conecte-se conosco


Cidades

Mauro Mendes é derrotado duas vezes por Emanuel Pinheiro

Publicado

O governador Mauro Mendes (DEM) conquistou o seu segundo revés eleitoral em Cuiabá com a reeleição do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que obteve 135.871 mil votos (51,15%), contra o vereador Abílio Júnior (Pode), que alcançou 129.777 mil votos (48,85%).

 

Mendes, que tem Pinheiro como seu principal adversário político, se iguala aos demais governadores que desde 2000 não conseguiram ter o seu candidato vitorioso na Capital. No 1º turno o governador decidiu retirar a candidatura de Fábio Garcia (DEM) e apoiar o ex-prefeito Roberto França (Patriota), já que naquele momento as pesquisas de intenção de voto o colocava empatado tecnicamente com Emanuel.

Porém, Roberto França sentiu o desgaste das suas gestões anteriores (1997-2004) e terminou em 4º lugar. Já no primeiro dia do 2º turno, Mauro Mendes convocou Abílio Júnior no Palácio Paiaguás para declarar seu apoio.

No encontro, Mendes deu a garantia do apoio do DEM e demonstrou que não mediria esforços para fazer do vereador prefeito e assim derrotar Emanuel Pinheiro. A primeira-dama Virgínia Mendes foi a digital que mostrava que Mendes estava de corpo e alma na campanha do vereador.

Leia mais:  Bares e restaurantes demitem 10 mil; 40% não devem reabrir em Cuiabá

 

Já no 1º turno, questionado pela imprensa o porquê não tinha participado de um evento com Roberto França, Mendes respondeu que Virgínia estava e essa era a prova que ele estava na campanha. “A pessoa mais importante da minha vida estava lá. Isso já mostra que eu estou na campanha também”, disse na época.

 

Mauro Mendes também procurou se reunir com outras lideranças para conseguir apoio para o adversário de Emanuel. Mendes pediu, por exemplo, para que o presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (DEM), não apoiasse Emanuel e que não tecesse críticas a Abílio Júnior. Dias depois, Botelho disse que ficaria neutro.

 

O mesmo ocorreu com o senador Carlos Fávaro (PSD), que  tinha anunciado que não apoiaria Abílio Júnior pelo fato do candidato não ter o apoiado na disputa ao Senado. Mendes entrou em cena novamente, fazendo com que Fávaro permanecesse neutro e não entrasse na campanha de Emanuel Pinheiro, mesmo o prefeito da Capital tendo colocado toda sua base para apoiar Fávaro em Cuiabá. A conversa deu certo e Fávaro foi viajar, sem ao menos agradecer o prefeito da Capital pelo apoio na disputa ao Senado.

Leia mais:  Jayme tem contas de campanha aprovadas por unanimidade no TRE

 

De cabeça na campanha de Abílio, Mauro Mendes viu Emanuel desconstruir o seu candidato, e, mesmo com todo o desgaste do vídeo do paletó, em que aparece recebendo maços de dinheiro na época que era deputado, conseguiu uma virada histórica com pouco mais de 6 mil votos de diferença.

 

Sem ligar para Emanuel Pinheiro e cumprimentá-lo pela vitória, o governador encerrou o domingo (29) com uma declaração nas redes sociais, desejando sorte a Emanuel Pinheiro e aos demais prefeitos eleitos.  Mesmo que negue, Mauro Mendes acabou sendo derrotado duas vezes por Emanuel Pinheiro nas eleições municipais de 2020. Em 2022, Mendes poderá ter sua revanche, caso Emanuel decida disputar o Palácio Paiaguás.

 

Veja a nota de Mauro Mendes

“Desejo ao prefeito eleito de Cuiabá e aos demais prefeitos de Mato Grosso um mandato com muito trabalho, realizações e entregas para a população. O Governo de Mato Grosso continuará trabalhando para atender a todos os mato-grossenses nos 141 municípios.”

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Prefeitura publica calendário de pagamento do IPTU; veja datas

Publicado

A Prefeitura de Cuiabá estabeleceu a programação para pagamento do IPTU em 2021, que deve começar a partir de 1º de março. O Decreto nº 8.285, que determina o cronograma, foi publicado na Gazeta Municipal.

 

Assim como em outras edições, o pagamento poderá ser feito em cota única ou em até oito parcelas. O valor mínimo de cada parcela será de R$ 57,26.

 

Aqueles que não tiverem débitos de anos anteriores e optarem por quitar o IPTU em cota única até o dia 14 de abril, terão desconto de 10%. Os carnês serão enviados para todos os contribuintes que contam no Cadastro Imobiliário do Município.

 

Já as guias do IPTU de imóveis territoriais deverão ser retiradas nos postos de atendimentos do Município ou por meio do site.

 

A retirada presencial poderá ser feita no Centro Integrado de Atendimento ao Contribuinte (CIAC), nas Lojas de Atendimento ao Contribuinte (LAC-Norte e LAC-SUL), e em outros postos de atendimento que serão indicados pela Prefeitura de Cuiabá.

Leia mais:  Prefeito recebe demandas de moradores da região Norte de Cuiabá

 

Outra informação que o munícipe deverá ficar atento é em relação ao pedido de isenção do pagamento, que neste ano poderá ser feito no período de 1º de junho a 30 de julho, com validade até 2024.

 

Caso a solicitação seja indeferida, será concedido um prazo de 30 dias, a partir da ciência do contribuinte quanto à decisão, para que o valor seja pago sem desconto e sem a incidência de juros e multa.

 

“De acordo com os termos do art. 5º da Lei nº 5.355/2010, alterado pela Lei nº 5.797/2014, estão isentos do Imposto Predial e Territorial Urbano os imóveis residenciais com valor venal atualizado igual ou inferior a R$ 33.921, excluindo-se os imóveis territoriais, comerciais, unidades autônomas desdobradas com cadastro individualizado para fins tributários, chácaras de recreio e garagens de edifícios”, explica o decreto municipal.

 

Veja calendário de pagamento: 

 

Primeira parcela e cota única: 14 de abril

 

Segunda parcela: 14 de maio

 

Terceira parcela: 14 de junho

Leia mais:  Jayme tem contas de campanha aprovadas por unanimidade no TRE

 

Quarta parcela: 14 de julho

 

Quinta parcela: 13 de agosto

 

Sexta parcela: 14 de setembro

 

Sétima parcela: 14 de outubro

 

Última parcela: 12 de novembro

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana