conecte-se conosco


Tecnologia

Mark Zuckerberg é ‘pessoa mais perigosa do mundo’, diz professor

Publicado

source

Olhar Digital

Mark Zuckerberg arrow-options
Divulgação

Mark Zuckerberg, ‘pessoa mais perigosa do mundo’ segundo professor da Universidade de Nova York

O fato de Mark Zuckerberg ser dono do Facebook, WhatsApp e Instagram, o torna “a pessoa mais perigosa do mundo”, segundo Scott Galloway, professor da Escola de Negócios da Universidade de Nova York.

No programa “Bloomberg Markets: The Close”, Galloway comenta a iniciativa do Facebook de integrar os serviços de mensagens das três plataformas. Pois, embora os usuários possam escolher usar os serviços individualmente, os três aplicativos ficarão sem a mesma infraestrutura técnica de back-end.

Leia também: FBI intensifica investigações contra Facebook e Twitter nos Estados Unidos

“Mark Zuckerberg está tentando criptografar o backbone [rede principal pela qual os dados de todos os clientes passam] entre o WhatsApp , o Instagram e a plataforma principal, o Facebook , de tal forma que ele tem uma rede de comunicação de 2.7 bilhões de pessoas”, disse Galloway na entrevista à Bloomberg . “O que poderia dar errado?”, indaga o professor.

“A noção de que vamos ter um indivíduo decidindo os algoritmos para um backbone criptografado de 2.7 bilhões de pessoas é assustador – independentemente das intenções da pessoa”, afirma Galloway.

Leia mais:  Como usar o Street View dentro do Google Maps no Android

O professor também expressa preocupação em relação às práticas democráticas, “uma salvaguarda fundamental para a sociedade é a diversidade de meios de comunicação/pontos de vista, verificações e equilíbrio”.

Além disso, Galloway ainda alerta que a iniciativa do Facebook de integrar a infraestrutura de mensagens poderia, na verdade, ser um esforço para construir uma defesa contra um possível caso de antitruste – lei que pune práticas anticompetitivas e fiscaliza a formação de monopólios e cartéis, evitando a grande concentração de poder econômico. O caso está sob revisão do Departamento de Justiça dos EUA, que também deve investigar outras empresas de tecnologia, de acordo com uma reportagem do The Wall Street Journal

Leia também: Apple oferece US$ 1 milhão para quem conseguir hackear iPhone

Zuckerberg não vai aceitar uma imposição do governo para acabar com o projeto. “O que o Facebook está tentando fazer é tomar medidas preventivas contra qualquer tipo de antitruste para que [Zuckerberg] possa dizer: ‘seria impossível desfazer isso agora’”, disse Galloway à Bloomberg.

Fonte: CNBC

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

EUA pressionam Brasil para vetar entrada da Huawei no mercado do 5G

Publicado

por

source

Olhar Digital

Huawei arrow-options
Marcos Corrêa/PR

Presidente Jair Bolsonaro recebe placa do presidente-executivo da Huawei no Brasil, Yao Wei


Ao longo de todo o ano de 2019, os EUA se mostraram contrários à qualquer tipo de expansão da Huawei . A postura norte-americana não é diferente quando se trata de ações da empresa no Brasil . Por isso, o governo dos EUA intensificou o lobby contra a entrada da empresa no mercado brasileiro do 5G . O leilão da nova tecnologia está previsto para o próximo ano .

Donald Trump e seus representantes têm aproveitado reuniões com autoridades brasileiras para levantar preocupações sobre a segurança dos equipamentos da Huawei , que estariam, segundo eles, suscetíveis a ataques cibernéticos ou espionagem.

Leia também: Quando o 5G chega ao Brasil? Anatel adia abertura de edital mais uma vez

Pensando nesse tipo de postura por parte do governo americano, o novo presidente-executivo da Huawei no Brasil, Yao Wei , se encontrou com o presidente Jair Bolsonaro no Planalto, na última segunda-feira (18).

Como resposta, os americanos fizeram chegar a auxiliares do presidente brasileiro o recado de que o aprofundamento da parceria na área de defesa depende de garantias de que as telecomunicações usadas pelo Brasil sejam confiáveis.

Leia mais:  Caiu na rede! De vazamento a fakes, relembre assuntos que tomaram a web em 2018

A Huawei é hoje a principal fornecedora de equipamentos de rede de telefonia no mundo, e protagonista no avanço da rede 5G .

Leia também: Huawei produz 5G sem componentes americanos

Em nota, o governo americano afirmou que a entrada dos chineses nessa área traz diversas “implicações de segurança “. “Permitir equipamentos de telecomunicações chineses em qualquer ponto de uma rede 5G cria um risco inaceitável para a segurança nacional, infraestrutura, privacidade e direitos humanos”, afirmou a missão diplomática.

Na primeira visita oficial a Bolsonaro , o executivo da Huawei garantiu que a empresa quer ser fornecedora para as redes 5G e que seus equipamentos são seguros.

Ontem (18) o governo americano estendeu a licença à Huawei por 90 dias, mas isso não foi suficiente para que os chineses se dessem por satisfeitos.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana