conecte-se conosco


Polícia

Mato Grosso reduz crimes de homicídio, roubo e furto

Publicado

Hérica Teixeira | Sesp-MT

Nos últimos nove meses, Mato Grosso apresentou redução de 18% em roubos, 17% em furtos e 6% nos crimes de homicídios. Os dados são da Coordenadoria de Estatísticas e Análise Criminal da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) e são medidos em comparação com o mesmo período de 2017.

De janeiro a setembro de 2018 são 684 crimes de homicídio, e em 2017, no mesmo período, foram 729 casos. Também foram registrados 13.719 roubos (quando não há ameaça ou violência), enquanto que no ano passado foram contabilizados 16.761. Já no caso de furtos em 2018 em todo o estado, foram registrados 34.686 crimes contra 41.579 registros em 2017.

Na manhã desta quinta-feira (25.10), o secretário de Estado de Segurança Pública, Gustavo Garcia, se reuniu com os representantes das forças da Polícia Militar (PM), Polícia Judiciária Civil (PJC), Corpo de Bombeiros Militar (CBM), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e Departamento Estadual de Trânsito (Detran) para apresentar os índices do Estado e traçar ações para os próximos meses.

Leia mais:  Polícia Civil cumpre mandados de busca por suspeita em fraude em certificado apresentado por médico

Garcia destacou o trabalho integrado e o empenho dos profissionais. “Os resultados alcançados se devem também ao planejamento integrado entre as forças de segurança, por meio de amplo diálogo conseguimos realizar todo um planejamento de ações, que estão voltadas às reduções da criminalidade. Outro ponto são as atividades de inteligência e análise criminal, com as quais conseguimos identificar as causas e os problemas que afetam a criminalidade e dar resposta com eficiência em cada evento criminal, buscando otimizar recursos humanos e materiais”, destacou.

O secretário ainda ressaltou a importância de cada servidor na busca contínua pelo enfrentamento à criminalidade. “Devemos também estes bons resultados ao empenho dos nossos servidores, estes são os maiores patrimônios do Estado de Mato Grosso. Sua dedicação e empenho representam muito na busca pela segurança pública aos cidadãos”, pontu

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Delegados de Mato Grosso ganham o maior salário do Brasil

Publicado

Um levantamento realizado pelo Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp) mostrou que os delegados de Mato Grosso são os que ganham o maior salário da categoria no país. O salário mensal de um delegado da Polícia Civil no estado é de R$ 24,5 mil.

Enquanto o salário dos delegados de Mato Grosso é o maior do país, o vencimento de escrivães e investigadores – as outras carreiras da Polícia Civil-, está bem longe do primeiro lugar.

Para os escrivães, profissionais responsáveis pelo registro de ocorrências e pela documentação das investigações, o salário é de R$ 5,5 mil, o 11º no ranking brasileiro.

Já para os investigadores, policiais que coletam provas sobre os crimes, localizam e interrogam suspeitos e mantém a segurança dos locais de investigação, o vencimento inicial é de R$ 5,5 mil, o 9º maior na comparação com o mesmo cargo em outros estados.

Dados da Polícia Civil mostram que no quarto trimestre de 2020 havia 400 cargos para delegados, porém, 158 estavam vagos. Já para escrivão de polícia, são 1,2 mil vagas, mas só 2.056 ocupados. E para investigador são 4 mil vagas, com 1.944 cargos vagos.

Leia mais:  Polícia Civil prende membros de facção criminosa que participaram de homicídio tentado e consumado

Por ser uma carreira típica de Estado, ou seja, que não podem ser substituída por profissional contratado, os cargos da Polícia Civil só podem ser ocupados através de concurso público. No entanto, para conseguir benefícios com o governo federal durante a crise, o Estado se comprometeu a não criar novos gastos até 2022, o que incluem os concursos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana