conecte-se conosco


Mato Grosso

Mato Grosso Saúde apresenta estratégias de gestão ao Conselho Deliberativo

Publicado

O Mato Grosso Saúde se reuniu com o Conselho Deliberativo na última quinta-feira (05.12) para debater metas e diretrizes para o próximo ano. Com um breve apanhado de algumas ações realizadas em 2019, os conselheiros puderam ter uma macro visão das ações realizadas durante o período de janeiro a novembro.

O Mato Grosso Saúde prevê um crescente número de melhorias para o ano vindouro, como a expansão da rede credenciada para o interior do Estado, criação de novos editais de credenciamento, criação de tabela de preços referencial com a diminuição de valores pagos à rede prestadora de serviços de saúde e a continuidade dos eventos, ações e o Posto Itinerante. 

Sobre o maior desafio, o credenciamento no interior, a presidente do Instituto, Misma Thalita dos Anjos explica que “será necessário realizar os ajustes de gestão para o funcionamento regular do Plano, sem intempéries, para que em 2020 possamos ter uma melhora nos atendimentos no interior do Estado”.

 Para o conselheiro Carlos Brito há a necessidade de estratégia para alcançar o objetivo da interiorização.

“Seria interessante chegar a esses servidores que estão no interior e ser estratégico é fundamental, como atingir primeiramente as cidades pólos e posteriormente dar capilaridade às demais, ou até mesmo, verificar os municípios com maior número de servidores e tentarmos o credenciados nessas cidades pólos”, pontua. 

Leia mais:  Estado vai regularizar 5 mil moradias em parceria com a Prefeitura de Várzea Grande

O Conselho Deliberativo

O Conselho Deliberativo é previstos na Lei 539, de 18 de junho de 2014, e faz parte da estrutura organizacional do Mato Grosso Saúde, reunindo membros indicados pelo Governo, bem como servidores beneficiários das classes dos ativos, inativos e militares, que terão mandatos de dois anos.

As reuniões com o Deliberativo retornam quadrimestralmente em 2020 de forma ordinária.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Na disputa pela prefeitura em Pontal do Araguaia Adelcino é o mais rico, Leandro tem ensino superior e Pastor não tem bens

Publicado

O pequeno Município de Pontal do Araguaia, localizado a 500 quilômetros de Cuiabá, fica entre as cidades de Barra do Garças – MT e Aragarças em Goiás. Possui cerca de sete mil moradores entre a zona Urbana e Rural e 4.947 eleitores que devem comparecer às urnas nas eleições  deste 15 de setembro. As eleições que acontecem sempre em outubro teve seu calendário alterado devido a Pandemia do Covid-19.

Até agora três candidaturas foram registradas no Tribunal Eleitoral. Adelcino Francisco (MDB), Leandro Cardoso (PSB) e o Pastor Júnior do PSL.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral que divulga as candidaturas e patrimônios declarados pelos candidatos junto a Justiça Eleitoral Adelcino Francisco Lopo (MDB), da coligação “Pontal do Araguaia rumo ao novo tempo” é o mais rico. Entre terrenos, lotes urbanos e rurais, e conta corrente ele declarou  2.042.839.64 milhões. Adelcino tem ensino médio.

O segundo candidato com maior bem declarado é o atual presidente da câmara Leandro Cardoso (PSB), da coligação “Avança Pontal”  ele declarou ao TRE possuir uma casa no residencial Araguaia Center adquirido pelo programa Minha casa minha vida no valor de 250,000,00, entre quotas de capital empresa futura c f c veículos, e saldo em conta bancária foi declarado, 308,170,51 mil.  Leandro Cardoso tem Ensino Superior.

Leia mais:  Mato Grosso Saúde informa calendário do Posto Itinerante do primeiro bimestre de 2020

Já o terceiro a declarar  foi o Pastor Jair Junior (PSL) o partido não coligou com nenhum partido e segue isolado na disputa. Pastor Jair declarou a Tribunal Eleitoral que não possui bens.  Pastor Jair Junior, tem ensino médio incompleto.

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana