conecte-se conosco


Cidades

Mato Grosso tem 73 suspeitos de coronavírus ; Olhe as cidades

Publicado

O número de casos suspeitos de coronavírus em Mato Grosso chega a 73 nesta sexta-feira (20). O dado foi divulgado pelo secretário estadual de Saúde Gilberto Figueredo em transmissão ao vivo via Facebook do governo. O secretário alerta que nos próximos dias muitos casos suspeitos devem surgir, consequentemente o número de casos confirmados também.

 

Neste sentido, reforça a recomendação para evitar aglomerações e apela pelo isolamento social. “Em 30 dias um único caso positivo pode transmitir para 400 pessoas. Se nós apertarmos o cerco em 70% a circulação de pessoas, em 30 dias teremos apenas 3 pacientes infectados”, projeta.

Os casos suspeitos estão nas cidades de Cuiabá (27), Lucas do Rio Verde (6), Rondonópolis (5), Várzea Grande (4), Tangará da Serra (3), Aripuanã (3),  Campo Novo do Parecis (1), Sinop (2), Araputanga (1), Cáceres (2), Campo Verde (2), Ipiranga do Norte (1), Juína (1), Juruena (1), Nova Xavantina (2), Poxoréu (1), Primavera do Leste (2), São José do Rio Claro (2), Sinop (1), Tangará da Serra (1), Comodoro (1), Nova Monte Verde (1), Novo Horizonte do Norte (1), Pedra Preta (1) e Peixoto de Azevedo (1).

Leia mais:  Prefeitura concede descontos a contribuintes em dívida com o Município

O secretário explica que as medidas são tomadas à medida que os casos aparecem e garante que Mato Grosso adotou todas as ações adequadas a cada momento. “O Estado de Mato Grosso está adotando paulatinamente as medidas, em conformidade com o Ministério da Saúde”.

Na coletiva, o secretário explicou que mudaram os critérios para um caso ser considerado suspeito. A partir de agora, além dos sintomas já conhecidos, febre e dificuldade para respirar, é levado em conta se a pessoa passou por qualquer Estado ou localidade em que já exista casos confirmados da doença.

Sobre a revogação das medidas emergenciais, Gilberto comentou que não dá para criar expectativas neste sentido nem fazer futurologia. “As medidas são tomadas de acordo com os cenários e esperamos que não seja o pior, mas à medida que for possível flexibilizar, vamos fazer. Assim como é verdadeiro afirmar que se for necessário redobrar decisões enérgicas, o governo também assim vai fazer”, declara.

Gilberto Figueiredo alerta que pessoas que desrespeitarem as normas impostas pelo Governo podem, sim, ser presas pelas forças policiais.

Leia mais:  Bairro Jardim Leblon recebe Mutirão da Limpeza neste sábado (31)

Números desta quinta

Ontem, o Estado registrou 59 casos suspeitos, dos quais 28 eram pacientes em Cuiabá. Hoje, um hospital particular da Capital divulgou que está com 38 pacientes com suspeita de coronavírus, além de outros dois já confirmados, sendo um destes ratificado pelo Estado.

 

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Cabeleireiros se vestem de heróis para atender crianças na quarentena

Publicado

por

Não é todo dia que se vê o Superman e a Batgirl na rua, que dirá os dois juntos em cima de uma moto. Os super-heróis desfilam pelas ruas de São Paulo porque foram chamados para uma missão pra lá de especial: cortar o cabelo dos irmãos Vitor e Túlio Monteiro.

Antes da pandemia, eles iam com os pais até o salão, um espaço personalizado, voltado para o público infantil. O lugar está fechado desde o dia 18 de março, por causa da quarentena.

Para manter o quadro de funcionários, o empresário Vinicius Danielli resolveu oferecer o serviço nas casas dos interessados. Os cabeleireiros se vestem de super-heróis para atender os clientes mirins e levar cuidados e diversão.

“É um momento de descontração, de sair da rotina, faz bem para as crianças”, afirma o gerente comercial e pai dos meninos, Ubirajara Monteiro.

Estratégia salva negócio

E faz bem também para o salão do Vinicius, que viu a receita cair exponencialmente. Um dos segmentos que mais sofre com o fechamento do comércio é o salão de beleza. Na maior parte do país a atividade está com restrição de funcionamento decretada por governos estaduais e prefeituras.

Leia mais:  Prefeitura concede descontos a contribuintes em dívida com o Município

Atender em casa foi o jeito que o empresário encontrou de manter o negócio aberto. “Claro, com todos os cuidados, estamos dobrando a segurança e higiene”, diz Vinicius.

Por: Adriana de Luca, da CNN, em São Paulo

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana