conecte-se conosco


Carros e Motos

Mercedes-Benz entra na Fórmula E com desejo de repetir sucesso da Fórmula 1

Publicado

Mercedes-Benz arrow-options
Divulgação

Com 125 anos no automobilismo, além do sucesso na Fórmula 1, Mercedes revela o monoposto EQ na Fórmula E

Depois de dominar a Fórmula 1 nos últimos anos, a Mercedes-Benz quer ir com tudo para a categoria dos elétricos. Ela participa agora da Fórmula E, com equipe de oficial de fábrica, após um ano de experiência como fornecedora de motor para a equipe Venturi. Para estrear fazendo barulho, a montadora chegou, inclusive, a sugerir que o campeão mundial de F1, Lewis Hamilton, fizesse uma temporada na Fórmula E – o piloto inglês não aceitou.

LEIA MAIS: Ford vs Ferrari: uma história além das pistas

Enquanto domina a Fórmula 1 , o interesse dos alemães em corrida de carros elétricos vai funcionar como uma boa ação de marketing. A expectativa da empresa é que os veículos elétricos correspondam por até 25% das suas vendas até 2025.

Mercedes arrow-options
Divulgação

A Fórmula E é considerada pela Mercedes-Benz com uma boa plataforma de marketing para o projeto ‘e-next generation’

A Daimler, companhia proprietária das marcas Mercedes, Smart, AMG e Maybach, está investindo cerca de 10 bilhões de euros para o desenvolvimento de carros elétricos. Recentemente, a empresa confirmou que está suspendendo o desenvolvimento de motores a combustão da marca por tempo indeterminado.

A Mercedes-Benz vai lançar uma nova família de carros elétricos na sua futura linha, a “e-next generation”. Segundo informações prévias, alguns dos modelos teriam autonomia média de 500 km e aceleração de 0 a 100 km/h abaixo dos 5 segundos.

Porsche Taycan arrow-options
Newspress

A Porsche está lançando o esportivo Taycan e aproveitará as corridas da Fórmula E para a propaganda

Leia mais:  Honda XL 250 Motorsport 1974, a pioneira

Não se trata da única montadora da Alemanha a ingressar na Fórmula E visando a propaganda de seus veículos. A Porsche está lançando o Taycan, um esportivo totalmente elétrico e a corrida é importante para divulgar a tecnologia.

A marca planejava uma entrada há um tempo e finalmente chegou a hora. Em 2017, a Porsche anunciou que iria encerrar sua presença na corrida de Le Mans para se dedicar ao desenvolvimento da Fórmula E. Uma grande surpresa, considerando que a Porsche venceu três corridas consecutivas de 24 Horas de Le Mans.

LEIA MAIS: SUVs elétricos: Veja a nova safra que vem aí, com modelos de grife

Mercedes-Benz e Porsche têm grande tradição no automobilismo. Elas estão chegando na Fórmula E, entrando na disputa com 12 equipes e 24 carros. Mais do que em qualquer outra categoria do automobilismo, há vários fabricantes e os principais são Audi, BMW, DS [Peugeot / Citröen], Jaguar, Mahindra e Nissan, além de equipes independentes.

Temporada 2019-2020

Porsche arrow-options
Divulgação

A Porsche fez sua estreia na Fórmula E com um bom segundo lugar na Arábia Saudita

Leia mais:  5 carros de Roberto Carlos, que faz 78 anos

Certamente, essa categoria é um grande laboratório para o desenvolvimento de veículos movidos a eletricidade, assim como já aconteceu na Fórmula 1 para os carros movidos por combustão. Além disso, as corridas são emocionantes e a temporada 2020 promete ser uma das melhores para assistir .

No dia 22/11 foi realizada a 1ª etapa da temporada da Fórmula-E 2019/2020, na Arábia Saudita. As equipes estreantes na categoria já demonstraram que vierem para disputar o título. A Porsche ficou com um bom segundo lugar e a Mercedes fechou o pódio em terceiro. A vitória foi da experiente equipe da Audi.

Audi arrow-options
Divulgação

A primeira etapa da temporada 2019-2020 da Fórmula E, vencida pela Audi, mostrou a força das equipes de fábrica

Da mesma forma que seus concorrentes, a marca participa da Fórmula E divulgando o seu modelo e-Tron. Os pilotos brasileiros que estão na Fórmula E não foram bem na corrida de estreia. Felipe Massa terminou em décimo segundo e Lucas Di Grassi na décima terceira posição.

LEIA MAIS: Ford Mustang Lithium, Chevy E-10 e Bronco R querem dar alma aos eletrificados

O Campeonato de Fórmula E é a sexta temporada reconhecida pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) como categoria de competição de monopostos elétricos. O calendário de 2019/20 é composto por 14 corridas em 12 cidades de quatro continentes.

Seul e Londres são as novidades do calendário. Na América do Sul, o Chile é o único país a ter uma prova da Fórmula E , mas ainda depende da homologação do circuito. Apesar de sediar a Fórmula 1 , o Brasil segue de fora do calendário do campeonato. Mas poderia ser uma opção caso a prova chilena não aconteça por motivos políticos e sociais.

Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Laboratório afirma ter remédio contra Covid

Publicado

pcional e pode salvar vidas após ser aprovado pela agências reguladoras. Nós estamos trabalhando dia e noite para que esse produto seja aprovado e disponibilizado ao público”, disse Henry Ji em comunicado aos investidores.

Os testes foram conduzidos em laboratório, com o vírus in vitro. Agora, a Sorrento pretende pedir aos agentes reguladores da saúde nos Estados Unidos prioridade na liberação do medicamento, para que o remédio chegue o mais rápido possível à população.

De acordo com o laboratório, a fábrica em San Diego tem capacidade para produzir 200 mil doses do medicamento por mês. Antes mesmo da aprovação da droga, a Sorrento vai produzir 1 milhão de doses.

O anúncio foi bem recebido na bolsa Nasdaq, onde a empresa é listada. As ações da Sorrento estavam em alta de 161% na bolsa americana de tecnologia.

Comentários Facebook
Leia mais:  Líder no Brasil, Chevrolet Onix perde para cinco rivais no mundo
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana