouTube e mostra detalhes da sua vida, trata de assuntos sobre dedicação física, entrevista pessoas e muito mais.

Além de conquistar o público, ela também ganhou um coração do DJ Flavinho em agosto, mas a relação durou somente cerca de cinco meses. Com a coroa intacta, ela está vivendo a vida de solteira rodeada de amigos, viagens e faz questão de compartilhar sua rotina nas redes sociais.

Kaysar


Kaysar, vice campeão do
Reprodução/ Instagram

Kaysar, vice campeão do “BBB 18”

O gringo e vice-campeão da temporada, Kaysar, conquistou diversos contratos publicitários depois do programa e marca presença vip em alguns eventos, além de tudo, ele também se tornou o mediador do polêmico concurso Miss Bumbum 2018. No entanto, uma de suas maiores conquistas após o reality foi poder ter a sua família, que estava na Síria, por perto e em segurança. Para fechar com chave de ouro as vitórias do sírio, ele está prestes a estrear sua primeira novela global,  “Órfãos da Terra”, que substituirá “Espelho da Vida”.


Kaysar e família
Reprodução/ Instagram

Kaysar e família

Lucas


Lucas. ex-
Reprodução/ Instagram

Lucas. ex-“BBB 18”

Lucas, que ficou conhecido como o Noivo de Taubaté, por ter entrado noivo no reality e se envolvido de forma polêmica com Jéssica, saiu solteiríssimo da casa e arrependido pelos seus feitos. Nas redes sociais e na mídia, todos puderam acompanhar a saga dele tentando reconquistar Ana Lúcia, que meses depois resolveu dar uma nova chance e eles reataram a união e seguem firme, forte, com casamento marcado para este ano e viajando pelo Brasil e o mundo.

Leia mais:  Ex-BBB Mayra Cardi explica motivo de comer própria placenta

Lucas está novamente noivo de Ana Lucia
Reprodução/ Instagram

Lucas está novamente noivo de Ana Lucia

A vida profissional do moreno também alavancou e ele segue como garoto propaganda de algumas marcas, além de atuar como modelo e empresário.

Mahmoud


Mahmoud, ex-
Reprodução/ Instagram

Mahmoud, ex-“BBB 18”

Desde que foi eliminado do “BBB 18”, Mahmoud é quem mais mantém contato com os ex-colegas de confinamento. O psicólogo e sexológo está seguindo como youtuber e se dedica ao seu canal, que inicialmente era chamado de “Terapia do Divo”, mas foi rebatizado de “Sexflix”, onde tira dúvidas e dá dicas sobre relações e vida sexual. Como um bom ex-brother, ele também faz presenças vips em eventos e garantiu alguns contratos publicitários e já protagonizou bons ensaios fotográficos, inclusive, de maneiras bem ousadas.

Mara


Mara, ex-
Reprodução/ Instagram

Mara, ex-“BBB 18”

Mara foi a primeira deixar a casa e usa as redes sociais para mostrar seu lado militante, totalmente ligado a política, o que resultou na sua candidatura como Deputada Estadual em Minas Gerais nas eleições de 2018, porém não foi eleita. Longe dos holofotes e dos “privilégios de ex-BBB”, ela segue trabalhando na sua área de atuação como cientista política.

Nayara


Nayara, ex-
Reprodução/ Instagram

Nayara, ex-“BBB 18”

Nayra está trabalhando em sua área de formação – jornalismo, investindo em seu canal no YouTube intitulado de “Apurando com Nay de Deus”. Além disso, ela também desfruta de algumas parcerias e serviços como modelo.

Patrícia


Patrícia, ex-
Reprodução/ Instagram

Patrícia, ex-“BBB 18”

Entre todos os participantes, foi Patrícia que passou por uma transformação mais radical. Ela repaginou tudo o que tinha direito depois de sair da casa, o cabelo passou a ser loiro, o corpo ganhou uma silhueta mais fina com ajuda de dieta e lipoescultura, e as curvas foram ressaltadas com silicone nos seios. A mudança física também acarretou em mais parcerias e elogios nas redes sociais. Hoje ela desfruta dos contratos publicitários, marca presença em eventos e até aposta como cantora.

Paula


Paula, ex-
Reprodução/ Instagram

Paula, ex-“BBB 18”

Assim como o namorado que conheceu dentro do reality, Breno, Paula também está viajando pelo Brasil e fazendo nome nas redes sociais e entre os contratos publicitários. Ela está sempre conectada como influenciadora digital e já mudou de visual duas vezes desde que deixou o casa. Com a fama, ela também está investindo em looks mais poderosos, finos e sensuais.

Viegas


Viegas, ex-
Reprodução/ Instagram

Viegas, ex-“BBB 18”

Viegas sempre deixou claro o seu amor pela música e depois do “BBB 18” aproveitou para investir ainda mais na carreira e já lançou novas canções e clipe. Com mais visibilidade e alguns contratos publicitários, ele também  inovou no estilo.

Wagner


Wagner, ex-
Reprodução/ Instagram

Wagner, ex-“BBB 18”

Mantendo o relacionamento com a campeã da edição, Gleici, Wagner aproveita a vida ao lado da amada, com quem está sempre fazendo viagens românticas, e segue também com seus trabalhos pessoais como artista plástico. Sempre conectado com os fãs, ele vem chamando atenção na web com cliques cheio de beleza e garantiu alguns contratos publicitários.

Família Lima


Família Lima, ex-
Reprodução/ Instagram

Família Lima, ex-“BBB 18”

A primeira família a entrar para a casa foi a de sobrenome Lima, composta pelo pai Ayrton, a mãe Eva, a filha Ana Clara e o sobrinho Jorginho. No entanto, somente dois membros (pai e filha) ficaram até o final do programa da Globo. Mesmo ficando menos de uma semana dentro da casa, Eva e Jorginho conseguiram ganhar visibilidade e, inclusive, tem suas contas verificadas no Instagram e conquistaram alguns contatos famosos. Já o patriarca da família, apesar de somar um milhão de seguidores, está fazendo trabalhos como Uber para ajudar a renda da família.

Leia também: Revelação do “BBB 18”, Ana Clara personalizou aposta da Globo nas redes sociais


Ana Clara, ex-
Reprodução/ Instagram/ Globo

Ana Clara, ex-“BBB 18”

A popularidade da vez entre os participantes da Família ficou para Ana Clara, a revelação do ” BBB 18 “, que além de fazer muitos publiposts, somar 7,9 milhões de seguidores, fazer comercial na TV e ter contrato publicitário com diferentes marcas, também se tornou repórter da Globo pelo “Vídeo Show” e do “BBB 19”.

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

O ronco, racismo reverso, e o pouco que o “BBB” mudou até hoje

Publicado

por

O “BBB” começou nesta semana sua 19ª edição. Desde 2000 anônimos de todo o Brasil se inscrevem no reality show aspirando de fama a sucesso profissional, e no caminho mostram quem são ao ficar confinados numa casa cheia de câmeras acompanhando seus movimentos.


Tereza fala sobre
Reprodução/Globo

Tereza fala sobre “racismo” com mulheres brancas e mostra como tema evoluiu pouco entre participantes

Mas, ao longo desses 19 anos nem sempre as edições foram um reflexo da população brasileira. Pelo contrário, a população negra, por exemplo, sempre foi relegada ao papel de coadjuvante nesse tempo, sendo uma minoria nas edições. Para se ter uma ideia, somente na 15ª edição do “ BBB ” houve um aumento no número de negros, que somaram quatro pessoas, entre 13 integrantes da casa.

Leia também: Bíblia do “BBB”: iG compilou estatísticas curiosas do reality show da Globo

O que antes parecia ser uma “cota” vem mudando ao longo das edições, e o reflexo disso são debates mais aprofundados e embasados. Isso não significa que os participantes não tenham demonstrado racismo, o que ainda é recorrente a cada edição. Munik Nunes, vencedora da edição de 2016, chegou a comentar durante o confinamento que a colega Geralda parecia a “nêga” do BBB por fazer todo o trabalho doméstico.

Em 2014 o participante Cássio chegou a dizer, em tom de brincadeira, que era acusado de assassinato por ter “atravessado uma afrodescendente” durante uma relação sexual. Essas atitudes na maioria das vezes passaram ilesas, justamente por conta da falta de representatividade, que impedia que essas falas fossem contestadas e apontadas como racistas.

Em 2018, a situação não melhorou muito. Apenas três participantes eram negros e uma delas, Nayara, saiu com o maior índice de rejeição da história do reality. Apesar de não estar entre as mais “queridas” da edição, nenhum comportamento da sister justificava uma rejeição tão alta: ela não fez barraco com ninguém, não xingou nem desrespeitou ninguém, muito menos teve algum comportamento que a tornasse uma “vilã”.

Leia mais:  Quem pediu? Intimidades de Luana Piovani e Pedro Scooby compartilhadas na web

O próprio Cássio, que na época de sua declaração criminosa chegou a ser investigado, saiu com apenas 62% dos votos, enquanto Nayara superou os 90% em um paredão triplo.

O racismo e a nova edição do “BBB”


Rodrigo foi alvo de reunião para debater seu ronco e participantes e espectadores veem racismo
Reprodução/Globo

Rodrigo foi alvo de reunião para debater seu ronco e participantes e espectadores veem racismo

Com uma edição novinha em folha há quatro dias no ar, o racismo voltou a ser pauta, dessa vez sendo contestado. Um comentário da participante Tereza, que pouco antes tinha ganhado o carinho do público por conta de seu desempenho em uma prova de resistência, gerou comentários dentro e fora da casa. Ela chegou a dizer que mulheres brancas também sofrem racismo e, mesmo depois de mudar a designação “racismo”, manteve seu comentário original, sendo apoiada por Isabella. Gabriela e Rízia, com muita paciência, explicaram que o que elas sofrem não é racismo e que o preconceito racial é muito mais complexo e histórico.

O dilema coloca em prática, mais uma vez, pequenas atitudes que os negros combatem diariamente em suas vidas, e acabam revivendo na “casa mais vigiada do Brasil”.

Leia também: “BBB 19” começa com meme de “vegana de Taubaté”, roncos e flerte

Ao longo das últimas edições, nessas conversas, o lugar de fala negro no reality tem sido mais expressivo. Tanto Nayara como Viegas, outro participante do “BBB 18”, participavam do movimento negro e puderam colaborar para o fortalecimento do debate na edição. Ainda assim Gleici, vencedora em 2018, sofreu diversos ataques racistas, com um perfil no Twitter chamando-a de “macaca” e tentando eliminá-la do reality.

Leia mais:  Camilla Camargo retorna ao teatro e não descarta carreira musical: “Quem sabe?”

Em 2019, mesmo com o esforço de Gabriela e Rízia outra confusão tem levantado a questão racial: o ronco. O participante Rodrigo, negro, tem sido criticado por conta de seu alto ronco e a mesma Isabella reuniu todos para tentar encontrar uma solução, já que estava difícil de dormir. O problema, que outros participantes apontaram posteriormente, é que Gustavo, branco, também roncava. Alguns integrantes na casa apontaram racismo no desconforto de Isabella, e o próprio Rodrigo se mostrou desconfortável com a situação, apesar de preferir não apontar racismo pois estaria “prejulgando” as pessoas.

Um pode argumentar que o “Big Brother” não é um “palanque”, mas o programa é, de certa forma, um experimento social, e não cumprirá sua função adequadamente se não permitir e principalmente ampliar o debate social no Brasil. Essas pessoas tem muito tempo ocioso e passam o dia conversando sobre os mais diversos assuntos. Por que não falar sobre as dores e alegrias de suas vidas? Como consequência, eles têm a oportunidade de conhecer mundos muito distantes dos seus próprios, e é essa troca que os enriquece e permite a convivência entre eles.  

Leia também: Segredo da vitória? Confira o guia iG de estratégias para chegar longe no “BBB”

O “ BBB ” existe até hoje por que temos curiosidade em acompanhar o comportamento das pessoas. Mas nós mudamos e a maneira como vemos televisão também. Sendo assim, debates que ficavam em segundo plano começam a tomar a frente, e os realitys, assim como a programação, tem que achar uma forma de acompanhar.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana