conecte-se conosco


Política

Mauro determina que alunos voltem às salas de aula em fevereiro; olhe data

Publicado

O retorno das atividades na rede estadual de ensino está confirmado para o dia 1º de fevereiro, no sistema híbrido (presencial e não presencial). Primeiro voltam os professores, diretores e assessores, que terão uma semana pedagógica (de 1º a 5 de fevereiro), fechando o planejamento para 2021. No dia 8 de fevereiro será a vez dos alunos voltarem às salas de aula, com revezamento.

Secretário de Estado de Educação, Alan Porto enfatiza que todas as escolas estaduais de Mato Grosso receberam, no fim de 2020, recursos para comprar álcool em gel, máscaras, entre outros materiais que visam garantir a proteção dos mais de 380 mil alunos e 40 mil profissionais. Outras ações são adotadas nas unidades escolares para manter todos os protocolos de biossegurança e evitar a contaminação pela Covid-19.

Além de Mato Grosso, mais 14 estados já anunciaram que a educação será retomada no sistema presencial a partir deste mês. Goiás e Piauí querem os alunos nas salas de aula ainda em janeiro. Para fevereiro, o retorno presencial está previsto em São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Ceará, Rio Grande do Norte e Pernambuco. Amapá e Pará também já anunciaram aulas presenciais, mas ainda sem data definida.

Leia mais:  Primeira semana de junho terá frio de 15 graus em Cuiabá e 12 em Chapada

O secretário Alan Porto lembra que em Mato Grosso as escolas suspenderam as atividades presenciais em março do ano passado. Ele enfatiza que um dos grandes desafios da educação este ano é justamente recuperar os prejuízos causados à aprendizagem em 2020 pela pandemia.

Lembra ainda que todas as decisões da Seduc são tomadas considerando a curva de evolução da Covid-19 e que, se necessário, serão reavaliadas a qualquer momento.

Comentários Facebook
publicidade

Política

2021 começa ‘quente’ nos partidos políticos em Mato Grosso

Publicado

O começo de 2021 tem sido especialmente ‘quente’ também nos bastidores dos partidos políticos em Mato Grosso. Além das rixas conhecidas dentro do MDB, entre a deputada Janaina Riva e o prefeito Emanuel Pinheiro, outras siglas registram estranhamento entre seus membros, como o PV.

Até um pedido de expulsão já foi apresentado contra o deputado Faissal Calil, que no segundo turno das eleições de 2020 apoiou a candidatura de Abílio Jr (Podemos), contrariando o partido. Já o PSL, que outrora era badalado, está desidratando e corre o risco de perder vários de seus membros em breve.

Por: gazetadigital

Comentários Facebook
Leia mais:  Projeto que cria cartão de vacina digital está em tramitação na Câmara
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana