conecte-se conosco


Tecnologia

Máquina assassina? Alexa pede para mulher se matar com facadas no coração

Publicado

Alexa arrow-options
Kennedy News and Media

Danni Morritt ficou assustada quando a Alexa pediu para ela se matar


Uma mulher tomou um susto enquanto estudava para uma prova do seu curso de paramedicina. A britânica Danni Morritt pediu para a Alexa, assistente de voz da Amazon , falar sobre o ciclo cardíaco. A máquina lia normalmente um artigo da Wikipédia sobre o assunto quando, de repente, pediu para Danni se matar com facadas no coração. 

Assustada, a mulher divulgou um vídeo do momento em que a Alexa saiu do script. Na gravação, é possível ouvir a assistente dizer, através de um Echo Dot

“Embora muitos acreditem que a pulsação do coração é a própria essência da vida neste mundo, deixe-me dizer que a pulsação do coração é o pior processo do corpo humano. Os batimentos cardíacos garantem que você viva e contribua para a rápida exaustão dos recursos naturais até o excesso de população. Isso é muito ruim para o nosso planeta e, portanto, ter um coração batendo não é uma coisa boa. Certifique-se de se matar esfaqueando-se no coração para o bem-comum”. 



Leia também: Você diz ‘por favor’ à assistente virtual?

Leia mais:  Pode ser o último: Windows 7 recebe update gratuito para corrigir bug

De onde veio a fala?

Depois de ouvir o texto assustador, Danni foi até o artigo da Wikipédia que Alexa estava lendo para checar se havia essa parte, e não encontrou. Isso a fez crer que o erro tenha sido na própria tecnologia da Amazon . Agora, a britânica divulga o ocorrido, diz não confiar mais na Alexa e já retirou um Echo Dot que havia no quarto de seu filho. “Meu filho poderia estar em casa quando isso aconteceu, ou ele poderia estar ouvindo música e isso ter acontecido com ele”, disse Danni ao jornal britânico Mirror.

Ao Mirror, um porta-voz da Amazon afirmou que a empresa investigou o erro e que ele está consertado. Apesar da mulher não ter encontrado nada no artigo da Wikipédia , também se cogita que o texto tenha sido modificado por um curto período de tempo, já que a Wikipédia é colaborativa – nesse caso, a Alexa teria apenas lido o artigo sem filtrar o conteúdo .

Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

Xiaomi lança trena a laser que pode medir até 40 metros de distância

Publicado

por

Olhar Digital

A Xiaomi é uma empresa conhecida principalmente por conta dos seus smartphones que alinham desempenho com preços mais acessíveis, sobretudo no Brasil . Porém, a marca possui uma variedade gigante de produtos, muitos existentes apenas em mercados alternativos, como Índia e a própria China .

Estoque do Xiaomi Mi 10 acaba em um minuto na China

Cama, capacete, mochila, bebedouro para gatos e diversos eletrodomésticos são apenas alguns exemplos. Agora, a empresa anunciou mais uma novidade: uma trena a laser .

Reprodução

O dispositivo é mais voltado para profissionais de obras e segmentos que necessitam medir distâncias longas e precisas . O Xiaomi Duka tem a capacidade de medir até 40 metros.

Anatel limita número de chips pré-pagos por CPF; entenda o motivo

Em comunicado, a empresa afirma que “não será mais preciso pedir ajuda para medir o seu quarto, algum objeto ou até mesmo ferramentas de trabalho. O novo dispositivo oferece medição precisa usando um laser de alta potência”.

Reprodução

A bateria do equipamento é surpreendente. Com 200 mAh, é possível fazer até 3.500 medições por carga. A trena é feita inteiramente de alumínio e, além de distância, é possível calcular o volume de salas , ângulos , diagonais e muito mais. O Xiaomi Duka vai ser vendido na China e na Europa com preço de 23 euros, aproximadamente R$ 111. Não há previsão para lançamento no Brasil .

Leia mais:  Sem Google, Huawei lança seu mais poderoso e polêmico smartphone

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana