conecte-se conosco


Cidades

Moradores do Dom Aquino e região participam do curso de salgadeiro do Qualifica Cuiabá 300 anos

Publicado

José Ferreira

Nem a distância, muito menos a idade fez com que dona Luzia Pinheiro, 73 anos, desistisse de participar do curso de Salgadeiro, que está sendo realizado pela Prefeitura de Cuiabá, por meio do Projeto Qualifica Cuiabá 300 Anos, realizado em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

O projeto está em sua 2ª Edição com mais de três mil vagas disponíveis com diversos cursos de profissionalização. Para participar das atividades todos os dias, dona Luzia Pinheiro vai e volta a pé, sem perder uma aula. “Sempre sonhei em fazer um curso técnico na área de produção de salgados, mas por falta de condições financeiras nunca tive a oportunidade de participar”, contou a senhora ao citar que cursos como esse custam em média R$ 700 reais por mês.

“Quando fiquei sabendo da oportunidade através de uma amiga, fui logo correndo no Cras para reservar minha inscrição. Não é a idade que iria me impedir de adquirir novos conhecimentos. Mesmo sabendo cozinhar de tudo um pouco, nesse curso estou aprendendo muito. Estou cheia de expectativas e aberta para começar a receber as encomendas”, comentou.  

Essa turma do curso de salgadeiros está acontecendo na unidade do Senai, no bairro Porto em Cuiabá, tendo como público alvo os moradores do bairro Dom Aquino e da região de abrangência do Centro de Referência de Assistência Social (Cras).

As atividades são ministradas nos três turnos (manhã, tarde e noite), com uma média de 20 a 30 participantes em cada turma. Nessa 1ª etapa, serão capacitadas 611 pessoas com término previsto para o dia 13 de setembro.

Leia mais:  Prefeitura publica editais de convocação para funções de pedagogo e professor de educação física

A instrutora do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), especialista no ramo da alimentação e produção, Sheila Ragger conta que uma das receitas que elas aprenderam foi o croissant que tem todo um processo de preparação. O croissant, segundo ela, é um tipo de salgado que tem algumas etapas que devem ser seguidas, pelo fato de usar margarina na massa, tendo que ser levado para a geladeira por três vezes, com um intervalo de tempo de quinze minutos, para que a massa fique no ponto para colocar o recheio de preferência. “Nesse curso, elas aprendem vários tipos de receitas de salgados fritos ou assados, além de receber alguns toques importantes para não perder o conteúdo caso aconteça alguma falha durante o processo de produção. O que a gente procura ensinar é para que elas tenham lucro, fazendo a receita para o número de pessoas, evitando dessa maneira o desperdício”, explicou a professora.

O projeto Qualifica Cuiabá 300 Anos oferece cursos profissionalizantes e de capacitação gratuita à população cuiabana, sendo ofertadas 3 mil vagas para ambos os sexos. A edição de 2019 conta com mais de 20 cursos das áreas de Alimentos e Bebidas, Construção Civil, Gestão, Tecnologia da Informação e Têxtil e Vestuário. Além disso, a modalidade de Aperfeiçoamento Profissionalizante passa a compor o rol de cursos de modo a preparar os alunos para o empreendedorismo.

Dona Nelzir de Almeida Lara que é também uma das alunas do curso disse que além da dedicação e muita força de vontade, o grande segredo para atingir 100% de aproveitamento e aprendizado, é muito amor e dedicação. “Sem isso, mesmo que a pessoa já saiba cozinhar, o resultado não será o esperado. Estou aprendendo que cada receita tem um toque especial. O segredinho extra só aprende quem faz esse curso de qualificação. O meu muito obrigado a Prefeitura de Cuiabá por essa excelente iniciativa”, ressaltou.  

Leia mais:  Cuiabá-Prev totaliza 10 visitas de previdências de outros estados em 2018

O curso é uma iniciativa da Prefeitura de Cuiabá sob a coordenação da Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano (Smasdh), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e tem como idealizadora a primeira-dama Márcia Pinheiro.

As primeiras unidades contempladas foram os Cras dos bairros Pedra 90, Osmar Cabral, Dom Aquino, Jardim Araçá, Getúlio Vargas, Praieiro, Nova Esperança, CPA e Drº Fábio com cursos de formação de Padeiros, Confeiteiros, Salgadeiros, Auxiliar de Recursos Humanos, Assistente Administrativo, Operador de Caixa, Recepcionista, Operador de Computador, Confeccionador de Lingerie e Costureiro de Vestuário.

Os critérios para o acesso ao ensino é possuir registro no Cadastro Único, porta de entrada para os programas sociais, e ter o Número de Inscrição Social (NIS). As aulas estão sendo oferecidos pelos 14 Centros de Referência em Assistência Social (Cras) e os dois Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS), além da disponibilização de cinco carretas móveis equipadas, três a mais em relação a 1ª edição, para determinados cursos irem até os bairros, cumprindo uma das exigências da Prefeitura que é de levar os cursos até os bairros para facilitar o acesso.

As inscrições para a segunda etapa já estão abertas, com início das aulas ainda nesse mês de setembro.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Qualifica Cuiabá 300 promove inclusão de pessoas com deficiência e imigrantes

Publicado

por

José Ferreira

O Programa Qualifica Cuiabá 300, além de oferecer cursos gratuitos de formação profissional aos bairros da Capital, também favorece a inclusão social na medida em que profissionaliza pessoas com deficiência e imigrantes.

Prova disso foi no curso de Salgadeiro, oferecido aos moradores do bairro Dom Aquino e região, que contou com a participação de dois alunos com deficiência auditiva e uma haitiana. Essa turma faz parte da Unidade do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) onde as aulas foram ministradas na sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), parceira da Prefeitura na realização da segunda edição dessa importante ação social do município voltada para qualificação da população de baixa renda. 

Por meio da linguagem de sinais e com o auxílio de uma intérprete, o aluno Matheus Rodrigues, 18 anos, deficiente auditivo falou sobre as expectativas e sobre os objetivos atingidos com essa capacitação profissional. Tudo é muito difícil para nós. Esse curso foi muito bom, pude aprender muitas coisas novas. “Quero colocar em prática primeiramente com minha família e se surgir uma oportunidade, fazer uns salgados pra ganhar um dinheiro extra”, disse.

Leia mais:  Prefeitura publica editais de convocação para funções de pedagogo e professor de educação física

O colega Wesley Teixeira acrescentou a respeito da satisfação em ter participado do curso. “Eu gostei muito, pois aprendi muito e espero conseguir uma oportunidade no mercado de trabalho. Se não der certo pelo menos vou fazer para os meus amigos e familiares. Não vou parar nesse curso, vou procurar fazer outros cursos para adquirir mais experiência no ramo alimentício”, garantiu.

A aluna Elci, que é imigrante, disse que aprendeu muita coisa. Veio para Cuiabá juntamente com seu esposo em busca de emprego e qualidade de vida. Ela acredita que o curso vai ajudar a arrumar um emprego, pois por ter uma cultura diferente, por mais que tenha sido cozinheira no Haiti, aqui os ingredientes são muito diferentes. “Mas, agora com esse curso, vou unir as duas culinárias. Espero que dê certo, estou com muita esperança. Vou apresentar a comida haitiana aos cuiabanos”, contou.

O curso é uma iniciativa da Prefeitura de Cuiabá sob a coordenação da Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano (Smasdh), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e tem como idealizadora a primeira-dama Márcia Pinheiro.

Leia mais:  Cata-treco amplia atendimento e chega a 120 bairros atendidos em seis meses

Os critérios para o acesso ao ensino é possuir registro no Cadastro Único, porta de entrada para os programas sociais, e ter o Número de Inscrição Social (NIS). As aulas estão sendo oferecidos pelos 14 Centros de Referência em Assistência Social (Cras) e os dois Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS), além da disponibilização de cinco carretas móveis equipadas, três a mais em relação a 1ª edição, para determinados cursos irem até os bairros, cumprindo uma das exigências da Prefeitura que é de levar os cursos até os bairros para facilitar o acesso.

As inscrições para a segunda etapa já estão encerradas, com início das aulas nesta segunda-feira, 23 de setembro.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana