conecte-se conosco


Agricultura

Ministro em exercício participa da abertura da AgroBrasília, na capital federal

Publicado

O ministro em exercício Marcos Montes (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) participou nesta terça-feira (13) da abertura da 12º edição da Feira Internacional dos Cerrados (AgroBrasília). O evento, que acontece até o dia 18 de maio, faz parte do calendário das grandes feiras do agronegócio brasileiro.

Para Marcos Montes, a AgroBrasília reúne agricultura familiar, tecnologia, empresariado e o cooperativismo. “Com essa mistura, através das cooperativas, aqui encontramos um ambiente altamente favorável para mostrar ao Brasil que só nesse caminho é que pode dar certo”, disse o ministro em exercício.

No evento, Montes disse que a ministra Tereza Cristina está trabalhando com a área econômica do governo na elaboração do Plano Safra 2019/2020, que deve ser lançado no início de junho.  

“A ministra Tereza Cristina, juntamente com a equipe econômica, e abonada pelo presidente Jair Bolsonaro, que também é um entusiasta do campo, um defensor do produtor rural, está buscando tudo o que é possível para termos um crédito à altura do produtor rural. Estamos esbarrando na questão fiscal e às vésperas da aprovação da Reforma da Previdência, enquanto isso o governo se equilibra no que tem, mas priorizando esse setor que é responsável pelo equilíbrio da nossa balança comercial”, destacou.

Leia mais:  SOJA/RETRO 2018: Em ano de safra recorde, disputa comercial favorece exportação e preço sobe

Montes também pediu ao governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, atenção à questão da regularização fundiária no DF. “É fundamental que o Brasil inteiro tenha a possibilidade de igualdade de condições. Aqueles que não têm a sua titulação não podem buscar financiamento, e a competição fica desequilibrada”, disse.

A AgroBrasília é a maior feira de agropecuária do Centro-Oeste e uma das cinco maiores do país. Neste ano, a expectativa é que 120 mil pessoas passem pelo Parque Ivaldo Cenci, a cerca de 60 km de Brasília. A expectativa para esta edição é de uma movimentação de R$ 1,5 bilhão em negócios.

Mais informações à imprensa:Coordenação-geral de Comunicação Social
[email protected]

Comentários Facebook
publicidade

Agricultura

Sobe lista de produtos com o desconto de agricultura familiar

Publicado

por

A lista com os bônus do Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF) deste mês elegeu apenas oito produtos com direito ao valor de desconto nas operações e parcelas de crédito rural. O cálculo dos valores é feito pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e tem validade até o dia 9 de maio. Nesta edição, os produtos que entraram na lista de bônus foram o maracujá, dos estados de Minas Gerais e Ceará, e a raiz de mandioca, de Pernambuco.


Entre os demais produtos, os que mais permitirão aos agricultores o recebimento da ajuda do governo federal são a cebola produzida no Rio Grande do Sul (45,21%), assim como o mel de abelha do Paraná (38,30%), a mandioca de Alagoas (33,45%) e a castanha-de-caju do Piauí (24,26%).

 

De maneira geral, houve uma elevação nos preços de mercado pagos aos produtores em todo o Brasil, o que reduziu a necessidade de uma lista maior de contemplados com o auxílio do PGPAF. Desta forma, recebem o bônus apenas os itens que seguem com dificuldades na comercialização, como a cebola gaúcha, que pela segunda vez este ano recebe o maior percentual.

Leia mais:  Premiação do Serviço Florestal a trabalhos acadêmicos terá presença da ministra

Os demais integrantes são banana, de Alagoas, o feijão caupi, do Pará, e a manga, da Bahia. Ficaram de fora da lista nesta edição a banana, da Paraíba, a castanha-de-caju, do Maranhão, o feijão caupi, do Tocantins e Maranhão, a manga, do Rio de Janeiro, o mel de abelha, do Rio Grande do Norte, a pimenta do reino, da Bahia, e a raiz de mandioca, do Pará.

O bônus do PGPAF é concedido quando o valor de mercado de algum dos produtos do programa fica abaixo do preço de referência, permitindo ao produtor utilizar o valor como desconto no pagamento ou amortização nas parcelas de financiamento no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

Para saber detalhes, clique aqui e acesse a lista completa na portaria publicada no Diário Oficial.

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana