conecte-se conosco


Política

Ministério da Saúde negocia compra de 20 milhões de doses da nova vacina Covaxin

Publicado

O Ministério da Saúde informou na sexta-feira (5) que negocia a aquisição de 20 milhões de doses da Covaxin, vacina contra covid-19 fabricada pelo laboratório indiano Bharat Biotech.

A pasta afirma que já comunicou a Precisa Medicamentos, representante brasileira do fabricante, que a contratação seguirá para análise jurídica. Há também a necessidade de aprovação do imunizante pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Ministro da Eduardo Pazuello volta a trabalhar após recuperado do tratamento da Civid-19, e paretricipa da campanha Novembro Azul, da saúde do homem. Sérgio Lima/Poder360 10.11.20209

O objetivo é ampliar a oferta de vacinas. Anteriormente, o governo já havia informado que negocia a aquisição de 30 milhões de vacinas, considerando a Covaxin e a Sputnik V, criada por um laboratório ligado ao governo da Rússia.

Nesta sexta, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que o governo negocia ainda com a Pfizer e Johnson & Johnson.

Covaxin

O secretário executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, recebeu nesta sexta representantes do laboratório indiano Bharat Biotech. Segundo o ministério, eles deram garantia de que o Brasil receberá 20 milhões de doses do imunizante, conforme o cronograma apresentado.

Leia mais:  Senado aprova projeto que criminaliza caixa 2 eleitoral

 

“Vamos partir agora no Ministério da Saúde para a análise jurídica do contrato. Pretendemos fazer a compra e a mais rápida distribuição no Brasil dessas vacinas importadas da índia. E sublinhamos ao fabricante que obtenha da Anvisa o quanto antes a aprovação para uso emergencial e temporário no país para que realizemos o pagamento e iniciemos a aplicação da vacina”, ressaltou o secretário.

 

A Precisa Medicamentos apresentou à pasta um cronograma de entregas que se iniciará 20 dias após a assinatura do contrato, com chegada ao Brasil de 4 milhões de doses. Quantidades iguais serão enviadas 30, 45, 60 e 70 dias após a formalização do entendimento.

 

A Anvisa informou nesta sexta que recebeu da Precisa pedido de autorização de pesquisa clínica de fase 3 para a vacina Covaxin, que é a etapa de testes com seres humanos. A resposta a esse tipo de pedido, juntamente com a análise da documentação requisitada pela agência, tem levado de 3 a 5 dias para acontecer.

Comentários Facebook
publicidade

Política

Governo de MT usa publicidade institucional para atacar Prefeitura de Cuiabá

Publicado

briga entre o governador Mauro Mendes (DEM) e o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) parece não ter fim.

O mais recente episódio é a produção de uma faixa com a logomarca do Governo do Estado e do Sistema Único de Saúde (SUS) atacando a “deficiência da Prefeitura” para justificar a existência do Centro de Triagem, na Arena Pantanal, em Cuiabá.

Mesmo sem a citação, fica clara que a mensagem se refere à Prefeitura de Cuiabá, cidade onde está instalado o Centro de Triagem.

Segundo um advogado ouvido pelo Isso É Notícia, o Governo pode ter cometido crimes como abuso de poder e improbidade administrativa.

“Propaganda institucional deve ter caráter educativo, de orientação social de cunho informativo e não pode ser utilizado para promoção nem para ataques a outras instituições”, comentou.

Por: Alexandre Aprá/ Isso É Notícia

Comentários Facebook
Leia mais:  Prefeito e secretários mato-grossenses comprovam transparência da Nota MT
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana