conecte-se conosco


Agricultura

Ministério da Agricultura tem estande com atividades na Green Rio 2019

Publicado

 Com programação diversificada e interativa, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo, conta com um dos estandes âncoras na 8ª edição do Green Rio Brasil, que começa nesta quinta-feira (23), no Rio de Janeiro, na Marina da Glória.

A estrutura conta com dois ambientes, Espaço Diálogos e Sala de Negócios, onde ocorrerão palestras, debates, mesas redondas, lançamento de publicações e a exposição de produtos da agricultura familiar.

A abertura do estande acontece, às 14h30, pelo Secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo, Fernando Schwanke, com o reitor da Universidade Federal Fluminense (UFF), Antônio Claudio Lucas da Nóbrega. Após o ato, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) inicia as atividades do Espaço Diálogos com três palestras, das 15h às 16h, com o temas: “Agroturismo, Agricultura Familiar e Agroindústrias: um trio com potencial de sucesso no RJ”, “Soja Hortaliça: Desenvolvimento da cadeia de valor no Estado do RJ” e “Desenvolvimento Territorial em ambientes de Montanha”.

Em seguida, às 17h15, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) fará apresentação sobre “Uso Sustentável da Biodiversidade – Políticas Públicas”. Ao mesmo tempo, na Sala de Negócios do estande, serão realizados encontros de oportunidades para aproximar empreendedores da agricultura familiar (setores dos chás alimentícios e medicinais, óleos essenciais, fitocosméticos e azeites) à iniciativa privada. O objetivo é conectar pequenos e médios agricultores com grandes investidores e possíveis compradores, visando a geração de novos negócios e oportunidades.

Leia mais:  Congresso aprova crédito suplementar que garante recursos para o Plano Safra 2019/2020

Na sexta-feira (24), a programação comecará às 10h, com apresentação da Embrapa Agroenergia sobre Biodiesel 2.0. Na sequência, às 11h, o Serviço Florestal Brasileiro vai abordar o tema “Produtos Florestais Não Madeireiros: Produção e Disseminação do Conhecimento”. Antes do intervalo para o almoço, entre 11h30 e 12h, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) apresentará palestra com o tema “Biodiversidade e Bioeconomia: Plantas Medicinais, Aromáticas, Condimentares, Azeites e Chás Especiais do Brasil”.

As atividades voltarão às 14h, com o lançamento da Campanha de Orgânicos 2019 e da Semana da Alimentação Orgânica no RJ, organizadas pela Comissão da Produção Orgânica do Rio de Janeiro (CPOrg-RJ). Às 16h25, será a vez do Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora) falar sobre o selo Origens Brasil, que surgiu para dar mais transparência às cadeias de produtos da floresta, e ajudar os consumidores a identificar empresas e produtos que valorizam e respeitam, em suas práticas comerciais, as populações e seus territórios.

A Cativa Natureza também vai dividir suas experiências de mercado e assinar um protocolo de intenção de compra de pimenta rosa do Assentamento Rural Ademar Moreira, localizado em São Pedro da Aldeia, no Rio de Janeiro, onde vivem, atualmente, cerca de 35 famílias que têm na aroeira a maior fonte de renda.

Leia mais:  Ministério analisa inscrições da segunda edição do Selo Mais Integridade

Encerrando a programação do segundo dia, a partir das 17h25, serão lançados uma publicação sobre Sistemas Agrícolas Tradicionais, pela Embrapa, e o Catálogo de Fornecedores de Produtos da Sociobiodiversidade, pela empresa de cooperação técnica alemã Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ).

No sábado (25), entre 10h e 10h50, o Espaço Diálogos receberá a Embrapa com o tema “Agricultura Urbana e Periurbana”, a Associação Social Beneficente Humanitária (ASBH) para falar sobre telhado orgânico e medicinal e a galeria viva na Comunidade do Vidigal, e a dupla Mariluce Coelho e Jean Carlos Rocco, que apresentará o caso de sucesso do Chalé Agroecológico.

A Universidade Federal Fluminense fecha a programação do estande do Mapa, com palestra sobre o perfil da agricultura familiar no estado do Rio de Janeiro e apresentação dos Projetos de Hortas Urbanas e de Fortalecimento e Dinamização da Agricultura Familiar.

Mais informações à Imprensa:Coordenação-geral de Comunicação Social
[email protected]

Comentários Facebook
publicidade

Agricultura

Portaria libera uso de agrotóxicos para combater nuvem de gafanhotos

Publicado

por

O Ministério da Agricultura autorizou, em caráter emergencial, o uso de determinados agrotóxicos para o controle da praga de gafanhotos que ameaça as colheitas no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Pela portaria publicada nesta terça-feira (30), o uso de inseticidas biológicos, à base de fungos e bactérias, e outros produtos podem ser usados no caso de surto comprovado da praga de gafanhotos. Entre os princípios ativos autorizados em caráter temporário, estão o acefato ou organofosforato, a cipermetrina, deltametrina, melationa, entre outros.

Os responsáveis pelo registro dos produtos ficam desobrigados de modificar a bula para o uso desses inseticidas. A portaria do Ministério da Agricultura ainda determina que o plano para o controle da praga deve ser estabelecido pelo Órgão de Defesa Agropecuária de cada estado a partir de procedimentos gerais determinados pela Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério.

 

Os órgãos estaduais devem apresentar ainda a instância federal do setor relatórios trimestrais com todas as ações realizadas durante o período emergencial, incluindo a quantidade de agrotóxico usado nas plantações.

Leia mais:  Congresso aprova crédito suplementar que garante recursos para o Plano Safra 2019/2020

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana