conecte-se conosco


Política

Ministro de Infraestrutura visita o Terminal Ferroviário de Rondonópolis

Publicado

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

Com a participação na audiência pública para tratar sobre a Ferrovia de Integração do Centro Oeste (Fico) que é promovida pela Comissão de Infraestrutura do Senado e Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), em Água Boa (MT), nesta sexta-feira (14), o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Freitas, visitou primeiramente Rondonópolis (MT) para conhecer o Terminal Ferroviário de Cargas que é conduzido pela operadora logística Rumo.

O deputado Delegado Claudinei (PSL) acompanhou a visita e reconheceu a importância da presença do ministro para conhecer as potencialidades existentes no município e como é realizado o transporte de cargas agrícolas para outras regiões com a operação ferroviária. “Uma das principais atividades que favorece a economia de Rondonópolis é o ramo do agronegócio. O terminal ferroviário contribui bastante na exportação de produtos agrícolas. Hoje, tivemos a oportunidade de conhecer como é o processo de condução dos contêineres carregados e conduzidos através de vagões. Isso é muito importante para o setor produtivo de Mato grosso”, opina o parlamentar.

Em relação ao transporte ferroviário, o ministro de Infraestrutura conta que os investimentos por parte do governo federal para o estado de Mato Grosso é uma prioridade devido o potencial existente. “Muitas coisas estão sendo planejadas. Existem os investimentos no próprio Estado e aqueles que vão beneficiar indiretamente. A gente vai fazer a Ferrovia de Integração Centro Oeste (Fico) que, a gente deve assinar o contrato este ano ainda. Existe uma quantidade de investimento muito grande que vai ser aportada no Estado nos próximos anos para que a gente justamente aproveite este potencial logístico e produtivo e viabilize a produção. O Estado tem que fazer a sua obrigação e proporcionar os meios de fazer com que os produtores continuem produzindo riquezas”, explica. Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

Leia mais:  Mato Grosso terá Frente Parlamentar pelo Livre Mercado

Para o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), o ministro ocupa uma das mais importantes pastas do Ministério do presidente da República, Jair Bolsonaro. “Para nós, em especial, o ministro tem mostrado grande conhecimento e capacidade técnica de compreender os desafios da pasta do ministério e acima de tudo, conhecimento do problema do nosso Estado. Todos nós, mato-grossenses, sabemos do potencial que este Estado tem e conhece também as enormes dificuldades que nós fomos capazes de vencer ao longo de tantos anos, fazendo aqui a mais competitiva na economia privada do agronegócio brasileiro e, talvez, do mundo”, destaca.

O prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio (SD), explica que o município praticamente se tornou uma referência nacional devido ser considerada um dos 100 municípios com maior Produto Interno Bruto (PIB). “É a cidade que mais exporta no Mato Grosso. Está entre as 40 cidades que mais exporta no país e a que mais importa no Mato Grosso também. Quero dizer da satisfação da presença do governador na cidade e da bancada federal”, posiciona o gestor municipal.

Leia mais:  Cidadão que pedir nota fiscal vai poder abater porcentagem na hora de pagar IPVA

Anel Viário – Na oportunidade que trata sobre a infraestrutura no estado de Mato Grosso, o governador Mauro Mendes esclareceu a situação do Anel Viário Conrado Salles Brito, que liga a rodovia BR-364 às MT-270 e MT-130, em Rondonópolis. Ele reconhece o nível de deterioração da malha viária que praticamente compromete toda a infraestrutura e a espera da população para solucionar a situação. “Refazemos o projeto e lançamos o edital. Tínhamos uma previsão para o dia 27 de junho. Lamentavelmente, houve um equívoco técnico e foi descoberto, ainda bem que a tempo, isso já foi corrigido e a licitação foi suspensa e vai ser publicada novamente essa licitação. Vamos torcer para que nos trâmites legais possamos escolher uma boa empresa na ordem de serviço e o mais rápido possível este Anel Viário esteja à disposição da população”, explica. Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

No final da visita técnica, as autoridades federais, estaduais e municipais almoçaram na Chácara Vó Miné, do senador Wellington Fagundes que esteve presente no encontro. Outros representantes da política que estiveram presentes foram os deputados estaduais Janaina Riva (MDB), Nininho (PSD), Valmir Morreto (PRB), Dr. Eugênio (PSB), deputado federal Neri Geller (PP) e o senador Jayme Campos (DEM).

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
publicidade

Política

MP do Programa Médicos pelo Brasil corre risco de expirar

Publicado

por

A medida provisória (MP) que cria o Programa Médicos pelo Brasil expira nesta quinta-feira (21) e ainda não foi votada na Câmara dos Deputados. A MP estava na pauta de votações desta terça-feira (19), mas não se manteve após reunião dos líderes da Casa, que definiram outras votações prioritárias para o plenário.

A Câmara precisa aprovar a MP e enviar para o Senado antes de seu vencimento. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou que colocará o assunto para votação do plenário assim que recebê-lo, mesmo com pouco tempo para discussão do texto. “Ela é importante, tem que votar, vou falar com os senadores. A gente tem que votar, mesmo faltando um dia [para expirar] a gente vai botar para votar.”

A MP foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro em 1º de agosto e amplia em pouco mais de 7,3 mil o número de médicos nas áreas mais carentes do país, sendo que 55% dos profissionais serão contratados para atender as regiões Norte e Nordeste.

Leia mais:  Exposição de artesanato e gastronomia movimenta a Assembleia

O Programa Médicos pelo Brasil, lançado em substituição ao Mais Médicos, criado em 2013, também define novos critérios para realocação dos profissionais considerando locais com maior dificuldade de acesso, transporte ou permanência dos servidores, além do quesito de alta vulnerabilidade. A nova proposta ainda prevê formação de médicos especialistas em medicina da família e comunidade.

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana