conecte-se conosco


Mato Grosso

Mato Grosso Saúde caminha rumo à sua autossuficiência financeira

Publicado

O Plano de Saúde do servidor do Estado continua o processo de expansão dos atendimentos médicos aos seus beneficiários, que atualmente conta com mais de 20 mil vidas entre servidores públicos estaduais e ex-servidores, seus dependentes e agregados, que recebem prestação de serviços de saúde como consultas, exames, pronto atendimento e cirurgias de média e alta complexidade.

  • Cirurgias

Em levantamento feito neste ano de 2018, até a presente data foram autorizadas mais de 546 cirurgias em diversas especialidades: gástrica, cardíaca, ortopédica, entre outras. “Foi um excelente avanço nessa questão, pois, para se ter uma ideia, em abril de 2018 existiam mais de 200 pedidos de cirurgias e, atualmente, apenas 14 cirurgias eletivas estão à espera das aquisições dos materiais especiais para a então autorização”, afirma Basílio Bezerra, presidente do Mato Grosso Saúde.

Outro ponto forte que a atual gestão implantou foi na agilidade dos processos interno dos beneficiários do Plano. Foi estabelecido o prazo de 20 dias, após a solicitação médica, para as autorizações de cirurgias eletivas, diferente dos outros planos onde esse prazo é em torno de 30 dias. Outro grande progresso foi na ampliação da rede credenciada, bem como aumento do rol de procedimentos cobertos pelo Plano, tais como, modernas técnicas de radioterapias 3D, IMRT e rádio cirurgia aos pacientes com câncer, além de mamografia digital, diversos exames laboratoriais, biópsias, polissonografia, entre outros.

  • Rede Credenciada

O Plano também conta com a cobertura de diversas especialidades, incluindo atendimento em traumatologia, neurologia, geriatria, pneumologia, fisiatria, endocrinologia, psiquiatria, cardiologia, médico da família, ginecologia, obstetrícia e nefrologia.

Entre os novos credenciados estão a Clínica Anny de Oftalmologia, Vida Diagnóstico e Saúde Otorrino, Vida Medicina Nuclear, Clínica Orthos com especialidade em cirurgias ortopédicas oncológicas, Instituto do Sono que realiza exame de polissonografia, que é um teste multiparamétrico utilizado no estudo do sono e de suas variáveis fisiológicas.

Na área de imagem e exames laboratoriais, estão credenciados os laboratórios Cedic e Cedilab, Carlos Chagas, Imagens, Vida Medicina Nuclear, INAC, entre outros, que oferecem exames de ressonância, mamografia digital, ultrassom da mama, raio-X, tomografia computadorizada, entre outros.

Já nos atendimentos médicos está sendo credenciados: a FEB Saúde, que contará com diversas especialidades médicas, a Clínica Mega, localizada na região do CPA, o Instituto da Visão, anexo ao Hospital dos Olhos e a clínica Gastroplast.

Em comparativo, o Mato Grosso Saúde teve um bom desempenho quanto aos credenciados para a prestação de saúde aos seus beneficiários. “Em abril tínhamos em torno de 200 credenciados atendendo pela rede do Plano, hoje esse número está próximo aos 400 credenciados”, informa Basílio.

  • Gestão e Finanças

Outra importante novidade na gestão do Plano está na implantação da fatura digital, onde o beneficiário recebe em seu e-mail a fatura detalhada das utilizações realizadas e o boleto para pagamento, facilitando o acesso das quitações das contribuições, evitando as suspensões por questões administrativas.

Leia mais:  PGE ajuíza ação no STF para que a União retire Mato Grosso do cadastro de inadimplentes

Para Basílio Bezerra, é importante que o beneficiário mantenha seus dados atualizados para que esse tipo de informação chegue até o seu destino final. “Precisamos ter a nossa base cadastral sempre muito bem alimentada e atualizada. É importante o beneficiário auxiliar com essas informações, tanto dos titulares, quanto dos dependentes e agregados, pois assim conseguimos informar de maneira mais efetiva as nossas ações, melhorias, entre outros serviços”, frisa Basílio da importância da ação.

Essa nova modalidade de informação dos débitos surgiu após uma análise detalhada da carteira de cobrança do Mato Grosso Saúde, que conta com 70% proveniente dos descontos em folha de pagamento dos beneficiários titulares. Os outros 30% são oriundos dos dependentes, agregados, inativos optantes (ex-servidores) e as coparticipações de utilização, inclusive dos titulares que não possuem margem consignável em folha para este desconto, gerando a cobrança por meio dos boletos bancários.

No último estudo financeiro apresentado pela gerência de cobrança do Plano, foi constatado que, aproximadamente 38% dos que recebem por meio dos boletos bancários estão inadimplentes com o Plano. Com a implantação da fatura digital o Plano estima ter uma queda de 17% desse número.

O Mato Grosso Saúde tem impulsionado o setor de cobranças. “Estamos com uma postura bem atuante nas cobranças das mensalidades e copartipações devidas pelos nossos beneficiários, prática pouco aplicada até então. Já tivemos um bom retorno desta ação, e o fato colabora com a eficiência do Instituto”, frisa o gestor.

Outro ponto que a gestão vem trabalhando, é a diminuição dos custos junto aos prestadores de serviço credenciados ao Mato Grosso Saúde, em alguns casos onde já se obteve 30% de diminuição dos custos com fornecedores. “Estamos trabalhando firme nas negociações dos valores devidos junto aos fornecedores do Plano. Isso já significou uma economia de aproximadamente R$ 2,5 milhões até o momento. Com esse valor podemos oportunizar o pagamento dos débitos mensais com a rede credenciada, bem como as dívidas do Plano”, ressalta o presidente.

Basílio segue otimista quanto à autonomia do Instituto e prevê autossuficiencia financeira em pouco tempo. “Se continuarmos nesse rumo, em alguns meses o Plano terá a sua independência financeira total e, consequentemente, mais melhorias aos nossos beneficiários. Hoje, todo débito mensal com rede credenciada é custeado exclusivamente com recursos das contribuições recebidas dos usuários”, afirma o presidente.

Quanto às dividas do Plano, o presidente afirma que o Instituto tem quitado grande parte do passivo encontrado no início da sua gestão. “Para se ter uma ideia, as dívidas relativas até abril de 2018, eram em torno de R$ 40 mi entre a rede credenciada ativa e inativa. Hoje, com todo o processo de fortalecimento do Mato Grosso Saúde, e todo trabalho de gestão que estamos executando, esse valor baixou para R$ 15 mi. Já com a rede credenciada ativa, no mesmo período, o valor que era de R$ 23 mi, hoje está em torno de R$ 500 mil”, pontua Basílio.

Leia mais:  ALMT aprova projeto de lei que põe fim às sacolas plásticas usadas em estabelecimentos comerciais.

O gestor lembra que essa melhoria tem tido apoio incondicional da Secretaria de Fazenda (SEFAZ), sobretudo no que tange aos repasses, de forma sistemática e tempestiva, das contribuições dos beneficiários descontadas em folha.

  • Serviços

Os beneficiários do Instituto podem outras informações acessando o site: www.matogrossosaude.mt.gov.br. Lá ainda podem encontrar a listagem completa dos credenciados, retirar a 2ª via de boletos, fazer adesão ao Plano de forma online e outros serviços.

 

Confira, a seguir, a listagem dos principais credenciados do Plano:

 

Hospitais e clínicas credenciadas pelo Mato Grosso Saúde

– Hospital dos Olhos – (Pronto Atendimento em oftalmologia 24h)

– Hospital Sotrauma – (Pronto Atendimento especializado em traumatologia e ortopedia).  O horário de funcionamento é até às 22h.

– Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá – (Pronto Atendimento 24h, para pacientes acima de 14 anos)

– Hospital Santa Rita, em Várzea Grande – (Pronto Atendimento em clínica geral, ortopedia e obstetrícia 24h)

– Hospital Santa Helena – (pronto atendimento em obstetrícia, UTI neonatal e internação para partos eletivos)

– Hospital Geral – (Cirurgias eletivas cardíacas, oncológicas e ortopédicas)

– Hospital Amecor- (Pronto atendimento cardíaco e cirurgias eletivas cardíacas)

– Centro Vida – (exames de imagem e consultórios com diversas especialidades médicas)

– Orthus Ortopedia – (cirurgias ortopédicas e consultas nas áreas de fisiatria, psicologia, fisioterapia, cirurgias reparadoras e ortopedia nas especialidades de mão, joelho, ombro, coluna, quadril, tornozelo, geral e oncológico). A clínica conta com unidades em Cuiabá e Várzea Grande.

– Oncomed, Oncocenter, Santa Rosa Onco (NUTEC) e clínica de tratamento e Pesquisa em Hematologia (anexo ao Hospital do Câncer) – (tratamento e cirurgias oncológicas)

– Clínica de Tratamento Renal (CTR)

– Cardioclin (atendimento cardiológico)

– Centro Clínica (Otorrino)

– Psicolclin (Tratamento psicológico)

 

Laboratórios credenciados pelo Mato Grosso Saúde

– Laboratório Carlos Chagas

– Cedic Medicina Diagnóstica

– Cedilab Medicina Laboratorial

– Instituto de Análises Clínicas (INAC)

– Bioseg Laboratório de Análises Clínicas

– Medclin Imagem e Laboratório

– Centro de Diagnóstico por Imagem (CEDIMAGEM)

– Instituto de Medicina Nuclear (IMN)

– Vida Diagnóstico e Saúde (Várzea Grande)

 

Rede Credenciada pelo Mato Grosso Saúde no interior do Estado

– Hospital e Maternidade Santa Rita (Alta Floresta)

– Laboratório de Imagem D.Azevedo (Alta Floresta)

– Prisma Imagens (Sorriso)

– Hospital Clínica da Criança (Tangará da Serra)

– Diagnóstica Clínica Médica (Alta Floresta)

– Laboratório Clínico São Matheus (Cáceres)

– Clínica de Olhos Mirassol (Mirassol D’Oeste)

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Servidor é preso por roubar pneus novos utilizados em caminhões e retroescavadeiras

Publicado

Foram desviados pelo menos 12 pneus novos utilizados em caminhões e retroescavadeiras, causando um prejuízo de aproximadamente R$ 35 mil.

Um servidor público suspeito de desviar pneus de veículos da prefeitura de Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá, prestou esclarecimentos na delegacia do município. Segundo a Polícia Civil, ele deve responder pelo crime de peculato.

As investigações começaram no dia 22 de março, quando o prefeito Adilson Gonçalves de Macedo registrou um boletim de ocorrência denunciando o suposto desvio.

O delegado Wilyney Santana Borges disse que várias buscas foram realizadas, até que o suspeito acabou confessando o crime. Em depoimento, ele contou que os pneus foram repassados para um comerciante como parte do pagamento na aquisição de um carro dele de luxo.

Os pneus desviados eram de veículos da Secretaria Municipal de Urbanismo.

De acordo com a polícia, nas investigações, foi apurado que pneus adquiridos para serem utilizados nas automóveis da secretaria foram desviados nos meses de novembro e dezembro de 2020, por um servidor  que exercia funções no setor de frotas da Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

Leia mais:  CGE inicia comemorações dos seus 40 anos com relatos de aposentados

Segundo o delegado, os indícios apontados no inquérito indicam que foi possível constatar o desvio de pelo menos 12 pneus novos utilizados em caminhões e retroescavadeiras, causando um prejuízo de aproximadamente R$ 35 mil.

A Polícia Civil informou que o investigado pela venda dos pneus deverá responder ação penal pelo crime de peculato, vez que na época dos desvios, exercia o cargo de funcionário público. Já o comerciante que recebeu os pneus desviados, em troca de pagamento, responderá pelo crime de receptação.

A delegacia de Barra do Garças continua as investigações para saber se havia a conivência ou participação de outros servidores municipais, envolvidos no caso dos pneus desviados.

Por G1 MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana