conecte-se conosco


Carros e Motos

Mercedes lança A 45 e CLA 45 com motor 2.0, turbo, que rende até 421 cv

Publicado

Motor Show


Mercedes A45 AMG cinza
Divulgação

Mercedes A45 AMG passa a ter o motor de quatro cilindros mais potente da história da marca entre carros de rua

A Mercedes revelou nesta quinta-feira (4) os novos A 45 AMG e CLA 45. Versões mais esportivas das novas gerações dos dois modelos, chegam trazendo como principal destaque o novo motor 2.0 turbo ( leia mais aqui ), o mais potente quatro cilindros de série em produção no mundo.

LEIA MAIS: Mercedes A35 AMG chega no segundo semestre com RS3 Sportback na mira

Em sua configuração de entrada, o motor 2.0 desenvolve 387 cv de potência e torque de 48,95 kgfm de 4750 a 5000 rpm. Já a variação “S” tem uma calibração diferente para desenvolver 421 cv de potência e torque de 50,99 kgfm de 5.000 a 5.250 rpm. Nesta configuração, o A 45 AMG acelera de 0-100 km/h em 3,9 segundos, enquanto o CLA 45 atinge os mesmos 100 km/h em 4 segundos. A velocidade máxima é de 270 km/h.

Ambos os motores dos esportivos trabalham em conjunto com um câmbio automatizado de oito marchas e dupla embreagem e o sistema de tração integral. Outro destaque dos dois modelos é o modo Drift, que pode ser acionado com o modo de condução “Race” e permite facilitar as derrapagens controladas.


Além do conjunto motriz exclusivo e dos mesmos atrativos tecnológicos das versões normais ( confira aqui a avaliação com o A 250 ), as versões AMG dos Classe A 45 AMG e CLA trazem escape com sonoridade variável, suspensão AMG com opção de amortecedores adaptativos e o sistema de freios com pinças dianteiras de 4 pistões e discos de 350 x 34 mm (seis pistões e discos de 360 x 36 mm nas variações ‘S”).

Leia mais:  Nissan Kicks em promoção é oferecido com desconto de R$ 5mil

LEIA MAIS: Mercedes A250 Vision: as aparências enganam. Veja avaliação

Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Laboratório afirma ter remédio contra Covid

Publicado

por

pcional e pode salvar vidas após ser aprovado pela agências reguladoras. Nós estamos trabalhando dia e noite para que esse produto seja aprovado e disponibilizado ao público”, disse Henry Ji em comunicado aos investidores.

Os testes foram conduzidos em laboratório, com o vírus in vitro. Agora, a Sorrento pretende pedir aos agentes reguladores da saúde nos Estados Unidos prioridade na liberação do medicamento, para que o remédio chegue o mais rápido possível à população.

De acordo com o laboratório, a fábrica em San Diego tem capacidade para produzir 200 mil doses do medicamento por mês. Antes mesmo da aprovação da droga, a Sorrento vai produzir 1 milhão de doses.

O anúncio foi bem recebido na bolsa Nasdaq, onde a empresa é listada. As ações da Sorrento estavam em alta de 161% na bolsa americana de tecnologia.

Comentários Facebook
Leia mais:  Carro tem gênero. E ele é masculino
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana