conecte-se conosco


Mato Grosso

Metade dos 66 homicídios contra mulheres têm motivação passional em MT

Publicado

Levantamento feito pela Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEAC) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) demonstra que 66 mulheres foram assassinadas em todo o estado de janeiro a 15 de outubro deste ano. No mesmo período de 2017, foram 70 ocorrências desta natureza. Os dados são obtidos com base no Sistema de Registro de Ocorrências Policiais (SROP), que incluem os boletins feitos em atendimento pela Polícia Militar (PM-MT) e Polícia Judiciária Civil (PJC-MT).

Entre as motivações dos homicídios de vítimas do sexo feminino, 50% são passionais, ou seja, praticados no âmbito da violência doméstica e familiar ou com existência de vínculo amoroso entre a vítima e o agressor. Em segundo lugar, estão os casos em que as motivações ainda estão sendo apuradas, que somam 30%. São situações, por exemplo, em que o inquérito ainda não foi concluído ou as informações iniciais não são suficientes para elucidar os crimes.

Além disso, 9% dos casos ocorreram por envolvimento com drogas, 6% por rixa, 3% classificados como “outros” e 2% foram motivados por vingança. Quanto às circunstâncias da ocorrência, 44% tiveram o emprego de arma de fogo, em 27% houve utilização de armas cortantes ou perfurantes, outros meios somaram 20%, enquanto em 3% dos casos houve utilização da força física, e em outros 3% não houve utilização de instrumentos de qualquer natureza, 2% utilizaram veículos e 1% o fogo.

Leia mais:  Conselho promove Conferência dos Direitos da Criança e do Adolescente de Mato Grosso

Os casos ocorreram em 40 municípios, sendo que em alguns foram registrados mais de um. Várzea Grande apresentou o maior número de homicídios de vítimas femininas até o momento. No período de janeiro a 15 de outubro de 2018 foram seis registros. Sinop, Rondonópolis e Cuiabá contabilizaram, cada uma, cinco casos. Em seguida, aparecem Poxoréu e Tangará da Serra, cada uma com três registros. Pontes e Lacerda, Feliz Natal, Campo Novo do Parecis, Colíder e Nova Mutum tiveram dois registros cada uma.

As cidades de Poconé, Campo Verde, Colniza, Chapada dos Guimarães, Pedra Preta, Glória D’Oeste, Barra do Garças, Guarantã do Norte, São José dos Quatro Marcos, Jaciara, Barra do Bugres, Juara, Peixoto de Azevedo, Juína, Castanheira, Alto Araguaia, Reserva do Cabaçal, Diamantino, Santo Antônio de Leverger, Tabaporã, São José dos Quatro Marcos, Carlinda, Sorriso, Novo Mundo, Paranatinga, Nova Ubiratã, Lucas do Rio Verde, Água Boa e Nova Maringá.

Dias da semana

Assim como em levantamentos anteriores, quarta-feira continua sendo o dia da semana com maior incidência de casos. De janeiro a 15 de outubro de 2018, 15 mulheres foram mortas neste dia, 12 na segunda-feira e 10 no domingo. Em seguida, estão terça-feira (9), sábado (8), quinta-feira (7) e sexta-feira (5).

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Servidor é preso por roubar pneus novos utilizados em caminhões e retroescavadeiras

Publicado

Foram desviados pelo menos 12 pneus novos utilizados em caminhões e retroescavadeiras, causando um prejuízo de aproximadamente R$ 35 mil.

Um servidor público suspeito de desviar pneus de veículos da prefeitura de Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá, prestou esclarecimentos na delegacia do município. Segundo a Polícia Civil, ele deve responder pelo crime de peculato.

As investigações começaram no dia 22 de março, quando o prefeito Adilson Gonçalves de Macedo registrou um boletim de ocorrência denunciando o suposto desvio.

O delegado Wilyney Santana Borges disse que várias buscas foram realizadas, até que o suspeito acabou confessando o crime. Em depoimento, ele contou que os pneus foram repassados para um comerciante como parte do pagamento na aquisição de um carro dele de luxo.

Os pneus desviados eram de veículos da Secretaria Municipal de Urbanismo.

De acordo com a polícia, nas investigações, foi apurado que pneus adquiridos para serem utilizados nas automóveis da secretaria foram desviados nos meses de novembro e dezembro de 2020, por um servidor  que exercia funções no setor de frotas da Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

Leia mais:  Presidente do TJ é recebido pelo comandante da PM no Bope

Segundo o delegado, os indícios apontados no inquérito indicam que foi possível constatar o desvio de pelo menos 12 pneus novos utilizados em caminhões e retroescavadeiras, causando um prejuízo de aproximadamente R$ 35 mil.

A Polícia Civil informou que o investigado pela venda dos pneus deverá responder ação penal pelo crime de peculato, vez que na época dos desvios, exercia o cargo de funcionário público. Já o comerciante que recebeu os pneus desviados, em troca de pagamento, responderá pelo crime de receptação.

A delegacia de Barra do Garças continua as investigações para saber se havia a conivência ou participação de outros servidores municipais, envolvidos no caso dos pneus desviados.

Por G1 MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana