conecte-se conosco


Cidades

Membros da Agência Espacial Brasileira visitam carreta MT Ciências

Publicado

A comitiva da AEB veio a Cuiabá para conhecer as demandas relacionadas a tecnologia, conectividade, monitoramento do clima entre outros, além de oferecer soluções para Mato Grosso

Na tarde desta quinta-feira (1°), o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), Nilton Borgato, apresentou os experimentos da carreta “MT Ciência”’ ao presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), Carlos Augusto Teixeira de Moura, ao diretor de Gestão de Projetos, Paulo Barros e para a equipe técnica da AEB. A comitiva veio a Cuiabá para conhecer as demandas relacionadas a tecnologia, conectividade, monitoramento do clima entre outros, além de oferecer soluções para Mato Grosso.

“É um privilégio poder conhecer estas iniciativas que despertam o interesse social para a ciência, ainda mais agora, que estamos no mês da ciência e tecnologia, momento de falar sobre investimentos e demandas necessárias para o Estado. Vamos unir esforços para trazer mais desenvolvimento e progresso para Mato Grosso”, disse o presidente da AEB.

O secretário da Seciteci ressaltou a importância de realizar ações voltadas à popularização da ciência e também para fomentar a conexão via satélite e que na ocasião houve um intercâmbio de ideias e informações.

Leia mais:  Programação Natalina se encerra com as bençãos do Senhor Bom Jesus de Cuiabá

“Eles vieram para conhecer as demandas do Estado em relação ao setor espacial, logística, tecnologia, conectividade, além de tentar nos ajudar a encontrar caminhos para resolver alguns gargalos. E também puderam conhecer as nossas iniciativas, tanto que ao visitarem o nosso projeto, eles se inspiraram para realizar algo parecido com experimentos voltados a observações espaciais”, falou.

Alguns experimentos apresentados mostram os biomas de Mato Grosso, a preservação da natureza, além de experimentos de biologia, física, química. O baú da carreta é um laboratório de ciência e tecnologia, que possui uma sala um escritório, além de duas tendas externas armadas para abrigar o acervo de novidades científicas e tecnológicas.

A comitiva da AEB também se reuniu com a equipe da Superintendência de Desenvolvimento Científico Tecnológico e de Inovação, da Seciteci e ainda esteve no gabinete do presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado Mato Grosso (Fapemat), Marcos de Sá.

A agenda de visitas do presidente da AEB incluiu a Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e também a  Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec).

Leia mais:  Procon orienta consumidor sobre propaganda enganosa

Segundo Carlos Moura, até o próximo mês a equipe da Agência Espacial Brasileira deverá apresentar ao Governo do Estado projetos e iniciativas para ajudar a solucionar as demandas colhidas durante as visitas presenciais e videoconferências.

MT Ciências

O projeto da carreta MT Ciências foi desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Seciteci, com o objetivo de popularizar a ciência e a tecnologia no estado, permitindo o acesso do cidadão mato-grossense em circuito itinerante.

O MT Ciências é constituído em uma unidade móvel adaptada com tendas anexas e planetário digital, com 32 instalações, as quais abordam áreas do conhecimento multidisciplinar e sensibilizam os visitantes para a importância da ciência e da biodiversidade, valorizando vocações, potencialidades, riquezas e a perpetuação dos valores mato-grossenses, oportunizando aprendizagem e entretenimento.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Lotação das UTIs de hospitais particulares chega a 86% em MT

Publicado

Os hospitais particulares de Mato Grosso também estão próximos de não terem mais vagas de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para os pacientes com covid-19. A taxa de ocupação chegou a 86,5%, bem maior dos que os 70% de ocupação das UTIs públicas.

 

Em nota, o Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso (Sindessmat) afirmou que o número de pacientes internados em hospitais particulares por causa do novo coronavírus tem aumentado.

Em 8 de janeiro 80% dos leitos de UTI exclusivos para covid-19 estavam ocupados. Uma semana depois, em 15 de janeiro, essa taxa já era e 86,5%. Já a ocupação geral de leitos para covid-19 (enfermaria e UTI) está em 73%.

 

A situação é de alerta no estado, não só nos hospitais particulares como no Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, apesar das UTIs públicas estarem com 70% de ocupação, o momento é de preocupação, pois na primeira onda da pandemia em 15 dias a taxa de ocupação saiu de 70% para 100%.

Leia mais:  Servidores da prefeitura participam de capacitação realizada pelo Tribunal de Contas do Estado

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana