conecte-se conosco


Brasil / Mundo

Médium diz que jogador está arrependido.

Publicado

Morto no último dia 27, o jogador Daniel, de 24 anos, ainda tem o seu crime investigado pelas autoridades. Seu assassino, Edison Brittes, está preso. Se no plano real, o caso segue indefinido, no plano espiritual também. De acordo com a médium clarividente Hadassa, o meia a procurou uma semana depois de ter sido morto.

“Postei o vídeo no qual relato a mensagem de Daniel Freitas sobre o fato de sua morte, seu arrependimento e pedido de justiça. Mensagem recebida no dia 02/11/18 às 6:12 da manhã. Orem pela alma deste jovem e lutem por justiça”, disse Hadassa em vídeo postado no YouTube.

De acordo com a médium, Daniel era um desconhecido que veio pedindo ajuda para ela, após sua morte. Hadassa afirmou que o jogador está triste pela repercussão da sua morte.

“Eles que vêm e dão a mensagem. Eu não preciso mentir, não quero nada, não procuro fama, tenho uma vida boa e estável, mas esse rapaz pediu para passar essa mensagem, porque está tendo muita difamação. Tem muita gente xingando Daniel e deve ter sido por isso que o ele me procurou. Só sei que esse moço se arrependeu de tudo o que ele fez. Eu nem sabia o que tinha acontecido, nem no Brasil eu moro. Meu marido me contou sobre a morte do jogador, falou detalhes. E eu criei uma empatia com a vítima, porque 19 anos atrás tive um parente que foi assassinado assim, decapitação”, disse.

Leia mais:  Grupo Zahran compra afiliada da Globo em GO

Segundo ela, sempre aconteceram esses tipos de premonições e que não consegue falar com uma pessoa desencarnada se alguém pedir. “Eles que vêm e dão a mensagem. Eu não preciso mentir, não quero nada, não procuro fama, tenho uma vida boa e estável, mas esse rapaz pediu para passar essa mensagem, porque está tendo muita difamação”.

A médium ainda descreveu como teria sido a morte do jogador. Ela afirmou que o jogador teria visto uma mulher tentando cortar o seu pescoço.

“Ele não foi morto dentro daquela casa. Ele tomou um ‘sossega leão’, desmaiou e ele se engasgava muito com sangue. No meu sonho não conseguia nem respirar. Ele disse que estava tudo bem escuro e escutou que iriam arrancar as pernas dele, mas alguém disse que era melhor matar senão ele escaparia. A última visão que eu tenho, que foi o que ele viu, era alguém cortando o pescoço. E o que pareceu para mim, e que foi o que ele pensou, é que seria uma mulher tentando cortar”, concluiu.

Leia mais:  Após 5 meses, bandeira tarifária passará do vermelho para o amarelo em novembro

Comentários Facebook
publicidade

Brasil / Mundo

Telescópio Hubble divulga imagem inédita de nebulosa do Caranguejo do Sul

Publicado

por

Telescópio comemora 29 anos no espaço. Objeto cósmico é formado por duas estrelas desiguais.

O telescópio Hubble divulgou nesta quinta-feira (18) uma imagem inédita da nebulosa do Caranguejo do Sul para comemorar seus 29 anos no espaço.

A nebulosa é um dos muitos objetos que o Hubble desmistificou ao longo dos anos no espaço. Segundo o comunicado da Nasa e da Agência Europeia Espacial (ESA, na sigla em inglês), a nova imagem aumenta a compreensão sobre a nebulosa e demonstra as capacidades continuadas do telescópio.

Todo ano, para comemorar seu “aniversário”, o telescópio divulga uma nova imagem de seus objetos de estudo no espaço que sejam bonitos e significativos.

Par de estrelas forma a nebulosa

A nebulosa do Caranguejo do Sul tem estruturas aninhadas em formato de ampulheta e foi criada pela interação entre um par de estrelas no seu centro. O par desigual consiste em uma estrela gigante vermelha e uma estrela anã branca.

Uma estrela anã é pequena para ser qualificada como estrela, ou seja, tem massa menor e raio inferior às gigantes. É o tipo mais comum e o Sol é uma estrela anã. Já a estrela gigante é uma estrela de raio e luminosidade maiores.

Leia mais:  Após 5 meses, bandeira tarifária passará do vermelho para o amarelo em novembro

A gigante vermelha é uma estrela luminosa em fase avançada da evolução estelar.

No caso da nebulosa do Caranguejo do Sul, a estrela gigante vermelha está derramando suas camadas externas na última fase de sua vida antes de também viver seus últimos anos como uma anã branca. Parte do material que sai da gigante vermelha é atraído pela gravidade da sua companheira.

De acordo com a ESA, quando uma quantidade suficiente deste material é puxada para a estrela anã branca, ela também ejeta o material para fora em uma espécie de erupção, criando as estruturas da nebulosa. Eventualmente, a estrela gigante vermelha terminará este processo de eliminar suas camadas externas e parará de alimentar sua companheira. Antes disso, mais erupções podem ocorrer, criando estruturas ainda mais complexas.

A nebulosa foi descrita pela primeira vez em 1967, mas era considerada uma estrela comum até 1989, quando foi observada com ajuda de telescópios. A imagem resultante mostrou uma nebulosa extensa em forma de caranguejo, formada por bolhas simétricas de gás e poeira.

Leia mais:  Grupo Zahran compra afiliada da Globo em GO

Em 1999, o Hubble voltou a fazer imagens da nebulosa revelando toda sua estrutura e sugerindo que o fenômeno que criou as bolhas externas ocorreu duas vezes no passado astronômico recente.

A nova imagem feita pelo Hubble contribui para o estudo da história de um objeto ativo e em evolução.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana